Par­ques na­ci­o­nais com di­nhei­ro pró­prio

Os par­ques na­ci­o­nais, além da re­cu­pe­ra­ção dos ani­mais, são con­si­de­ra­das áre­as com pas­sa­do his­tó­ri­co

Jornal de Angola - - PARTADA - Ma­nu­e­la Go­mes

Os par­ques na­ci­o­nais pas- sam, a par­tir do pró­xi­mo mês, a uni­da­des or­ça­men­ta­das, anun­ci­ou on­tem a mi­nis­tra do Am­bi­en­te. Pau­la Fran­cis­co à im­pren­sa por oca­sião do Dia Na­ci­o­nal do Am­bi­en­te, que hoje se as­si­na­la, e lem­brou que as ad­mi­nis­tra­ções de­vem cri­ar ser­vi­ços de ges­tão e re­cur­sos hu­ma­nos.

pró­xi­mo, os par­ques na­ci­o­nais pas­sam a ser uni­da­des or­ça­men­ta­das pe­lo Es­ta­do, o que vai per­mi­tir que as ad­mi­nis­tra­ções cri­em ser­vi­ços de ges­tão, re­cur­sos hu­ma­nos e ou­tras áre­as au­xi­li­a­res apro­pri­a­das, ga­ran­tiu on­tem, em Lu­an­da, a mi­nis­tra do Am­bi­en­te.

Fa­lan­do num en­con­tro com a im­pren­sa, por oca­sião do Dia Na­ci­o­nal do Am­bi­en­te, que hoje se as­si­na­la, Pau­la Fran­cis­co des­ta­cou o fo­men­to do eco­tu­ris­mo em An­go­la e lem­brou que os par­ques na­ci­o­nais, além da re­cu­pe­ra­ção dos ani­mais, são áre­as com um pas­sa­do his­tó­ri­co.

Ex­pli­cou que o Pro­gra­ma Na­ci­o­nal do Fo­men­to do Eco­tu­ris­mo foi lan­ça­do em 2015, re­fe­rin­do que daí em di­an­te o em­pre­sa­ri­a­do, em par­ti­cu­lar o na­ci­o­nal, tem ade­ri­do com mui­ta ti­mi­dez, o que co­lo­ca ques­tões re­la­ci­o­na­das com o em­pre­en­de­do­ris­mo”.

Pa­ra a go­ver­nan­te, a ino­va­ção e a apos­ta no eco­tu­ris­mo po­dem não só aju­dar a ju­ven­tu­de, mas, tam­bém, o cres­ci­men­to de in­dús­tri­as que po­dem ser par­ti­lha­das em ou­tras ex­pe­ri­ên­ci­as, co­mo, por exem­plo, na pro­du­ção do sa­bão ar­te­sa­nal.

Re­la­ti­va­men­te ao fun­ci­o­na­men­to dos par­ques na­ci­o­nais, dis­se que o Mi­nis­té­rio do Am­bi­en­te está em­pe­nha­do no re­for­ço dos fis­cais. Su­bli­nhou que re­cen­te­men­te foi apro­va­da a Unidade de Cri­a­ção dos Par­ques, que in­clui a in­ser­ção e ca­pa­ci­ta­ção de ex-mi­li­ta­res pa­ra o re­for­ço da fis­ca­li­za­ção, não só nas áre­as de con­ser­va­ção, mas, tam­bém, nos Ser­vi­ços Na­ci­o­nais de Fis­ca­li­za­ção Am­bi­en­tal.

Pau­la Fran­cis­co dis­se, por ou­tro la­do, que o Mi­nis­té­rio do Am­bi­en­te con­fir­ma a exis­tên­cia de 60 Pa­lan­cas Ne­gras den­tro do San­tuá­rio e as­se­gu­rou dar con­ti­nui­da­de ao pro­gra­ma de re­cu­pe­ra­ção de ani­mais. “Te­mos in­cen­ti­va­do os par­cei­ros do am­bi­en­te a con­ti­nu­a­rem com os seus es­tu­dos e le­van­ta­men­to so­bre o ha­bi­tat em par­ti­cu­lar da Pa­lan­ca”.

No que con­cer­nen­te à ven­da am­bu­lan­te de ani­mais sel­va­gens, a mi­nis­tra do Am­bi­en­te es­cla­re­ceu que o sec­tor está a le­var a ca­bo uma cam­pa­nha de edu­ca­ção da po­pu­la­ção, com o pro­pó­si­to de de­sin­cen­ti­var tais prá­ti­cas.

Pa­ra a go­ver­nan­te, o Es­ta­do não só de­ve pu­nir, mas, tam­bém, edu­car e en­si­nar as pes­so­as de co­mo de­vem tra­tar a na­tu­re­za, des­de os ani­mais, plan­tas e ou­tros ele­men­tos da na­tu­re­za.

Nes­te par­ti­cu­lar e se­gun­do ela, es­tão as ques­tões do sa­ne­a­men­to bá­si­co, so­bre­tu­do a ní­vel da costa ma­rí­ti­ma, os pla­nos di­rec­to­res e de or­de­na­men­to am­bi­en­tal, en­tre ou­tras ac­ções.

Qu­an­to ao cres­ci­men­to do nú­me­ro de obras na or­la cos­tei­ra, a mi­nis­tra ex­pli­cou que to­do pro­jec­to ca­re­ce de es­tu­dos, não só de im­pac­to am­bi­en­tal, mas, tam­bém, de so­los, de ocu­pa­ção de ter­re­nos, li­cen­ci­a­men­to e ou­tras ques­tões. A ex­plo­ra­ção de ma­dei­ra con­ti­nua a ser tam­bém uma pre­o­cu­pa­ção do sec­tor, em­bo­ra a mi­nis­tra te­nha re­co­nhe­ci­do ha­ver re­po­si­ção nal­guns ca­sos das es­pé­ci­es fei­tas a par­tir da se­men­te. Afir­mou que já exis­tem al­guns vi­vei­ros em al­gu­mas pro­vín­ci­as do país, mas ain­da pou­cos pa­ra des­ma­ta­men­to que foi fei­to.

Fa­ce a es­ta si­tu­a­ção, Pau­la Fran­cis­co ape­lou às associações pa­ra a con­ti­nui­da­de da mul­ti­pli­ca­ção das es­pé­ci­es e pa­ra que jun­tas tra­ba­lhem pa­ra a exe­cu­ção de uma gran­de cam­pa­nha de re­po­si­ção da co­ber­tu­ra ve­ge­tal.

A mi­nis­tra do Am­bi­en­te re­co­nhe­ceu que os ní­veis de po­lui­ção no país são pre­o­cu­pan­tes e ape­lou a to­dos pa­ra que aju­dem no res­ta­be­le­ci­men­to de um meio am­bi­en­te sa­dio pa­ra se vi­ver.

O Dia Na­ci­o­nal do Am­bi­en­te, co­me­mo­ra­do anu­al­men­te a 31 de Ja­nei­ro, en­qua­dra-se na Se­ma­na Na­ci­o­nal do Am­bi­en­tal e foi pro­cla­ma­da em 1976.

Mi­nis­tra do Am­bi­en­te con­fir­ma a exis­tên­cia de 60 Pa­lan­cas Ne­gras den­tro do San­tuá­rio e as­se­gu­rou dar con­ti­nui­da­de ao pro­gra­ma de re­cu­pe­ra­ção de ani­mais

MA­RIA AUGUSTA | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO Par­ques Na­ci­o­nais con­ti­nu­am ser áre­as pri­vi­le­gi­a­das pa­ra o pro­gra­ma de Eco­tu­ris­mo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.