Obras de im­pac­to so­ci­al dão no­va ima­gem a Ba­ba

Pro­vín­cia do Na­mi­be con­ta com um bair­ro no­vo, com di­ver­sos ser­vi­ços que mu­da­ram a vi­da da po­vo­a­ção

Jornal de Angola - - REGIÕES - Ma­nu­el de Sou­sa | Ba­ba

A po­pu­la­ção do Ba­ba, po­vo­a­ção da pro­vín­cia do Na­mi­be, con­ta ago­ra com um bair­ro no­vo, com­pos­to por 54 re­si­dên­ci­as do ti­po T1, du­as sa­las de au­la, um posto mé­di­co, uma la­van­da­ria, uma igre­ja e um bal­neá­rio pú­bli­co.

A cri­a­ção e im­ple­men­ta­ção do re­fe­ri­do pro­jec­to foi uma ini­ci­a­ti­va de um gru­po de ar­ma­do­res do ra­mo pes­quei­ro, que ope­ram na­que­la lo­ca­li­da­de. Mo­vi­dos pe­lo es­pí­ri­to do amor ao pró­xi­mo, en­ten­de­ram dar dig­ni­da­de aos mo­ra­do­res, atra­vés de ac­ções que cri­a­ram mu­dan­ças na es­tru­tu­ra fí­si­ca da po­vo­a­ção do Ba­ba.

Para o em­pre­sá­rio do ra­mo pes­quei­ro, Cân­di­do de Car­va­lho, o pro­jec­to vi­sa dar dig­ni­da­de à po­pu­la­ção do Ba­ba, que an­tes vi­via em ca­sas de cha­pas de zin­co.

“Es­se pro­jec­to nas­ceu há mais de 20 anos, por­que foi aqui o meu prin­cí­pio de vi­da em­pre­sa­ri­al. Vi­ven­do na pele as di­fi­cul­da­des to­das que o Ba­ba apre­sen­ta­va, cri­ei es­te so­nho de um dia dar uma vi­da mais dig­na à po­pu­la­ção e, por­que so­zi­nho se­ria di­fí­cil, con­vi­dei mais dois ar­ma­do­res e as­sim foi pos­sí­vel a ma­te­ri­a­li­za­ção do pro­jec­to”, ex­pli­cou o res­pon­sá­vel.

O pro­jec­to per­mi­tiu tam­bém a cons­tru­ção de du­as mo­ra­di­as para pro­fes­so­res e en­fer­mei­ros, ter­ra­ple­na­gem das vi­as de aces­so e aber­tu­ra de uma li­xei­ra co­mu­ni­tá­ria.

O so­ba do Ba­ba, An­tó­nio Iná­cio, dis­se que o tem­po de vi­ver em ca­sas de cha­pas de zin­co fi­cou para traz, dai lan­çar um ape­lo aos qua­dros da saú­de e edu­ca­ção para acei­ta­rem tra­ba­lhar na re­gião.

O go­ver­na­dor do Na­mi­be, Car­los da Rocha Cruz, pe­diu à po­pu­la­ção para cui­dar e con­ser­var os bens pos­tos à sua dis­po­si­ção. “O Ba­ba de on­tem é di­fe­ren­te do de ho­je, te­mos ago­ra in­fra-es­tru­tu­ras so­ci­ais co­mo es­co­la e posto mé­di­co, que vão per­mi­tir que as cri­an­ças e os adul­tos pos­sam es­tu­dar e tam­bém cui­da­rem da saú­de”.

A po­vo­a­ção do Ba­ba si­tu­a­se na zo­na li­to­ral Nor­te do mu­ni­cí­pio de Mo­çâ­me­des, nu­ma dis­tân­cia de 62 qui­ló­me­tros em ter­ra ba­ti­da, en­tre o mar e as mon­ta­nhas do de­ser­to. A vi­la pos­sui 400 ha­bi­tan­tes.

O Ba­ba de on­tem é di­fe­ren­te do de ho­je, por­que te­mos mais in­fra­es­tru­tu­ras so­ci­ais co­mo es­co­la e posto mé­di­co, para per­mi­tir às cri­an­ças e adul­tos es­tu­da­rem e cui­da­rem tam­bém da saú­de

AFON­SO COSTA | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO | NA­MI­BE Mo­ra­do­res da vi­la de Ba­ba já sen­tem os ga­nhos dos pro­gra­mas de im­pac­to so­ci­al do Go­ver­no

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.