Mar­cha con­tra a si­da ho­je em ru­as de Lu­an­da

Jornal de Angola - - SOCIEDADE -

Uma mar­cha con­tra a si­da, sob o le­ma “Mãos pa­ra ci­ma pa­ra a pre­ven­ção do VIH/Si­da”, é re­a­li­za­da ho­je em vá­ri­as ru­as da ci­da­de de Lu­an­da, ten­do co­mo pon­to de par­ti­da a Ci­da­de­la Des­por­ti­va, às 9 ho­ras.

A mar­cha é re­a­li­za­da em sau­da­ção ao Dia Mun­di­al de Lu­ta con­tra a Si­da, co­me­mo­ra­do a 1 de De­zem­bro, e vai per­cor­rer a Ave­ni­da Ho­ji ya Hen­da, a Ala­me­da Ma­nu­el VanDú­nem e o Lar­go da In­de­pen­dên­cia, de on­de de­pois par­te pa­ra a Pra­ça da Fa­mí­lia, em cu­jo lo­cal é re­a­li­za­do um ac­to cul­tu­ral.

Num do­cu­men­to en­vi­a­do on­tem ao Jor­nal de An­go­la, a Re­de An­go­la­na das So­ci­e­da­des de Ser­vi­ços de Si­da (ANASO) in­for­ma que o pro­gra­ma in­clui um es­pec­tá­cu­lo mu­si­cal, te­a­tro, lei­tu­ra de uma men­sa­gem so­bre a efe­mé­ri­de e a ins­ta­la­ção de uma qui­tan­da.

AANASO pe­de, no do­cu­men­to, a par­ti­ci­pa­ção de “to­das as for­ças vi­vas da Na­ção no mo­vi­men­to da lu­ta con­tra o ví­rus da si­da em An­go­la”, por­que a mar­cha é “mais uma opor­tu­ni­da­de pa­ra se man­ter ace­sa a es­pe­ran­ça de que é pos­sí­vel ven­cer a epi­de­mia”.

No­vas con­ta­mi­na­ções

O pri­mei­ro ca­so de VIH em An­go­la foi no­ti­fi­ca­do em 1985, cin­co anos de­pois da des­co­ber­ta do ví­rus que cau­sa a si­da, uma do­en­ça ain­da sem cu­ra e que já ma­tou mais de 30 mi­lhões de pes­so­as, a mai­o­ria das

A ju­ven­tu­de es­tá ca­da vez mais cons­ci­en­te do pa­pel que a me­di­ci­na pre­ven­ti­va de­sem­pe­nha na re­du­ção do nú­me­ro de ca­sos de si­da no país

quais em Áfri­ca. Por sua vez, o vi­ce-di­rec­tor exe­cu­ti­vo da ONU/Si­da, Luiz Lou­res, afir­mou que os me­dia são um gran­de ali­a­do no com­ba­te à si­da, uma do­en­ça que já ma­tou 35 mi­lhões de pes­so­as des­de o iní­cio da epi­de­mia, na dé­ca­da de 80. Nu­ma en­tre­vis­ta con­ce­di­da ter­ça-fei­ra à Rá­dio ONU, na Ucrá­nia, Luiz Lou­res, in­for­mou que as mor­tes re­la­ci­o­na­das com o VIH bai­xam 45 por cen­to por ano gra­ças a um au­men­to con­sis­ten­te do tra­ta­men­to. Em 2015, acres­cen­tou, 1,1 mi­lhões de pes­so­as per­de­ram a vi­da ao con­trá­rio dos cer­ca de dois mi­lhões em 2005. So­men­te no ano pas­sa­do, 7,5 mil mu­lhe­res con­traí­ram o VIH. O to­tal de no­vas con­ta­mi­na­ções foi de 2,1 mi­lhões.

O vi­ce-di­rec­tor-exe­cu­ti­vo da ONU/Si­da dis­se que o mun­do só ven­ce a do­en­ça se in­ten­si­fi­car a pre­ven­ção. “Só o tra­ta­men­to não vai nos le­var ao fim. Te­mos que, ime­di­a­ta­men­te, re­ver co­mo es­ta­mos sob o pon­to de vis­ta da pre­ven­ção e, a par­tir daí, bus­car for­mas ino­va­do­ras e uti­li­zar ao má­xi­mo os me­dia so­ci­ais por se­rem usa­dos pe­la ju­ven­tu­de ho­je em dia co­mo re­fe­rên­cia do pon­to de vis­ta de men­sa­gem”, acen­tu­ou o al­to fun­ci­o­ná­rio das Na­ções Uni­das.

Um ou­tro de­sa­fio é em re­la­ção aos tes­tes de VIH. Ape­nas qua­tro dos 21 paí­ses pri­o­ri­tá­ri­os em Áfri­ca ofe­re­cem tes­tes a mais de me­ta­de dos be­bés ex­pos­tos ao VIH nas pri­mei­ras se­ma­nas de vi­da.

Ci­clo de vi­da

A in­for­ma­ção es­tá num re­la­tó­rio lan­ça­do se­gun­da-fei­ra, no qual é re­ve­la­do que 18,2 mi­lhões de pes­so­as fa­zem ho­je em dia o tra­ta­men­to, um au­men­to de 1,2 mi­lhões em re­la­ção à es­ta­tís­ti­ca de 2015.

O es­tu­do, apre­sen­ta­do na ca­pi­tal da Na­mí­bia, Windho­ek, re­ve­la que as pes­so­as são vul­ne­rá­veis ao ví­rus da si­da em cer­tos mo­men­tos das su­as vi­das e re­co­men­da uma abor­da­gem cen­tra­da no “ci­clo de vi­da” pa­ra apoi­ar com me­di­das de pre­ven­ção to­dos em to­das as fa­ses da vi­da.

O re­la­tó­rio su­bli­nha que o aces­so aos me­di­ca­men­tos an­ti-re­tro­vi­rais pa­ra os que pre­ci­sam tem um im­pac­to sig­ni­fi­ca­ti­vo re­la­ti­va­men­te ao pro­lon­ga­men­to da sua vi­da.

O ano de 2015 mar­ca tam­bém o re­cor­de de 5,8 mi­lhões de pes­so­as com mais de 50 anos a vi­ver até ho­je com o ví­rus da si­da. O nú­me­ro de­ve su­bir se fo­rem atin­gi­das as me­tas de tra­ta­men­to. O ob­jec­ti­vo da Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das é que 30 mi­lhões de se­ro­po­si­ti­vos re­ce­bam tra­ta­men­to até 2020.

BENJAMIN CÂNDIDO ( LUN­DA-NOR­TE)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.