FMI pre­vê cres­ci­men­to pa­ra An­go­la

Jornal de Angola - - ECONOMIA -

O Fundo Mo­ne­tá­rio In­ter­na­ci­o­nal (FMI) mos­tra nas suas Pre­vi­sões Eco­nó­mi­cas Mun­di­ais di­vul­ga­das ter­ça­fei­ra em Washing­ton, que a eco­no­mia de An­go­la tem uma pers­pec­ti­va de cres­ci­men­to, es­te ano, de 1,3 por cen­to pa­ra 1,5 por cen­to, de­pois de so­frer uma re­ces­são de 0,7 por cen­to no Pro­du­to In­ter­no Bru­to (PIB) do ano pas­sa­do.

De acor­do com os re­la­to­res do FMI, no ano pas­sa­do An­go­la te­rá so­fri­do um cres­ci­men­to ne­ga­ti­vo de 0,7 por cen­to, o que con­tras­ta com a pre­vi­são ac­tu­al do país, que apon­ta ofi­ci­al­men­te pa­ra um cres­ci­men­to de 1,1 por cen­to em 2016 e de 2,1 por cen­to es­te ano.

O Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Es­ta­tís­ti­ca (INE) ain­da não di­vul­gou os da­dos re­la­ti­va­men­te ao último tri­mes­tre de 2016, mas, de acor­do com o Bo­le­tim do Pro­du­to In­ter­no Bru­to Tri­mes­tral, no pri­mei­ro tri­mes­tre do ano pas­sa­do, a eco­no­mia an­go­la­na re­gis­tou um cres­ci­men­to de menos 1,9 por cen­to, fa­ce ao pe­río­do ho­mó­lo­go, a que se so­mou uma no­va con­trac­ção de 7,8 por cen­to e, fi­nal­men­te, um re­cuo na ri­que­za pro­du­zi­da no país de 4,3 por cen­to no ter­cei­ro tri­mes­tre, o que dá uma média de 4,7 por cen­to nes­ses no­ve me­ses.

No do­cu­men­to, o FMI diz que “o cres­ci­men­to pa­ra 2017 foi re­vis­to em al­ta de 1,3 por cen­to em Abril, pa­ra 1,5 por cen­to ago­ra, porque uma re­vi­são à pro­du­ção pe­tro­lí­fe­ra em 2016 aumentou a mag­ni­tu­de da re­cu­pe­ra­ção es­pe­ra­da”.

No último as­pec­to a que os téc­ni­cos do FMI se re­fe­rem so­bre An­go­la, men­ci­o­na-se que a pre­vi­são so­bre a inflação po­de le­var a uma su­bi­da dos pre­ços, com ten­dên­cia de ele­var-se, “com uma taxa de dois dí­gi­tos, re­flec­tin­do os per­sis­ten­tes efei­tos dos cho­ques in­fla­ci­o­ná­ri­os do pas­sa­do, que re­sul­tam das for­tes de­pre­ci­a­ções da mo­e­da, bem co­mo do au­men­to dos pre­ços da elec­tri­ci­da­de e dos com­bus­tí­veis”.

As­sim, os pre­ços po­dem au­men­tar 30,9 por cen­to es­te ano, des­cen­do pa­ra 20,6 por cen­to em 2018, de­pois de em 2016 te­rem su­bi­do 32,4 por cen­to, se­gun­do o FMI.

MO­TA AMBRÓSIO | EDI­ÇÕES NOVEMBRO Pers­pec­ti­va eco­nó­mi­ca pa­ra im­por­ta­do­res

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.