Neto lu­tou por cau­sas no­bres

A da­ta do nas­ci­men­to de Agos­ti­nho Neto, a 17 de Setembro de 1922, pa­ten­teia o dia da ho­me­na­gem so­le­ne a to­dos os He­róis da Pá­tria an­go­la­na. Neto ba­teu-se sem­pre pe­la dig­ni­da­de dos an­go­la­nos

Jornal de Angola - - PORTADA -

O Bu­re­au Po­lí­ti­co do MPLA con­si­de­rou Agos­ti­nho Neto, o pri­mei­ro Pre­si­den­te de Angola, um com­ba­ten­te de cau­sas no­bres que con­du­ziu de for­ma bri­lhan­te o pro­ces­so que le­vou o país à In­de­pen­dên­cia Na­ci­o­nal a 11 de Novembro de 1975. Na de­cla­ra­ção so­bre o 17 de Setembro, Dia do Fun­da­dor da Na­ção e do Herói Na­ci­o­nal, o Bu­re­au Po­lí­ti­co do MPLA afir­ma que as qua­li­da­des de Neto, co­mo de­fen­sor da In­de­pen­dên­cia Na­ci­o­nal, con­fe­ri­ram­lhe um gran­de pres­tí­gio jun­to do po­vo an­go­la­no. O ór­gão de cú­pu­la do MPLA su­bli­nha que, vol­vi­dos 38 anos do seu de­sa­pa­re­ci­men­to fí­si­co, em 10 de Setembro de 1979, “os seus en­si­na­men­tos con­ti­nu­am vi­vos e ho­je, com a for­ça do pas­sa­do de Agos­ti­nho Neto e com a for­ça do pre­sen­te de José Edu­ar­do dos San­tos, Angola é um mo­de­lo de es­ta­bi­li­da­de po­lí­ti­ca em Áfri­ca e no Mun­do”.

O MPLA emi­tiu on­tem uma de­cla­ra­ção na qual ren­de pro­fun­da ho­me­na­gem a to­dos os com­ba­ten­tes da Lu­ta de Li­ber­ta­ção Na­ci­o­nal, da con­quis­ta da paz, da re­cons­tru­ção na­ci­o­nal e do de­sen­vol­vi­men­to de Angola, em es­pe­ci­al o Pre­si­den­te Agos­ti­nho Neto, o Fun­da­dor da Na­ção An­go­la­na.

Na de­cla­ra­ção so­bre o 17 de Setembro, pe­la co­me­mo­ra­ção do Dia do Fun­da­dor da Na­ção e do Herói Na­ci­o­nal, o Bu­re­au Po­lí­ti­co do MPLA afir­ma que as qua­li­da­des de Neto, co­mo de­fen­sor da In­de­pen­dên­cia Na­ci­o­nal de Angola, con­fe­ri­ram-lhe um gran­de pres­tí­gio jun­to do po­vo an­go­la­no, por­quan­to a sua vi­são e aná­li­se dos fe­nó­me­nos e dos pro­ble­mas ine­ren­tes à Lu­ta de Li­ber­ta­ção Na­ci­o­nal, no iní­cio dos anos 50 do sé­cu­lo pas­sa­do, tra­du­zi­am, elo­quen­te­men­te, a re­sis­tên­cia se­cu­lar dos an­go­la­nos, con­tra a do­mi­na­ção es­tran­gei­ra.

MPLA ga­ran­te tu­do se­rá fei­to, para que Angola me­lho­re o que es­tá bem e cor­ri­ja o que es­tá mal e exor­ta to­do o po­vo an­go­la­no a par­ti­ci­par, en­tu­si­as­ti­ca­men­te, nas co­me­mo­ra­ções da da­ta

“Agos­ti­nho Neto, cu­ja da­ta de nas­ci­men­to, 17 de Setembro de 1922, pa­ten­teia o dia de ho­me­na­gem so­le­ne a to­dos os he­róis da Pá­tria an­go­la­na, foi um com­ba­ten­te in­can­sá­vel pe­la cau­sa da li­ber­ta­ção na­ci­o­nal e sím­bo­lo do com­ba­te li­ber­ta­dor”, lê­se no do­cu­men­to, su­bli­nhan­do que vol­vi­dos 38 anos do seu de­sa­pa­re­ci­men­to fí­si­co, em 10 de Setembro de 1979, "os seus en­si­na­men­tos con­ti­nu­am vi­vos e ho­je, com a for­ça do pas­sa­do, de Agos­ti­nho Neto, e com a for­ça do pre­sen­te, de José Edu­ar­do dos San­tos, Angola é um mo­de­lo de es­ta­bi­li­da­de po­lí­ti­ca em Áfri­ca e no Mun­do".

