No­vas in­fec­ções di­mi­nu­em em Áfri­ca

“As ten­dên­ci­as pa­re­cem es­tar a man­ter-se e a men­sa­gem por de­trás des­tes nú­me­ros é que as me­di­das de saú­de pú­bli­ca (más­ca­ras, au­men­to de tes­tes, mo­ni­to­ri­za­ção de con­tac­tos e au­men­to de me­di­das de hi­gi­e­ne) es­tão a fun­ci­o­nar”, su­bli­nhou o di­rec­tor do Áfri­ca

Jornal de Angola - - Destaque -

que há um au­men­to de 14% no Nor­te de Áfri­ca, mui­to por cau­sa dos no­vos ca­sos em Mar­ro­cos, Lí­bia e Tu­ní­sia”, acres­cen­tou.

Es­tes três paí­ses jun­ta­men­te com a Áfri­ca do Sul e a Etió­pia fo­ram os que re­gis­ta­ram mai­or au­men­to de no­vos ca­sos de Covid-19 na úl­ti­ma se­ma­na.

“Te­mos de ser mui­to cau­te­lo­sos pa­ra não exa­ge­rar al­guns su­ces­sos. Vi­mos es­sas ten­dên­ci­as na Eu­ro­pa e nos Es­ta­dos Uni­dos, os nú­me­ros es­ta­vam a des­cer e ago­ra es­ta­mos a ver no­va­men­te au­men­tos sig­ni­fi­ca­ti­vos”, apon­tou.

In­sis­tiu, por is­so, na ne­ces­si­da­de de, à me­di­da que o con­ti­nen­te ali­via as res­tri­ções e se co­me­ça a vi­a­jar mais, in­ten­si­fi­car as me­di­das de saú­de pú­bli­ca re­co­men­da­des pe­la Or­ga­ni­za­ção Mun­di­al de Saú­de (OMS).

O con­ti­nen­te afri­ca­no re­gis­ta 1.429.360 ca­sos acu­mu­la­dos de Covid-19, 34.836 mor­tes e 1.175.353 do­en­tes re­cu­pe­ra­dos, que re­pre­sen­tam 5.4% dos ca­sos da do­en­ça em to­do o mun­do e 3.6% das mor­tes.

Des­de o iní­cio da pan­de­mia,

Fe­ve­rei­ro, a OMS já se en­con­tra­va a tra­ba­lhar com os vá­ri­os Go­ver­nos e par­cei­ros pa­ra “au­men­tar a pre­pa­ra­ção e ca­pa­ci­da­de de res­pos­ta à Covid-19 e a ou­tras do­en­ças in­fec­ci­o­sas”.

“A par­tir de Mar­ço, os go­ver­nos im­ple­men­ta­ram ra­pi­da­men­te res­tri­ções à cir­cu­la­ção, o que cri­ou uma ja­ne­la de opor­tu­ni­da­de pa­ra man­ter bai­xo o nú­me­ro de ca­sos e re­for­çar a ca­pa­ci­da­de de res­pos­ta da saú­de pú­bli­ca”, pros­se­guiu.

Mo­e­ti dei­xou, con­tu­do, um avi­so: “No fu­tu­ro, os paí­ses de­vem con­ti­nu­ar a re­for­çar os dados e a in­for­ma­ção, a im­ple­men­ta­ção dos prin­ci­pais ins­tru­men­tos de vi­gi­lân­cia, tes­tes, iso­la­men­to e ras­treio de con­tac­tos em ma­té­ria de saú­de pú­bli­ca”.

Pa­ra Sam Aga­tre Oku­on­zi, mé­di­co no Hos­pi­tal de Arua, uma uni­da­de de saú­de de re­fe­rên­cia no Ugan­da, as pi­o­res pre­vi­sões que no iní­cio da pan­de­mia cau­sa­ram o pâ­ni­co no país não se con­fir­ma­ram.

O clí­ni­co diz que é vá­ri­as ve­zes con­fron­ta­do com per­gun­tas o con­ti­nen­te tem man­ti­do uma ta­xa mé­dia de 2.4% de le­ta­li­da­de as­so­ci­a­da à do­en­ça e de 82% de re­cu­pe­ra­ção de in­fec­ções.

Cer­ca de 70% dos ca­sos re­gis­ta­dos no con­ti­nen­te es­tão con­cen­tra­dos em ape­nas cin­co país: Áfri­ca do Sul (47%), Egip­to (7%), Mar­ro­cos (5%), Etió­pia (5%) e Ni­gé­ria (4%). Angola (3,6%) man­tém-se en­tre os 10 paí­ses afri­ca­nos com uma ta­xa de mor­ta­li­da­de su­pe­ri­or à ta­xa mé­dia glo­bal de 3,1%.

Du­ran­te a con­fe­rên­cia, o di­rec­tor do CDC es­ta­be­le­ceu co­mo ob­jec­ti­vo au­men­tar pa­ra 20 mi­lhões o nú­me­ro de tes­tes à Covid-19 no con­ti­nen­te até fi­nal de Ou­tu­bro e anun­ci­ou um pri­mei­ro en­vio de 1.4 mi­lhões de tes­tes rá­pi­dos pa­ra 20 paí­ses.

“É uma me­ta re­a­lis­ta e am­bi­ci­o­sa. Te­mos de atin­gir es­sa me­ta pa­ra nos an­te­ci­par­mos à cur­va”, dis­se. Anun­ci­ou ain­da o ar­ran­que, no ter­re­no, de um es­tu­do em lar­ga es­ca­la na Áfri­ca do Sul, Ga­bão, Cos­ta do Mar­fim, Ni­gé­ria e Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go, pa­ra “ava­li­ar a per­cep­ção e re­a­ção das po­pu­la­ções a uma even­tu­al va­ci­na” pa­ra a Covid-19.

so­bre o que pro­te­ge o con­ti­nen­te nes­ta pan­de­mia, avan­çan­do que exis­tem vá­ri­as ex­pli­ca­ções, da tem­pe­ra­tu­ra à al­ti­tu­de, pas­san­do pe­los com­por­ta­men­tos das po­pu­la­ções, a sua ida­de, en­tre mui­tas ou­tras hi­pó­te­ses, ne­nhu­ma con­fir­ma­da.

Nes­te en­con­tro virtual par­ti­ci­pa­ram igual­men­te Fran­cis­ca Mu­ta­pi, pro­fes­so­ra de Saú­de Glo­bal, In­fec­ção e Imu­ni­da­de na Uni­ver­si­da­de de Edim­bur­go, e Mark Wo­o­lhou­se, pro­fes­sor de epi­de­mi­o­lo­gia de do­en­ças in­fec­ci­o­sas no Ins­ti­tu­to Usher na Fa­cul­da­de de Me­di­ci­na e Me­di­ci­na Ve­te­ri­ná­ria da Uni­ver­si­da­de de Edim­bur­go.

O pri­mei­ro ca­so de Co­vid19 em Áfri­ca sur­giu no Egip­to em 14 de Fe­ve­rei­ro e a Ni­gé­ria foi o pri­mei­ro país da Áfri­ca sub­sa­a­ri­a­na a re­gis­tar ca­sos de in­fe­ção, em 28 do mes­mo mês.

A pan­de­mia de Covid-19 já pro­vo­cou pe­lo me­nos 971.677 mor­tos e mais de 31,6 mi­lhões de ca­sos de in­fec­ção em to­do o mun­do.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.