Kis­sa­ma mos­tra ino­va­ção e cri­a­ti­vi­da­de

EM LU­AN­DA Cri­a­dor da mar­ca “Afro­kis­sa­má” apre­sen­ta no­va co­lec­ção de tra­jes afri­ca­nos

Jornal de Angola - - CULTURA - MA­NU­EL ALBANO |

O es­ti­lis­ta Kis­sa­ma apre­sen­ta dia 10 de Dezembro, a par­tir das 15h00, no Ho­tel Di­a­man­te, em Lu­an­da, a sua mais re­cen­te co­lec­ção de rou­pa afri­ca­na, du­ran­te a inau­gu­ra­ção de um ba­zar no lo­cal pa­ra a ven­da e pro­mo­ção dos seus pro­du­tos.

De­pois de ter fei­to já a apre­sen­ta­ção dos seus tra­jes ti­pi­ca­men­te afri­ca­nos, em Por­tu­gal, há sen­si­vel­men­te qua­tro me­ses, o cri­a­dor da mar­ca Afro­kis­sa­má “O Em­bon­dei­ro” con­fec­ci­o­nou pa­ra o des­fi­le cem pe­ças ex­clu­si­vas.

Em de­cla­ra­ções, on­tem ao Jor­nal de An­go­la, Kis­sa­má dis­se que a ino­va­ção e a cri­a­ti­vi­da­de es­tão vi­sí­veis na sua co­lec­ção, co­mo re­sul­ta­do do cru­za­men­to en­tre as cul­tu­ras afri­ca­na e oci­den­tal, des­de fa­tos, ca­mi­sas, cal­ças, la­ços, gra­va­tas, ma­ca­cões e ves­ti­dos de noi­va a rou­pas des­por­ti­vas.

O es­ti­lis­ta ex­pli­cou que a co­lec­ção in­te­gra tra­jes ins­pi­ra­dos es­sen­ci­al­men­te nas raí­zes cul­tu­rais an­go­la­nas, co­mo uma for­ma de pro­cu­rar ex­plo­rar ou­tros mer­ca­dos, prin­ci­pal­men­te o eu­ro­peu e o sul-afri­ca­no.

Ape­sar dos in­ves­ti­men­tos “tí­mi­dos” ain­da re­gis­ta­dos no mer­ca­do da in­dús­tria têx­til no país, ga­ran­tiu, não se­rem es­tes os mo­ti­vos ini­bi­do­res à sua von­ta­de de con­ti­nu­ar a ser “um cri­a­dor ir­re­ve­ren­te.”

A ac­ti­vi­da­de do es­ti­lis­ta, ar­gu­men­ta, de­ve con­se­guir con­gre­gar ele­men­tos iden­ti­tá­ri­os à vi­vên­cia dos po­vos, lu­ga­res e sí­ti­os, por for­ma a con­so­li­dar a sua pró­pria mar­ca, num mer­ca­do ca­da vez mais exi­gen­te.

Pe­ças úni­cas

A ex­clu­si­vi­da­de tem da­do lu­gar ao co­mum, por is­so re­for­ça: “Há ne­ces­si­da­de de se cri­ar rou­pas úni­cas ao gos­to dos cli­en­tes.” Ao lon­go da apre­sen­ta­ção do ba­zar, es­tá pre­vis­ta uma per­for­man­ce do mú­si­co e com­po­si­tor Wal­ter Ana­nás, de Kan­da e de Jay Lo­ren­zo. Es­tá tam­bém pre­vis­ta uma ex­po­si­ção de ar­tes plás­ti­cas da pin­to­ra Zi­nha. A so­no­ri­da­de da mú­si­ca elec­tró­ni­ca do Dj Pau­lo Al­ves, co­mo con­vi­da­do es­pe­ci­al, bem co­mo dos Dj re­si­den­tes Ze­las, Spir­ro, Hu­ree e Ca­mi­sa Track vai trans­for­mar o am­bi­en­te num es­pa­ço de tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as e de pro­mo­ção das ar­tes.

Kis­sa­má dis­se que o des­fi­le da li­nha de rou­pas Afro­kis­sa­má, es­sen­ci­al­men­te afri­ca­nas, tem co­mo ob­jec­ti­vo ex­plo­rar es­te seg­men­to do mer­ca­do emer­gen­te da mo­da an­go­la­na. Em Ja­nei­ro do cor­ren­te ano, o es­ti­lis­ta apre­sen­tou a sua mar­ca nas ci­da­des por­tu­gue­sas de Lis­boa e do Por­to, ten­do re­a­li­za­do vá­ri­os des­fi­les ao ar li­vre, co­mo for­ma de apro­xi­mar o pro­du­to às pes­so­as. Na con­di­ção de es­cri­tor, Kis­sa­má es­tá a pre­pa­rar, pa­ra o pró­xi­mo ano, a apre­sen­ta­ção do seu pri­mei­ro li­vro de con­tos, ins­pi­ra­do na es­pi­ri­tu­a­li­da­de dos afri­ca­nos, com des­ta­que pa­ra os an­go­la­nos.

Nas­ci­do em Lu­an­da, Kis­sa­má es­tá no mun­do da mo­da há 15 anos e con­si­de­ra-se um de­fen­sor das cul­tu­ras afri­ca­nas. Tam­bém co­nhe­ci­do co­mo “Ca­ra do po­vo”, por ser um dos or­ga­ni­za­do­res mais me­diá­ti­cos de even­tos cul­tu­rais no país, des­ta­ca-se pe­las fes­tas do Afro Mo­ments.

Es­tu­dan­te do se­gun­do ano de Ci­ne­ma e Te­le­vi­são no Ime­tro, o es­ti­lis­ta par­ti­ci­pou na se­gun­da edi­ção do Big Brother An­go­la em 2015.

JOÃO GOMES

Es­ti­lis­ta pre­ten­de con­so­li­dar a sua mar­ca e cri­ar mais um es­pa­ço pa­ra a tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as en­tre os cri­a­do­res na­ci­o­nais e es­tran­gei­ros

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.