Jornal de Angola

Obras da ci­da­de do Lu­ban­go exe­cu­ta­das em 85 por cen­to

- Arão Mar­tins | Lu­ban­go Mary J. Blige · Agostinho Neto · Plano · Lopo do Nascimento

As obras de in­fra-es­tru­tu­ras in­te­gra­das em cur­so na ci­da­de do Lu­ban­go es­tão exe­cu­ta­das em 85 por cen­to, com a inau­gu­ra­ção, on­tem, de mais dois tro­ços, pe­lo mi­nis­tro das Obras Pú­bli­cas e Or­de­na­men­to do Ter­ri­tó­rio.

.Fa­lan­do à im­pren­sa, no fi­nal das inau­gu­ra­ções nos mu­ni­cí­pi­os da Chi­bia e Lu­ban­go, Ma­nu­el Ta­va­res de Al­mei­da elo­gi­ou a qua­li­da­de das obras.

“É um exem­plo a se­guir e saí­mos da­qui mui­to sa­tis­fei­tos com as inau­gu­ra­ções e com a qua­li­da­de das obras que cons­ta­tá­mos”, dis­se o mi­nis­tro.

On­tem, foi inau­gu­ra­da a Ave­ni­da Lo­po do Nas­ci­men­to, que li­ga o Ci­ne Ar­co-Íris ao des­vio da ro­tun­da, que dá aces­so ao Com­ple­xo Tu­rís­ti­co e Des­por­ti­vo de Nos­sa Se­nho­ra do Mon­te, nu­ma ex­ten­são de mais de 1.600 me­tros, com qua­tro fai­xas de ro­da­gem de três me­tros, du­as em ca­da sen­ti­do, além do Jar­dim do Rio Mu­ku­fi. Com 5.090 me­tros qua­dra­dos, o jar­dim tem, en­tre ou­tros equi­pa­men­tos, qua­dra de bas­que­te­bol, zo­na de res­tau­ra­ção, com três lo­jas e es­pla­na­das.

“São com re­a­li­za­ções co­mo es­tas, do Exe­cu­ti­vo, que aos pou­cos se vai cum­prin­do o le­ga­do dei­xa­do pe­lo Dr. An­tó­nio Agos­ti­nho Ne­to, de re­sol­ver os pro­ble­mas do po­vo. É o que cons­ta­tá­mos. São in­fra-es­tru­tu­ras du­ra­do­ras e com qua­li­da­de pa­ra ser­vir a po­pu­la­ção do Lu­ban­go”, afir­mou.

O mi­nis­tro su­bli­nhou a im­por­tân­cia das vi­as na me­lho­ria da mo­bi­li­da­de ur­ba­na e das con­di­ções de vi­da da po­pu­la­ção do Lu­ban­go.

ca­pi­tais do país es­tão em obras, as­se­gu­rou o mi­nis­tro das Obras Pú­bli­cas e Or­de­na­men­to do Ter­ri­tó­rio, Ma­nu­el Ta­va­res de Al­mei­da, ten­do acres­cen­ta­do que, além das ci­da­des, de­cor­rem tra­ba­lhos nas vi­as ro­do­viá­ri­as, fun­da­men­tal­men­te.

“Te­mos em exe­cu­ção o Pla­no de Sal­va­ção de Es­tra­das, que te­ve al­gum abran­da­men­to, ago­ra, de­vi­do aos efei­tos da Co­vid-19 no país, que im­pe­diu a circulação, mas es­tá a ser re­to­ma­do e es­tá em

Acres­cen­tou que as ac­ções vão con­ti­nu­ar. “Além das vi­as ur­ba­nas, po­de­mos cons­ta­tar que há um gran­de es­for­ço de fa­zer áre­as de la­zer pa­ra a po­pu­la­ção, fun­da­men­tal­men­te pa­ra os jo­vens”, in­di­cou.

Es­tas obras, acres­cen­tou, es­tão a ser fei­tas com a uti­li­za­ção do ma­te­ri­al lo­cal, o que re­al­ça, ain­da mais, o pro­jec­to. “É pre­ci­so cui­dar bem des­te pa­tri­mó­nio pú­bli­co que es­tá a ser co­lo­ca­do à dis­po­si­ção de to­dos”, de­fen­deu, su­bli­nhan­do as ac­ções de ilu­mi­na­ção pú­bli­ca,sis­te­mas de sa­ne­a­men­to bá­si­co, en­tre ou­tros.

“Não po­de­mos des­truir es­tas in­fra-es­tru­tu­ras, pois são pa­ra ser­vir a co­mu­ni­da­de”, res­sal­tou, acres­cen­tan­do ser im­pe­ri­o­so acon­se­lhar os jo­vens a não da­ni­fi­ca­rem os bens er­gui­dos com fun­dos pú­bli­co. 80 por cen­to de exe­cu­ção, do pa­co­te de con­tra­tos”. O go­ver­nan­te acres­cen­tou que as au­to­ri­da­des com­pe­ten­tes es­tão a tra­tar de pô-los to­dos a fun­ci­o­nar pa­ra, o mais bre­ve pos­sí­vel, ter es­sas vi­as, que es­ta­vam a cor­rer ris­co de de­gra­da­ção to­tal, recuperada­s e ofe­re­cer me­lho­res con­di­ções aos uten­tes. “Já po­de­mos apre­ci­ar, em al­guns pon­tos do país, es­sas me­lho­ri­as. Mas pre­ten­de­mos es­ten­der es­se de­si­de­ra­to a to­do o ter­ri­tó­rio na­ci­o­nal”, dis­se o mi­nis­tro.

 ?? ARÃO MAR­TINS | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO | HUÍ­LA ?? Ave­ni­da Lo­po do Nas­ci­men­to foi aber­ta on­tem ao trân­si­to, de­pois de alar­ga­da e me­lho­ra­da
ARÃO MAR­TINS | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO | HUÍ­LA Ave­ni­da Lo­po do Nas­ci­men­to foi aber­ta on­tem ao trân­si­to, de­pois de alar­ga­da e me­lho­ra­da
 ??  ?? To­das as ci­da­des
To­das as ci­da­des

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola