Se­lec­ção respira saú­de

Jornal de Angola - - DESPORTO -

Ter­mi­na­do o es­tá­gio de pre­pa­ra­ção em ter­ras lu­sas, vi­san­do a sua par­ti­ci­pa­ção na 22ª edi­ção do Cam­pe­o­na­to Africano das Na­ções (CAN) em se­ni­o­res fe­mi­ni­nos, As Pé­ro­las de Áfri­ca che­gam ao fi­nal da tar­de de ho­je ao país no má­xi­mo da sua for­ça, se­gun­do re­ve­lou o dr. Da­vid Abel, seu mé­di­co.

“Cli­ni­ca­men­te, ti­ve­mos, ao lon­go de to­do es­tá­gio, pou­ca coi­sa de re­al­ce. Hou­ve aque­las si­tu­a­ções pon­tu­ais, que fo­ram acon­te­cen­do du­ran­te os trei­nos e jo­gos, que con­sis­ti­ram prin­ci­pal­men­te em con­tu­sões, da­da a na­tu­re­za do pró­prio andebol”, re­fe­riu.

O mé­di­co sa­li­en­tou a pron­ti­dão da equi­pa mé­di­ca, em man­ter to­das as atle­tas dis­po­ní­veis pa­ra o tra­ba­lho, des­ta­can­do o ex­ce­len­te tra­ba­lho de re­cu­pe­ra­ção de to­das as ma­ze­las, fei­to pe­la fi­si­o­te­ra­peu­ta Ma­ria Na­tá­lia Cam­pos. “To­das as con­tu­sões que li­mi­ta­vam o de­sem­pe­nho das jo­ga­do­ras fo­ram tra­ta­das pron­ta­men­te e is­so aju­dou os trei­na­do­res a man­te­rem o gru­po com­ple­to, pra­ti­ca­men­te em to­das ses­sões de trei­no.”

“De con­cre­to, ti­ve­mos a Az­nai­de com do­res per­sis­ten­tes no jo­e­lho e foi re­a­li­za­da uma res­so­nân­cia que, fe­liz­men­te, não re­ve­lou na­da de es­pe­ci­al. Ac­tu­al­men­te, es­tá bem e a trei­nar nor­mal­men­te. A Bá es­te­ve com zum­bi­dos nos ou­vi­dos, foi con­sul­ta­da por es­pe­ci­a­lis­ta de Otor­ri­no­la­rin­go­lo­gia e tam­bém con­ti­nu­ou o pro­ces­so de trei­nos sem pro­ble­mas. Hou­ve al­gu­mas si­tu­a­ções iso­la­das de gri­pes, pró­pri­as do dia-a-dia, de­vi­do à tem­pe­ra­tu­ra lo­cal, e fo­ram re­sol­vi­das sem gran­de pre­o­cu­pa­ção.”

Em ter­mos téc­ni­cos, Ed­gar Ne­to, ad­jun­to de Fi­li­pe Cruz, re­for­çou a ideia de que o es­tá­gio foi po­si­ti­vo, so­bre­tu­do, por­que “con­se­gui­mos ma­te­ri­a­li­zar o que tí­nha­mos ide­a­li­za­do, que era re­a­li­zar se­te jo­gos de con­tro­lo e man­ter uma ro­ti­na fun­ci­o­nal de trei­nos, ali­men­ta­ção e hi­dra­ta­ção, pa­ra que o gru­po es­te­ja ap­to a com­pe­tir a al­to ní­vel. Ti­ve­mos uma der­ro­ta, um em­pa­te e cin­co vi­tó­ri­as, mas, mais im­por­tan­te do que is­so, a ní­vel men­tal, as me­ni­nas es­tão fo­ca­das no ob­jec­ti­vo”, ga­ran­tiu.

MOTA AM­BRÓ­SIO

Jo­ga­do­ras re­gres­sam em gran­de for­ma

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.