Trump ga­ran­te que Pyongyang já não cons­ti­tui ame­a­ça nu­cle­ar

De­pois da ci­mei­ra his­tó­ri­ca com o ho­mó­lo­go da Co­reia do Nor­te, Pre­si­den­te nor­te-ame­ri­ca­no des­cre­ve o en­con­tro co­mo “ex­pe­ri­ên­cia in­te­res­san­te e po­si­ti­va”

Jornal de Angola - - MUNDO -

O Pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos ga­ran­tiu on­tem que a Co­reia do Nor­te já não cons­ti­tui uma ame­a­ça nu­cle­ar.

Aca­ba­do de ater­rar em Washing­ton, de­pois da ci­mei­ra his­tó­ri­ca em Sin­ga­pu­ra on­de se en­con­trou com o ho­mó­lo­go nor­te-co­re­a­no, Kim Jong-un, Trump re­cor­reu ao twit­ter pa­ra ga­ran­tir aos ci­da­dãos que se po­dem sen­tir se­gu­ros uma vez que “já não exis­te uma ame­a­ça nu­cle­ar por par­te da Co­reia do Nor­te”.

“Aca­bei de ater­rar. Foi uma longa vi­a­gem, mas to­dos se po­dem sen­tir mais se­gu­ros ago­ra do que no dia em que che­guei ao car­go. Já não exis­te uma ame­a­ça nu­cle­ar por par­te da Co­reia do Nor­te”, ga­ran­tiu Trump.

O Pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos des­cre­veu ain­da o en­con­tro com Kim Jong-un co­mo uma “ex­pe­ri­ên­cia in­te­res­san­te e po­si­ti­va”, rei­te­ran­do que “a Co­reia do Nor­te tem gran­de po­ten­ci­al pa­ra o fu­tu­ro”.

Num se­gun­do twit­ter, Trump dei­xou uma pa­la­vra a Ba­rack Oba­ma, con­si­de­ran­do que, ao con­trá­rio do que to­dos afir­ma­vam, os Es­ta­dos Uni­dos não vão en­trar em guer­ra com a Co­reia do Nor­te.

“An­tes de eu as­su­mir o car­go, as pes­so­as es­ta­vam a as­su­mir que ía­mos en­trar em guer­ra com a Co­reia do Nor­te. O Pre­si­den­te Oba­ma dis­se que a Co­reia do Nor­te era o nos­so mai­or e mais pe­ri­go­so pro­ble­ma. Já não é, dur­mam bem es­ta noi­te”, afir­mou.

Da ci­mei­ra em Sin­ga­pu­ra com o ho­mó­lo­go nor­te­co­re­a­no, Do­nald Trump trou­xe um acor­do, ca­rac­te­ri­za­do co­mo va­go por ana­lis­tas, em que Pyongyang se com­pro­me­te com a des­nu­cle­a­ri­za­ção da pe­nín­su­la co­re­a­na, ape­sar de não re­fe­rir quais­quer da­tas ou eta­pas pa­ra que tal acon­te­ça. O Pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos anun­ci­ou ain­da que vai pôr fim aos exer­cí­ci­os mi­li­ta­res em con­jun­to com a Co­reia do Sul, uma das prin­ci­pais rei­vin­di­ca­ções de Pyongyang que os ca­rac­te­ri­za­va co­mo pro­vo­ca­ções que pre­pa­ra­vam uma futura in­va­são ao país.

Re­la­ti­va­men­te a es­te as­sun­to, Trump dis­se que pa­rar com os exer­cí­ci­os mi­li­ta­res vai pou­par "uma for­tu­na" aos Es­ta­dos Uni­dos.

“Pou­pa­mos uma for­tu­na ao não fa­zer­mos jo­gos de guer­ra en­quan­to as du­as par­tes ne­go­cei­am de boa fé , o que am­bas es­tão a fa­zer!”, ga­ran­tiu.

