Jornal de Angola

Ma­quis aguar­da aval de ins­pec­to­res da CAF

- Jo­sé Ru­fi­no | Lu­e­na Augustus · Federação Angolana de Futebol

O pre­si­den­te FC Bra­vos do Ma­quis, Au­gus­to Qui­ta­di­ca “Do­cas”, dis­se, quin­ta­fei­ra, no Lu­e­na que a di­rec­ção do clu­be aguar­da com ex­pec­ta­ti­va a de­le­ga­ção de ins­pec­ção da Con­fe­de­ra­ção Afri­ca­na e da Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Fu­te­bol que, den­tro de di­as, che­ga ao Lu­e­na, pa­ra ava­li­ar as con­di­ções do es­tá­dio al­ber­gar jo­gos das Afro­ta­ças.

“Es­ta­mos a fa­zer tu­do pa­ra que pos­sa­mos ter uma no­ta po­si­ti­va, e pas­sar­mos a re­a­li­zar os jo­gos da CAF em casa, em com­pa­nhia dos nos­sos adep­tos. Es­ta­mos ago­ra a tra­tar da rel­va, bal­neá­ri­os e ban­ca­das.

Es­ta­mos a tra­tar do es­tá­dio to­do, e ou­tras par­tes ad­ja­cen­tes ao es­tá­dio Mundundule­no”, dis­se Au­gus­to Qui­ta­di­ca “Do­cas”.

O nú­me­ro um dos ma­qui­sar­des dis­se já ter tra­ba­lha­do com o go­ver­na­dor do Mo­xi­co. No en­con­tro fo­ram re­vis­tas as con­di­ções que são exi­gi­das pe­la CAF e FAF, pa­ra a re­a­li­za­ção dos jo­gos e te­ve um re­cep­ção po­si­ti­va por par­te das au­to­ri­da­des.

“Nes­te mo­men­to fal­ta tra­tar, com o go­ver­no, a ques­tão dos aces­sos, prin­ci­pal­men­te a es­tra­da prin­ci­pal que li­ga o es­tá­dio à ci­da­de, que tem si­do uma dor de ca­be­ça, so­bre­tu­do no tempo chu­vo­so”, dis­se.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola