Mi­lha­res de pes­so­as fo­gem da vi­o­lên­cia

Jornal de Angola - - ÁFRICA -

Mais de 23 mil con­go­le­ses fugiram nas úl­ti­mas se­ma­nas da re­gião les­te da Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go (RDC) e es­tão re­fu­gi­a­dos no Bu­run­di, Tan­zâ­nia e Ugan­da por cau­sa dos no­vos fo­cos de vi­o­lên­cia, in­for­mou on­tem o Al­to Co­mis­sa­ri­a­do das Na­ções Uni­das pa­ra os Re­fu­gi­a­dos (ACNUR).

Nas úl­ti­mas se­ma­nas, uma ope­ra­ção mi­li­tar con­tra os gru­pos ar­ma­dos Mai Mai na pro­vín­cia de Ki­vu do Sul obri­gou mi­lha­res de pes­so­as a fu­gi­rem das su­as ca­sas.

Se­gun­do o ACNUR, “mi­lha­res” de con­go­le­ses en­con­tram-se na con­di­ção de des­lo­ca­dos na pró­pria pro­vín­cia, en­quan­to pe­lo me­nos 8.200 atra­ves­sa­ram as fron­tei­ras. Cer­ca de 7 mil che­ga­ram ao Bu­run­di e 1.200 à Tan­zâ­nia.

“Os re­fu­gi­a­dos com os quais fa­la­mos dis­se­ram-nos que fugiram não só da vi­o­lên­cia, mas tam­bém do re­cru­ta­men­to for­ça­do”, re­al­çou em con­fe­rên­cia de im­pren­sa o por­ta-voz do ACNUR, Ba­bar Ba­lo­ch.

O por­ta-voz lem­brou que é “im­pe­ra­ti­vo” que os paí­ses fron­tei­ri­ços dei­xem en­trar os re­fu­gi­a­dos no seu ter­ri­tó­rio.

A mai­o­ria dos re­fu­gi­a­dos que che­ga ao Bu­run­di fá-lo cru­zan­do o la­go Tan­ga­ni­ca. Ba­bar Ba­lo­ch aler­tou que o ACNUR não só está pre­o­cu­pa­do com os re­fu­gi­a­dos con­go­le­ses, mas tam­bém com 43 mil re­fu­gi­a­dos bu­run­de­ses que es­tão no Ki­vu do Sul e que en­tra­ram na RDC há me­ses tam­bém cru­zan­do o la­go Tan­ga­ni­ca.

Por ou­tro la­do, a vi­o­lên­cia na pro­vín­cia do Ki­vu Nor­te for­çou 15 mil con­go­le­ses a fu­gir pa­ra o Ugan­da des­de De­zem­bro.

Em Ja­nei­ro che­ga­ram uma mé­dia de 330 pes­so­as por dia, quatro ve­zes mais que a ta­xa re­gis­ta­da em De­zem­bro do ano de 2017.

SUMY SADURNI | AFP Re­gião Les­te da RDC é ca­da vez mais as­so­la­da pe­la vi­o­lên­cia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.