Eva Rap Di­va au­to­gra­fa CD no Lu­ban­go

Jornal de Angola - - CULTURA -

“Eva” é o título do mais re­cen­te tra­ba­lho dis­co­grá­fi­co da can­to­ra Eva Ma­ri­se Cru­zei­ro Alexandre, ar­tis­ti­ca­men­te co­nhe­ci­da co­mo Eva Rap Di­va, ven­di­do e au­to­gra­fa­do, do­min­go, no Lu­ban­go, por oca­sião da jor­na­da Mar­ço- Mu­lher.

A com­po­si­to­ra afir­mou, à Angop, que o CD com­por­ta 12 fai­xas mu­si­cais gra­va­das e edi­ta­das em es­tú­di­os na­ci­o­nais e mas­te­ri­za­do em Por­tu­gal e Estados Unidos, em 2016. O ál­bum con­ta com par­ti­ci­pa­ções de Fa­bi­ous, Dji Ta­fi­nha, Vui Vui, Lan­drick, Sel­da, Gary Si­ne­di­ma, Ana Be­la Aya, Rap­tail, Már­cia, Gaia Bit, L Vincy e do mo­çam­bi­ca­no Du­as Ca­ras.

As mú­si­cas são to­das can­ta­das em por­tu­guês nos es­ti­los de rap e zouk. Al­gu­mas mú­si­cas do CD são “Ou­tra es­pé­cie”, “Fi­nal fe­liz”, “Um as­so­bio meu”, “Be­le­za não é tu­do”, “Be­au­ti­full” e “Tu pe­des”.

“O CD foi lan­ça­do há uma se­ma­na fin­da em Lu­an­da, sen­do a Huí­la a se­gun­da pro­vín­cia a be­ne­fi­ci­ar des­te dis­co. No fim-de-se­ma­na, irei às Lun­das Nor­te e Sul”, disse a can­to­ra. Eva Rap Di­va lan­çou o seu pri­mei­ro dis­co, “Rai­nha Njin­ga do Rap”, em 2015, e tem par­ti­ci­pa­ção no II vo­lu­me da co­lec­tâ­nea Te­am de So­nho.

Um to­tal de oito fil­mes por­tu­gue­ses, en­tre os quais “Cin­zen­to e ne­gro”, de Luís Filipe Ro­cha, e “Cartas da gu­er­ra”, de Ivo Ferreira, es­tão pré­se­le­ci­o­na­dos pa­ra os Pré­mi­os Pla­ti­no de Ci­ne­ma Ibe­ro-Ame­ri­ca­no.

De acor­do com a Academia Por­tu­gue­sa de Ci­ne­ma, fo­ram pro­pos­tos oito fil­mes por­tu­gue­ses pa­ra as di­fe­ren­tes ca­te­go­ri­as dos pré­mi­os. “Cin­zen­to e Ne­gro”, de Luís Filipe Ro­cha, foi pré-se­lec­ci­o­na­do em 11 ca­te­go­ri­as e “Cartas da gu­er­ra”, de Ivo Ferreira, em oito.

A es­tes jun­tam-se ain­da “A mãe é que sa­be”, de Nuno Ro­cha, no­me­a­do pa­ra me­lhor fil­me e me­lhor pri­mei­ro fil­me de fic­ção ibe­ro-ame­ri­ca­no, e “A to­ca do lo­bo”, de Ca­ta­ri­na Mou­rão, “Mu­dar de Vi­da”, de Nelson Gu­er­rei­ro e Pedro Fi­dal­go, e “O Ci­ne­ma, Ma­no­el de Oliveira e Eu”, de João Bo­te­lho, to­dos na categoria de me­lhor documentário.

Os pré­mi­os Pla­ti­no, apre­sen­ta­dos co­mo os “Ós­ca­res la­ti­nos” cum­prem a quar­ta edi­ção em Ju­lho, com uma ce­ri­mó­nia em Ma­drid, ca­pi­tal de Es­pa­nha, sen­do os no­me­a­dos anun­ci­a­dos em Maio.

Os 140 fil­mes pré-se­lec­ci­o­na­dos, de 23 paí­ses ibe­ro-ame­ri­ca­nos, fo­ram re­ve­la­dos du­ran­te o 32.º Fes­ti­val In­ter­na­ci­o­nal de Ci­ne­ma de Gu­a­da­la­ja­ra, a de­cor­rer no Mé­xi­co.

Pe­la pri­mei­ra vez, os pré­mi­os vão dis­tin­guir ain­da a me­lhor mi­ni­sé­rie te­le­vi­si­va.

DR

Uma das ce­nas do fil­me “Cartas da gu­er­ra” do re­a­li­za­dor Ivo Ferreira foi pré-se­lec­ci­o­na­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.