"Nes­ta im­por­tan­te da­ta, o MPLA não po­de dei­xar de ho­me­na­ge­ar os elei­to­res an­go­la­nos, que, pa­ci­fi­ca­men­te, com o mais ele­va­do sen­ti­do pa­trió­ti­co, com ci­vis­mo e com res­pei­to à di­fe­ren­ça, aca­bam de con­tri­buir para o for­ta­le­ci­men­to da jo­vem de­mo­cra­cia de Angola, da paz, da re­con­ci­li­a­ção na­ci­o­nal e da uni­da­de na­ci­o­nal, pre­mis­sas fun­da­men­tais para o de­sen­vol­vi­men­to eco­nó­mi­co do País e, con­se­quen­te­men­te, do bem-es­tar so­ci­al", su­bli­nha o do­cu­men­to.

O MPLA saú­da ain­da to­dos os mi­li­tan­tes, sim­pa­ti­zan­tes, ami­gos do par­ti­do e ci­da­dãos anó­ni­mos, que ga­ran­ti­ram a vi­tó­ria cla­ra e inequí­vo­ca do MPLA e a elei­ção do seu can­di­da­to, João Lou­ren­ço, para o car­go de Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca de Angola, nas eleições ge­rais de 23 de Agos­to de 2017.

O Bu­re­au Po­lí­ti­co do MPLA ga­ran­te que tu­do se­rá fei­to, para que Angola me­lho­re o que es­tá bem e cor­ri­ja o que es­tá mal. Ao mes­mo tem­po, exor­ta to­do o po­vo an­go­la­no a par­ti­ci­par, pa­trió­ti­ca e en­tu­si­as­ti­ca­men­te, nas co­me­mo­ra­ções do Dia do Fun­da­dor da Na­ção e do Herói Na­ci­o­nal, que, nes­te ano, se re­a­li­zam na mes­ma al­tu­ra em que o MPLA as­si- na­la, gar­bo­sa­men­te, a quar­ta vi­tó­ria con­se­cu­ti­va em eleições de­mo­crá­ti­cas mul­ti­par­ti­dá­ri­as.

Vá­ri­as ac­ti­vi­da­des

A Fun­da­ção Dr. Agos­ti­nho Neto re­a­li­za de 1 a 29 do pró­xi­mo mês, em Ca­te­te, Luanda, a sé­ti­ma edi­ção do FESTINETO, por oca­sião do 95º ani­ver­sá­rio na­ta­lí­cio do fun­da­dor da Na­ção. Di­ver­sas ac­ti­vi­da­des so­ci­ais e cul­tu­rais es­tão pre­vis­tas em to­do país, para di­vul­gar a vi­da e obra do es­ta­dis­ta, mé­di­co, po­e­ta e ho­mem de cul­tu­ra. Des­ta­que para a aber­tu­ra ofi­ci­al da ex­po­si­ção "Vi­da de Agos­ti­nho Neto em Ban­da De­se­nha­da" no dia 1 do pró­xi­mo

mês, no Be­las Shop­ping, ar­re­do­res da ci­da­de de Luanda. De acor­do com o pro­gra­ma das fes­ti­vi­da­des, no dia 11 de Setembro es­tá pre­vis­to o lan­ça­men­to“Exí­li­os - Tes­te­mu­nhos­da obra li­te­rá­ria de exi­la­dos e de­ser­to­res por­tu­gue­ses na Eu­ro­pa, do DVD “Cu­ba­nos fa­lam de Agos­ti­nho Neto”, e a ou­tor­ga de uma hon­ra­ria à Agos­ti­nho Neto, pe­la as­so­ci­a­ção dos Cai­ma­nei­ros. No qua­dro das ce­le­bra­ções do ani­ver­sá­rio do pri­mei­ro Pre­si­den­te de Angola, o Par­que da In­de­pen­dên­cia, em Luanda, vai aco­lher a Fei­ra da Li­te­ra­tu­ra, Cul­tu­ra e Ar­tes, que con­ta­rá com ex­po­si­ções in­ter­na­ci­o­nais de gas­tro­no­mia e cul­tu­ra.

A in­fluên­cia do pri­mei­ro Pre­si­den­te de Angola para a lu­ta de li­ber­ta­ção con­tra os re­gi­mes co­lo­ni­ais que pre­do­mi­na­vam em Áfri­ca, prin­ci­pal­men­te na re­gião aus­tral, foi des­ta­ca­da, quin­ta-fei­ra, na ci­da­de do Uí­ge, du­ran­te uma pa­les­tra com o te­ma “A con­tri­bui­ção do Dr. An­tó­nio Agos­ti­nho Neto na li­ber­ta­ção de Angola e de Áfri­ca, em par­ti­cu­lar a re­gião aus­tral, bem co­mo os es­for­ços para a con­quis­ta da paz em to­do ter­ri­tó­rio na­ci­o­nal”.

ARQUIVO | EDIÇÕES NOVEMBRO Ac­to cen­tral de ho­me­na­gem ao pri­mei­ro Pre­si­den­te de Angola de­cor­re ho­je na ci­da­de do Dun­do

ARTE | EDIÇÕES NOVEMBRO Di­rec­ção do MPLA con­si­de­ra que Agos­ti­nho Neto foi um com­ba­ten­te in­can­sá­vel pe­la cau­sa da li­ber­ta­ção na­ci­o­nal e sím­bo­lo do com­ba­ten­te li­ber­ta­dor

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.