Es­tá­gi­os pro­fis­si­o­nais es­tão re­gu­la­dos

Jornal de Angola - - Política -

Eco­nó­mi­ca apro­vou, on­tem, o Re­gu­la­men­to dos Es­tá­gi­os Pro­fis­si­o­nais, do­cu­men­to que es­ta­be­le­ce re­gras, mo­da­li­da­des e cri­té­ri­os que re­gu­lam o aces­so e o exer­cí­cio dos es­tá­gi­os pro­fis­si­o­nais des­ti­na­dos aos jo­vens com ida­des com­pre­en­di­das en­tre os 18 e 25 anos. No co­mu­ni­ca­do fi­nal da 9ª ses­são or­di­ná­ria da Co­mis­são Eco­nó­mi­ca do Con­se­lho de Mi­nis­tros cons­ta que os es­tá­gi­os pro­fis­si­o­nais vi­sam con­so­li­dar a for­ma­ção aca­dé­mi­ca ou pro­fis­si­o­nal em con­tex­to re­al de tra­ba­lho, apoi­ar a tran­si­ção en­tre o sis­te­ma de edu­ca­ção ou for­ma­ção e o mer­ca­do de tra­ba­lho, com­ple­men­tar e de­sen­vol­ver com­pe­tên­ci­as dos ci­da­dãos. A ideia é ade­quar o per­fil pro­fis­si­o­nal pa­ra me­lhor in­ser­ção na vi­da ac­ti­va e fa­ci­li­tar re­cru­ta­men­to e in­te­gra­ção de qua­dros nas em­pre­sas, atra­vés do apoio téc­ni­co pres­ta­do a es­tas na re­a­li­za­ção de es­tá­gi­os pro­fis­si­o­nais. Ao fa­lar à im­pren­sa so­bre aque­las me­di­das, a mi­nis­tra da Ad­mi­nis­tra­ção Pú­bli­ca, Tra­ba­lho e Se­gu­ran­ça So­ci­al, Te­re­sa Di­as, re­fe­riu que o re­gu­la­men­to da ges­tão dos activos da Se­gu­ran­ça So­ci­al vem es­ta­be­le­cer re­gras no âm­bi­to da apli­ca­ção dos in­ves­ti­men­tos. “O que qu­e­re­mos, fu­tu­ra­men­te, é que qu­al­quer ac­ti­vo fi­nan­cei­ro ou pa­tri­mo­ni­al que a Se­gu­ran­ça So­ci­al pre­ten­da fa­zer caia den­tro do raio de ac­ção do es­ti­pu­la­do nas re­gras e nor­mas con­tem­pla­das nes­te re­gu­la­men­to”, sa­li­en­tou. Acres­cen­tou que a Se­gu­ran­ça So­ci­al tem de ter re­ser­vas téc­ni­cas de­vi­da­men­te re­gu­la­men­ta­das. Ao adop­ta­rem-se es­sas me­di­das, pros­se­guiu, pre­ten­de-se que qu­al­quer in­ves­ti­men­to que ve­nha a ser fei­to pe­la Se­gu­ran­ça So­ci­al fi­que con­tem­pla­do le­gal­men­te e que os mes­mos me­re­çam a má­xi­ma cau­te­la, pa­ra não co­lap­sar o Sis­te­ma de Se­gu­ran­ça So­ci­al e não vir a pe­ri­gar, mas ga­ran­tir o di­rei­to dos pen­si­o­nis­tas. So­bre o Re­gi­me da Pro­tec­ção So­ci­al Obri­ga­tó­ria pa­ra os tra­ba­lha­do­res agrí­co­las, pes­cas e pe­que­nas ac­ti­vi­da­des, dis­se ser pre­ten­são a in­tro­du­ção de uma ta­xa con­tri­bu­ti­va de 1,5 por cen­to pa­ra o tra­ba­lha­dor e 4 por cen­to pa­ra o em­pre­ga­dor.

DOMBELE BERNARDO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Mi­nis­tro Te­re­sa Di­as fa­lou à im­pren­sa no fi­nal da reu­nião

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.