Es­cul­tu­ras de fer­ro pa­ten­tes no Ca­mões

Jornal de Angola - - CULTURA -

Um to­tal de 13 pe­ças de ar­tes do ar­tis­ta plás­ti­co Hil­de­bran­do de Me­lo es­tá à dis­po­si­ção do pú­bli­co, des­de quin­ta-fei­ra em Lu­an­da, na ex­po­si­ção de­no­mi­na­da “His­tó­ria e um ob­jec­to”, pa­ten­te até ao fi­nal do pró­xi­mo mês, no Ca­mões - Cen­tro Cul­tu­ral Por­tu­guês.

As pe­ças fei­tas a fer­ro de­mons­tram bem a cri­a­ti­vi­da­de do ar­tis­ta, que ten­tou pas­sar por meio da ar­te, vá­ri­os te­mas de­cor­ren­tes da vi­da so­ci­al dos lu­an­den­ses.

“His­tó­ria e um ob­jec­ti­vo” é a pri­mei­ra ex­po­si­ção de es­cul­tu­ra de Hil­de­bran­do de Me­lo, de pas­sar um lo­go pe­río­do de ex­pe­ri­men­ta­ção em es­tú­dio com me­tal e for­mas sol­da­das. O ar­tis­ta é mais co­nhe­ci­do pe­las su­as vi­bran­tes e in­sur­gen­tes te­las e obras em pa­pel.

Na aber­tu­ra da ex­po­si­ção, Hil­de­bran­do de Me­lo deu a co­nhe­cer que ten­tou pas­sar com as obras a re­la­ção exis­ten­te en­tre o des­gas­te do fer­ro e o do ser hu­ma­no, de­vi­do aos vá­ri­os pro­ble­mas so­ci­ais que os afec­tam, den­tre elas a fo­me, a fal­ta de elec­tri­ci­da­de, o ca­os no cas­co ur­ba­no, as cons­tru­ções ar­qui­tec­tó­ni­cas e o trân­si­to in­fer­nal.

In­for­mou que le­vou dois anos pa­ra ter­mi­nar a ex­po­si­ção e dois me­ses pa­ra o fa­bri­co de ca­da pe­ça, pa­ten­te na mos­tra, ten­do uti­li­za­do ma­te­ri­al re­ci­cla­do pa­ra a mon­ta­gem. Acon­se­lhou os jo­vens a se­rem per­sis­ten­tes, por­que qu­em qui­ser fa­zer ar­te não po­de pen­sar pri­mei­ro em lu­cros, mas sim em fa­zer uma car­rei­ra e só de­pois pen­sar em di­nhei­ro. Ven­ce­dor dos pré­mi­os ENSA’Ar­te na ca­te­go­ria Ju­ven­tu­de e do De­se­nhos na Areia, pro­mo­vi­do pela Norsk Hi­dro.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.