Em­bai­xa­do­res pre­ten­dem mai­or pro­mo­ção das ar­tes

A mi­nis­tra da Cul­tu­ra re­ce­beu em au­di­ên­cia três di­plo­ma­tas an­go­la­nas com qu­em abor­dou as­pec­tos li­ga­dos à pro­mo­ção e va­lo­ri­za­ção das ar­tes na­ci­o­nais além-fron­tei­ras

Jornal de Angola - - CULTURA -

O pro­ces­so de in­ter­na­ci­o­na­li­za­ção da cul­tu­ra an­go­la­na foi abor­da­do nu­ma au­di­ên­cia que a mi­nis­tra da Cul­tu­ra, Ca­ro­li­na Cer­quei­ra, con­ce­deu na quar­ta-fei­ra, em Lu­an­da, aos em­bai­xa­do­res de An­go­la acre­di­ta­dos no Rwan­da, Con­go Braz­za­vil­le e Ja­pão, Edu­ar­do Oc­tá­vio, Vi­cen­te Mu­an­da e Rui Sil­va.

Du­ran­te a au­di­ên­cia com o em­bai­xa­dor Edu­ar­do Oc­tá­vio, a mi­nis­tra da Cul­tu­ra dis­se que An­go­la tem man­ti­do uma tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as no do­mí­nio da cul­tu­ra com o Rwan­da e que o tra­ta­men­to da­do por aque­le país ao fe­nó­me­no re­li­gi­o­so, por meio de um pa­ra­dig­ma pa­ra sus­ter a pro­pa­ga­ção de sei­tas re­li­gi­o­sas, po­de­rá ser­vir de mo­de­lo.

Ca­ro­li­na Cer­quei­ra re­al­çou que o pro­jec­to lei so­bre a li­ber­da­de de cul­to, cren­ça e re­li­gião vai ao Par­la­men­to na pró­xi­ma le­gis­la­tu­ra pa­ra dis­cus­são e apro­va­ção e é ne­ces­sá­rio co­nhe­cer a ex­pe­ri­ên­cia de ou­tros paí­ses.

A go­ver­nan­te deu igual­men­te re­al­ce à ne­ces­si­da­de da tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as no do­mí­nio da edu­ca­ção mu­si­cal, da dan­ça e da edu­ca­ção pa­ra a cul­tu­ra da paz.

O em­bai­xa­dor Edu­ar­do Oc­tá­vio dis­se con­gra­tu­lar­se com as pers­pec­ti­vas de co­o­pe­ra­ção cul­tu­ral en­tre os dois paí­ses num qua­dro de tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as e de in­for­ma­ção em vá­ri­os do­mí­ni­os da cul­tu­ra.

Por ou­tro la­do, no en­con­tro com o em­bai­xa­dor Vi­cen­te Mu­an­da, Ca­ro­li­na Cer­quei­ra afir­mou que o Con­go Braz­za­vil­le é um país mui­to im­por­tan­te do pon­to de vis­ta his­tó­ri­co, po­lí­ti­co e cul­tu­ral e que re­quer um tra­ta­men­to pre­fe­ren­ci­al ten­do em con­ta a mo­ti­va­ção his­tó­ri­ca e po­lí­ti­ca que une am­bos os paí­ses com um pas­sa­do co­mum na lu­ta de li­ber­ta­ção, a par­ti­lha de la­ços lin­guís­ti­cos, cul­tu­rais co­muns e o en­ga­ja­men­to na pre­ser­va­ção da paz e es­ta­bi­li­da­de na re­gião.

“Há la­ços for­tes de ir­man­da­de que têm que se man­ter vi­vos e as re­la­ções mú­tu­as for­ta­le­cem a na­ção, cri­am con­fi­an­ça en­tre os po­vos e pro­jec­tam ou­tras áre­as im­por­tan­tes do de­sen­vol­vi­men­to e da paz ne­ces­sá­ria à re­gião da Áfri­ca Cen­tral, on­de as fron­tei­ras exis­ten­tes en­tre An­go­la e os Con­gos são es­tra­té­gi­cas”, sa­li­en­tou a mi­nis­tra da Cul­tu­ra.

