Trump fa­la hoje so­bre o “Es­ta­do da União”

Jornal de Angola - - MUNDO - Vic­tor Car­va­lho

As re­la­ções com a Rús­sia se­rão, cer­ta­men­te, um dos as­sun­tos in­con­tor­ná­veis no dis­cur­so so­bre o “Es­ta­do da União” que Do­nald Trump vai pro­fe­rir es­ta ma­dru­ga­da no Congresso dos Es­ta­dos Uni­dos.

Pa­ra sus­ten­tar aque­la que tem si­do a sua po­si­ção do­mi­nan­te des­de o iní­cio do seu man­da­to, Trump cen­tra a sua in­ter­ven­ção no te­ma “Uma América for­te, se­gu­ra e or­gu­lho­sa”, se­gun­do uma no­ta emi­ti­da pe­la Ca­sa Bran­ca.

Há um ano Trump pro­fe­riu uma in­ter­ven­ção cau­te­lo­sa e op­ti­mis­ta, pe­ran­te as du­as câ­ma­ras, mas des­ta fei­ta ele tem de ser mais ob­jec­ti­vo e apre­sen­tar al­guns re­sul­ta­dos even­tu­al­men­te ob­ti­dos.

De acor­do com a Ca­sa Bran­ca, a in­ter­ven­ção de Do­nald Trump vi­sa ain­da o es­ta­be­le­ci­men­to de con­sen­sos com os de­mo­cra­tas de mo­do a cri­ar con­di­ções ob­jec­ti­vas pa­ra ven­cer os desafios do fu­tu­ro.

No úl­ti­mo ano a eco­no­mia dos Es­ta­dos Uni­dos cres­ceu 2,3 por cento e o de­sem­pre­go fi­xou-se na ta­xa mais bai­xa dos úl­ti­mos 17 anos, 4,1 por cento. Co­mo pon­to fra­co, Trump apre­sen­ta a mais bai­xa ta­xa de po­pu­la­ri­da­de de sem­pre, 36 por cento de acor­do com uma son­da­gem Gal­lup, mui­to por cul­pa das in­ves­ti­ga­ções so­bre ale­ga­dos con­tac­tos da sua equi­pa de cam­pa­nha elei­to­ral com per­so­na­li­da­des rus­sas.

Uma in­for­ma­ção di­vul­ga­da es­ta se­ma­na de que Trump ten­tou de­mi­tir o pro­cu­ra­dor es­pe­ci­al en­car­re­ga­do da in­ves­ti­ga­ção, é ou­tro dos fac­to­res que aju­da a per­ce­ber a re­du­zi­da po­pu­la­ri­da­de de que go­za jun­to dos nor­te-ame­ri­ca­nos, o que con­tras­ta com a re­a­li­da­de dos nú­me­ros que es­pe­lham o re­sul­ta­do deste pri­mei­ro ano da sua go­ver­na­ção.

Tam­bém não aju­da Trump o fac­to do sub­di­rec­tor do FBI, An­drew Mc­Ca­be, que o Pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos re­pe­ti­da­men­te acu­sou de o es­tar a per­se­guir, aca­bar de apre­sen­tar a sua demissão.

Mc­Ca­be es­ta­va à fren­te de uma equi­pa que co­or­de­na­va as in­ves­ti­ga­ções so­bre as re­la­ções que os rus­sos te­ri­am even­tu­al­men­te man­ti­do com a equi­pa da cam­pa­nha elei­to­ral do ac­tu­al Pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos.

Mas, Do­nald Trump sa­be que pa­ra le­var por di­an­te o seu pro­jec­to de cons­truir uma América ca­da vez mai­or pre­ci­sa do apoio dos de­mo­cra­tas, por is­so ele tem de pis­car o olho à opo­si­ção de mo­do a que pos­sam ser cons­truí­das as in­fra­es­tru­tu­ras pú­bli­cas de que o país ne­ces­si­ta pa­ra se mo­der­ni­zar e res­pon­der às exi­gên­ci­as do cres­ci­men­to.

Se­gun­do o "Washing­ton Post", Trump de­ve apre­sen­tar um pla­no pa­ra in­ves­tir 200 mil mi­lhões de dó­la­res, es­pe­ran­do ge­rar in­ves­ti­men­tos de um bi­lião em es­tra­das, pon­tes e ou­tras obras pú­bli­cas.

SAUL LOEB | AFP Trump pe­de co­la­bo­ra­ção en­tre re­pu­bli­ca­nos e de­mo­cra­tas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.