Eva Car­nei­ro so­fre ame­a­ças

Jornal de Angola - - DESPORTO -

A an­ti­ga mé­di­ca do Chelsea, Eva Car­nei­ro, que a 8 de Agos­to de 2015 en­trou em cam­po pa­ra pres­tar as­sis­tên­cia mé­di­ca a Eden Ha­zard, ac­to que en­fu­re­ceu Jo­sé Mou­ri­nho e que pos­te­ri­or­men­te a afas­tou do clu­be lon­dri­no, deu uma en­tre­vis­ta ex­clu­si­va ao “The Te­le­graph”, abor­dan­do pu­bli­ca­men­te o te­ma pela pri­mei­ra vez.

Eva Car­nei­ro re­ve­lou que após ter saí­do do Chelsea re­ce­beu ame­a­ças de vi­o­lên­cia se­xu­al e de morte.

“Em­bo­ra eu não se­ja mui­to ac­ti­va nas re­des so­ci­ais - acho que fiz um post na vi­da - re­ce­bi ame­a­ças de vi­o­lên­cia se­xu­al e ame­a­ças de morte. Eles (os que fi­ze­ram is­so) são co­bar­des, sem ros­to e iden­ti­da­de, mas de­vem ser pu­ni­dos”, afir­mou.

A mé­di­ca, que dei­xou o fu­te­bol após es­te ca­so com Jo­sé Mou­ri­nho, re­fe­re ain­da que no des­por­to há mui­to se­xis­mo e que es­te é am­pla­men­te acei­te.

“Te­mos de pôr fim a es­ta dis­cri­mi­na­ção. To­da a gen­te sa­be que no fu­te­bol há mui­to ma­chis­mo, não é se­gre­do pa­ra nin­guém. Mas es­tas ques­tões não re­ce­bem a de­vi­da aten­ção. Os co­men­tá­ri­os ra­cis­tas, an­ti-se­mi­tas e ou­tros são am­pla­men­te con­de­na­dos, mas o se­xis­mo não”, re­fe­riu. “Sou ape­nas uma mé­di­ca que tem se­gui­do a sua pai­xão, que é a me­di­ci­na des­por­ti­va”, ar­gu­men­tou.

Re­cor­de-se que em Ju­nho des­te ano, Eva Car­nei­ro, que ti­nha en­tra­do com pro­ces­sos ju­di­ci­ais con­tra o Chelsea FC e tam­bém con­tra o téc­ni­co Jo­sé Mou­ri­nho, che­gou a acor­do com am­bos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.