Con­ces­sões de Washing­ton

A im­pren­sa es­ta­tal nor­te­co­re­a­na des­ta­cou on­tem as con­ces­sões do Pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos so­bre os exer­cí­ci­os mi­li­ta­res co­mo pers­pec­ti­vas de uma no­va era de paz e pros­pe­ri­da­de na pe­nín­su­la co­re­a­na.

A Agência Cen­tral Co­re­a­na de No­tí­ci­as (KCNA) con­fir­mou que Trump ex­pres­sou a sua in­ten­ção de pa­rar os exer­cí­ci­os mi­li­ta­res con­jun­tos com a Co­reia do Sul, ofe­re­cer ga­ran­ti­as ao Nor­te e sus­pen­der as san­ções con­tra Pyongyang en­quan­to as re­la­ções me­lho­ra­rem. O Pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos dis­se na ter­ça-fei­ra, após a ci­mei­ra com o lí­der nor­te-co­re­a­no em Sin­ga­pu­ra, que gos­ta­ria de sus­pen­der as san­ções, mas que is­so não acon­te­ce­ria de ma­nei­ra ime­di­a­ta.

Kim Jong-un e Do­nald Trump fi­ze­ram con­vi­tes um ao ou­tro pa­ra vi­si­tas aos seus res­pec­ti­vos paí­ses, e am­bos os lí­de­res “acei­ta­ram de bom gra­do”, in­for­mou a KCNA.

O en­con­tro foi o pri­mei­ro en­tre um Pre­si­den­te dos Es­ta­dos Uni­dos e um lí­der nor­te­co­re­a­no e se­guiu uma sé­rie de tes­tes nu­cle­a­res e de mís­seis e tro­cas en­fu­re­ci­das de in­sul­tos e ame­a­ças en­tre Trump e Kim no ano pas­sa­do que ali­men­ta­ram te­mo­res de uma pos­sí­vel guer­ra.

“Kim e Trump ti­ve­ram o re­co­nhe­ci­men­to mú­tuo de que é ne­ces­sá­rio apoi­ar o prin­cí­pio de ac­ções si­mul­tâ­ne­as, pas­so a pas­so, pa­ra con­se­guir a paz, a es­ta­bi­li­da­de e des­nu­cle­a­ri­za­ção da pe­nín­su­la co­re­a­na”, dis­se a KCNA.

Trump con­fir­mou que os Es­ta­dos Uni­dos iri­am pa­rar os seus exer­cí­ci­os mi­li­ta­res com a Co­reia do Sul en­quan­to a Co­reia do Nor­te ne­go­ci­as­se a des­nu­cle­a­ri­za­ção.

“Nós não ire­mos fa­zer os jo­gos de guer­ra en­quan­to es­ta­mos a ne­go­ci­ar de boa fé”, dis­se Trump ao ca­nal Fox News em en­tre­vis­ta em Sin­ga­pu­ra após a reu­nião.

“En­tão, is­so é bom por uma sé­rie de ra­zões, além dis­so eco­no­mi­za­re­mos uma imen­sa quan­tia de di­nhei­ro”, dis­se Trump. “Vo­cês sa­bem, es­sas coi­sas, elas cus­tam. Eu odeio pa­re­cer um ho­mem de ne­gó­ci­os, mas eu sem­pre per­gun­ta­va, quan­to is­so es­tá a cus­tar?” A Chi­na au­gu­ra que as par­tes apro­vei­tem o mo­men­to de mu­dan­ças po­si­ti­vas na pe­nín­su­la em di­rec­ção a uma re­so­lu­ção po­lí­ti­ca e na pro­mo­ção da des­nu­cle­a­ri­za­ção.

Num se­gun­do twit­ter, Trump dei­xou uma pa­la­vra a Ba­rack Oba­ma, con­si­de­ran­do que, ao con­trá­rio do que to­dos afir­ma­vam, os Es­ta­dos Uni­dos não vão en­trar em guer­ra com a Co­reia do Nor­te

DR

Mun­do aguar­da pe­la con­cre­ti­za­ção dos com­pro­mis­sos as­su­mi­dos na ci­mei­ra de Sin­ga­pu­ra

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.