A go­ver­nan­te in­for­mou que com o Con­go Braz­za­vil­le An­go­la tem co­mo gran­de pri­o­ri­da­de no do­mí­nio da cul­tu­ra, a par­ti­lha do pa­tri­mó­nio co­mum de Mban­za Con­go que é um bem da Hu­ma­ni­da­de e com­pro­mis­so dos paí­ses do an­ti­go Rei­no do Con­go.

Pa­ra o em­bai­xa­dor no Con­go Braz­za­vil­le, Vi­cen­te Mu­an­da, o en­con­tro vi­sou pre­pa­rar o tra­ba­lho que se­rá de­sen­vol­vi­do na­que­le país no do­mí­nio da co­o­pe­ra­ção e re­for­ço cul­tu­ral.

Por sua vez, Rui Sil­va, em­bai­xa­dor de An­go­la no Ja­pão, afir­mou que a li­ga­ção de An­go­la com o Ja­pão no do­mí­nio da cul­tu­ra é qua­se ine­xis­ten­te, mas que se de­ve tra­ba­lhar pa­ra in­cre­men­tar as re­la­ções cul­tu­rais em vá­ri­os do­mí­ni­os.

No seu en­ten­der, a cul­tu­ra é o cer­ne de uma Na­ção e po­de-se es­ta­be­le­cer um qua­dro vas­to de co­o­pe­ra­ção cul­tu­ral com o Ja­pão, ab­sor­ven­do a sua cul­tu­ra e trans­mi­tin­do a ri­que­za cul­tu­ral de An­go­la.

A mi­nis­tra afir­mou que em­bo­ra não ha­ja ne­nhum pro­to­co­lo efec­ti­vo en­tre An­go­la e o Ja­pão a apro­xi­ma­ção tem si­do a ba­se en­tre os dois paí­ses no do­mí­nio cul­tu­ral.

Pa­ra Ca­ro­li­na Cer­quei­ra, o re­for­ço da di­plo­ma­cia cul­tu­ral e do estreitamento das re­la­ções com vá­ri­os paí­ses po­de im­pul­si­o­nar a pro­mo­ção do in­ves­ti­men­to e da co­o­pe­ra­ção em vá­ri­os do­mí­ni­os.

Ca­ro­li­na Cer­quei­ra pe­diu ao em­bai­xa­dor pa­ra fa­zer a re­co­lha de informações que per­mi­tam a An­go­la tra­ba­lhar com o Ja­pão no do­mí­nio da for­ma­ção cul­tu­ral e au­gu­rou que o ca­mi­nho se­ja aber­to pa­ra es­ta­be­le­cer um pro­gra­ma in­te­gra­do de tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as com aque­le país asiá­ti­co com uma cul­tu­ra mi­le­nar ex­cep­ci­o­nal.

A mi­nis­tra pe­diu igual­men­te que se iden­ti­fi­quem áre­as co­muns em que An­go­la po­de pe­dir apoio ao Ja­pão pa­ra de­sen­vol­ver uma co­o­pe­ra­ção li­ga­da, fun­da­men­tal­men­te à mú­si­ca, pa­ra im­pul­si­o­nar a cri­a­ção da fu­tu­ra or­ques­tra sin­fó­ni­ca na­ci­o­nal bem co­mo o apoio pa­ra a tradução de li­vros dos es­cri­to­res an­go­la­nos em vá­ri­as lín­guas, por ser uma for­ma de co­nhe­ci­men­to de ex­pan­são e divulgação da re­a­li­da­de an­go­la­na.

O re­for­ço da di­plo­ma­cia cul­tu­ral e do estreitamento das re­la­ções com vá­ri­os paí­ses po­de im­pul­si­o­nar a pro­mo­ção do in­ves­ti­men­to e da co­o­pe­ra­ção em vá­ri­os do­mí­ni­os

EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Ca­ro­li­na Cer­quei­ra fa­lou da in­ter­na­ci­o­na­li­za­ção da Cul­tu­ra com o em­bai­xa­dor Vi­cen­te Mu­an­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.