“Exo­ne­ra­ção” é es­co­lhi­da Pa­la­vra do Ano

Jornal de Angola - - PARTADA -

O vo­cá­bu­lo “exo­ne­ra­ção” é a Pa­la­vra do Ano 2017 em An­go­la, ten­do re­co­lhi­do 40 por cento dos vo­tos dos ci­ber­nau­tas an­go­la­nos. Se­gun­do a Plu­ral Edi­to­res, que or­ga­ni­za a ini­ci­a­ti­va, par­ti­ci­pa­ram cer­ca de 2.500 ci­ber­nau­tas e, à pa­la­vra "exo­ne­ra­ção", se­guiu-se "mu­dan­ça", que ob­te­ve 21 por cento dos vo­tos, e "di­vi­sas", em ter­cei­ro lu­gar, pa­la­vra que al­can­çou 18 por cento das in­ten­ções de vo­to. O re­sul­ta­do foi di­vul­ga­do on­tem nu­ma ce­ri­mó­nia realizada no Ca­mões-Cen­tro Cul­tu­ral Por­tu­guês, em Lu­an­da. A elei­ção da Pa­la­vra do Ano em An­go­la te­ve iní­cio em De­zem­bro, dois me­ses após a to­ma­da de pos­se do Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, João Lourenço, que em­pre­en­deu, des­de en­tão, a mu­dan­ça de che­fi­as mi­li­ta­res, or­de­nou a exo­ne­ra­ção de ti­tu­la­res de car­gos pú­bli­cos em or­ga­nis­mos do Es­ta­do, na Po­lí­cia e na ad­mi­nis­tra­ção de em­pre­sas es­ta­tais, em áre­as que vão dos di­a­man­tes, aos pe­tró­le­os, da co­mu­ni­ca­ção so­ci­al à ban­ca, abar­can­do os res­pon­sá­veis do Ban­co Na­ci­o­nal de An­go­la, das te­le­vi­sões e da So­nan­gol. “Mu­dan­ça”, a pa­la­vra clas­si­fi­ca­da em se­gun­do lu­gar. A sua es­co­lha é tam­bém jus­ti­fi­ca­da pe­la po­lí­ti­ca an­go­la­na, on­de tem ha­vi­do vá­ri­as mu­dan­ças des­de o ac­to elei­to­ral, que le­vou João Lourenço, de 63 anos, à pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca, su­ce­den­do a Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos, de 75 anos, no car­go que ocu­pou du­ran­te 40 anos, des­de a mor­te do pri­mei­ro Che­fe de Es­ta­do após a in­de­pen­dên­cia, Agos­ti­nho Ne­to (1922-1979). “Di­vi­sas”, ter­mo que fe­cha o pó­dio, foi es­co­lhi­do de­vi­do à “con­jun­tu­ra de cri­se eco­nó­mi­ca, que le­vou a uma que­bra na en­tra­da de di­vi­sas no país.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.