Juro está bem ge­ri­do na mai­o­ria dos bancos

Jornal de Angola - - ECONOMIA -

O Ban­co Cen­tral Eu­ro­peu (BCE) con­si­de­ra que as taxas de juro estão bem ge­ri­das na mai­o­ria dos bancos eu­ro­peus que su­per­vi­si­o­na di­rec­ta­men­te, de acor­do com as conclusões dos úl­ti­mos tes­tes re­a­li­za­dos pe­la en­ti­da­de a 125 ins­ti­tui­ções.

O BCE quis sa­ber co­mo re­a­gi­ri­am os bancos a mu­dan­ças nas taxas de juro e afir­mou que “taxas de juro mais ele­va­das iri­am ge­rar re­cei­tas lí­qui­das mais ele­va­das nos pró­xi­mos três anos na mai­o­ria dos bancos, mas o va­lor eco­nó­mi­co do ca­pi­tal se­ria re­du­zi­do”.

Se­gun­do o BCE, uma su­bi­da de 200 pon­tos ba­se nas taxas de juro di­rec­to­ras in­cre­men­ta­ria as re­cei­tas lí­qui­das por juros em 4,1 por cen­to em 2017 e 10,5 por cen­to em 2019, mas re­du­zi­ria o va­lor eco­nó­mi­co do ca­pi­tal em 2,7 por cen­to. No ca­so de as taxas de juro se man­te­rem nos ní­veis de finais de 2016, sem cres­ci­men­to do cré­di­to, as re­cei­tas lí­qui­das por juros cai­ri­am 7,5 por cen­to.

De acor­do com o re­la­tó­rio do BCE, ci­ta­do pe­la agência EFE, os su­per­vi­so­res de­vem ago­ra fa­lar di­rec­ta­men­te com cada um dos bancos ana­li­sa­dos. Se­gun­do o BCE, al­guns bancos de­vi­am ajus­tar a quan­ti­da­de de ca­pi­tal exi­gi­da pa­ra en­fren­tar os ris­cos iden­ti­fi­ca­dos em ca­so de uma su­bi­da das taxas de juro. Mas, a pro­cu­ra de cré­di­to não vai al­te­rar-se, co­mo re­sul­ta­do do exer­cí­cio, re­fe­re. O BCE tes­tou co­mo se­ri­am afec­ta­dos os bancos no ca­so de seis al­te­ra­ções nas taxas de juro di­rec­to­ras e in­sis­tiu que os im­pac­tos que foram apli­ca­dos aos bancos foram me­ra­men­te hi­po­té­ti­cos e não se­rão es­ta­be­le­ci­dos co­mo pro­jec­ções pa­ra a evolução das taxas de juro na Zo­na Euro.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.