Army Squad e Ka­li­bra­dos jun­tos num ál­bum

Jornal de Angola - - CULTURA - ROQUE SIL­VA |

O mo­vi­men­to hip hop em An­go­la po­de vol­tar a ser mais atrac­ti­vo com o re­gres­so dos gru­pos Army Mu­sic e Ka­li­bra­dos mar­ca­do pa­ra o pró­xi­mo ano, com pre­vi­são de lan­ça­men­to do dis­co “Pro­jec­to X”.

A ini­ci­a­ti­va jun­ta dois mem­bros de ca­da gru­po, San­do­can e Man Kil­la, dos Army Squad, e Vui Vui e Ka­daff, dos Ka­li­bra­dos, dois dos gru­pos an­go­la­nos de rap de mai­or su­ces­so na úl­ti­ma dé­ca­da e que acu­mu­lam uma le­gião de ad­mi­ra­do­res.

O CD, que tem pre­vi­são de edição e lan­ça­men­to no pri­mei­ro tri­mes­tre de 2017, se en­con­tra em fa­se de pre­pa­ra­ção, com a pro­du­ção e es­co­lha dos ins­tru­men­tais e cap­ta­ção dos te­mas. O re­per­tó­rio do “Pro­jec­to X” es­tá fe­cha­do, pe­lo que de­ve con­tar com 12 mú­si­cas e participação al­gu­mas vo­zes na­ci­o­nais, ten­do já a con­fir­ma­ção de Pre­to Show, ex-in­te­gran­te do con­jun­to The Gro­o­ve.

A pri­mei­ra pro­pos­ta mu­si­cal, uma can­ção e o res­pec­ti­vo vi­de­o­cli­pe, é apre­sen­ta­da nos pró­xi­mos di­as, em Luanda, um sin­gle que por si­nal é mui­to aguar­do pe­la le­gião de fãs que os dois gru­pos têm.

O mú­si­co San­do­can dis­se ao Jor­nal de An­go­la que a ini­ci­a­ti­va sur­ge com o ob­jec­ti­vo de dar uma di­nâ­mi­ca di­fe­ren­te ao re­fe­ri­do gé­ne­ro de mú­si­ca, com mai­or ex­pres­são nos Es­ta­do Unidos, e di­ver­si­fi­car os pro­du­tos em con­su­mo ac­tu­al­men­te no mer­ca­do angolano.

O mú­si­co e pro­du­tor e os co­le­gas pre­ten­dem ain­da re­cu­pe­rar o seu es­pa­ço no mer­ca­do mu­si­cal, as­sim co­mo do rap, com es­pec­tá­cu­los e apre­sen­ta­ção de ou­tros pro­jec­tos.

O ar­tis­ta é de opi­nião que os ad­mi­ra­do­res rap es­tão a con­su­mir boa mú­si­ca, mas ain­da as­sim é pre­ci­so mais ofer­ta e con­cor­rên­cia. “Na­da me­lhor com dois dos mai­o­res su­ces­sos que o país viu nas­cer”.

Vui Vui ex­pli­cou que o pro­jec­to es­tá a ser or­ga­ni­za­do ao por­me­nor, pa­ra não de­frau­dar a ex­pec­ta­ti­va cri­a­da pe­los ad­mi­ra­do­res de am­bos os gru­pos.

Se­gun­do Ka­daff, com o “Pro­jec­to X” que­rem tam­bém re­pre­sen­tar a união en­tre am­bos, de­pois da con­ten­da vi­vi­da al­guns anos que foi ali­men­ta­da por ter­cei­ros, sen­do ven­ci­da com a re­a­li­za­ção de um con­cer­to em 2008.

A união en­tre qua­tro vo­zes re­co­nhe­ci­das do rap em An­go­la é ou­tro pro­pó­si­to do lan­ça­men­to do ál­bum, cu­jos te­mas tra­zem con­teú­dos que nar­ram a re­a­li­da­de da so­ci­e­da­de an­go­la­na, dis­se o can­tor.

O gru­po Army Squad tem no mer­ca­do dis­co­grá­fi­cos o CD “Fir­mes”, lan­ça­do em 2003, e os Ka­li­bra­dos lan­ça­ram os dis­cos “Ne­gó­cio Fe­cha­do”, 2005, e “Car­tas na Me­sa” (2008).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.