Jornal de Angola

O ou­tro la­do da Gen­te

- AR­MAN­DO MUALUMENE Texas · United States of America · Americas · Lubbock · Como · Mary J. Blige · The House of Chanel · Luanda · Madrid · Nome · Académica · Real Madrid

Ar­man­do Mualumene é o con­vi­da­do da se­ma­na des­te espaço. O En­ge­nhei­ro In­dus­tri­al e de Sis­te­mas des­ta­ca-se pe­la ca­pa­ci­da­de in­te­lec­tu­al. Da sua folha de ser­vi­ço aca­dé­mi­co, Ar­man­do Mualumene con­gre­ga tam­bém o grau de fa­ci­li­ta­dor de ino­va­ção e em­pre­en­de­do­ris­mo pa­ra o ecos­sis­te­ma afri­ca­no, for­ma­ção fei­ta no Te­xas, Es­ta­dos Uni­dos da Amé­ri­ca (EUA). Oriun­do do mu­ni­cí­pio de Ku­an­gu­lo, pro­vín­cia da Lun­da-Nor­te, Ar­man­do Mualumene li­de­ra o la­bo­ra­tó­rio de idei­as (The IDEAS LAB em in­glês), do Cen­tro de Ino­va­ção e Ace­le­ra­ção da Uni­ver­si­da­de de Tec­no­lo­gia no Te­xas, Lub­bock.

No­me: Ar­man­do Ga­bri­el Mualumene.

Da­ta de nas­ci­men­to:

23 de Ou­tu­bro de 1992.

Na­tu­ra­li­da­de: Mu­ni­cí­pio de Ku­an­gu­lo, pro­vín­cia da Lun­daNor­te.

Fi­li­a­ção: Ga­bri­el Mu­a­lu­me­ne­ePa­ci­ên­cia Lu­fu­ma. Cal­ça­do: 42.

Ocu­pa­ção: En­ge­nhei­ro in­dus­tri­al e sis­te­mas, in­ves­ti­ga­dor ci­en­tí­fi­co e fa­ci­li­ta­dor de ecos­sis­te­ma de ino­va­ção e em­pre­en­de­do­ris­mo nos Es­ta­dos Uni­dos da Amé­ri­ca pa­ra Áfri­ca.

Es­ta­do ci­vil: Ca­sa­do. Fi­lhos: Ne­nhum. So­nhos: Fa­zer jo­vens afri­ca­nos tra­ba­lhar.

Sen­te-se re­a­li­za­do? Ain­da não.

Tem car­ro pró­prio? Sim.

E casa? Não.

Co­mo se ves­te de se­gun­da a sex­ta-fei­ra? As se­gun­da e ter­ça­fei­ra gos­to de bo­tas, cal­ça por­tu­gue­sa e ca­mi­so­la. De quar­ta-fei­ra a sex­ta-fei­ra, fa­ço uso de tra­jes sim­ples.

E aos fi­nais-de-se­ma­na? Ca­su­al. Faz uso de rou­pa de mar­ca?

Não me pre­o­cu­po com mar­cas, gos­to de co­res e se a mi­nha esposa gos­tar eu com­pro.

Cor pre­fe­ri­da: Azul cla­ro, e

bran­co.

Qual é a mar­ca do per­fu­me que usa: Bleu de Cha­nel.

Acre­di­ta em for­ças ocul­tas?

Não.

Al­gu­ma vez foi ali­ci­a­do? Já sim. Aca­dé­mi­ca e pro­fis­si­o­nal­men­te.

Co­mo re­a­giu? Li­son­je­a­do, mas fo­ca­do nos meus idei­as e ob­jec­ti­vos.

On­de pas­sa as fé­ri­as? Em Luanda, ou em al­gum lu­gar nos Es­ta­dos Uni­dos da Amé­ri­ca.

Ci­da­de pre­fe­ri­da: Luanda. Vir­tu­de: Gra­ti­dão.

De­fei­to: Vin­ga­ti­vo.

Ví­cio: Sem ne­nhum.

Li­vro: Out Of The Cri­sis – Fo­ra Da Cri­se.

Es­cri­to­res: Edwards De­ming.

Uma boa com­pa­nhia: Mi­nha

esposa.

Mú­si­cos: Sas­sa Tchockwe, Na­gre­lha, e Iko­no­klas­ta.

Co­mi­da: Fun­ge de pei­xe ba­gre e

mu­te­ta.

Be­bi­da: Cer­ve­ja.

Sa­be co­zi­nhar: Sim. É ciu­men­to: Sim. Des­por­to: Fu­te­bol e Bas­que­te­bol.

Clu­be: 1º de Agos­to e Re­al Ma­drid.

Al­gu­ma vez men­tiu: Já. Já foi en­ga­na­do: Já.

Ano que mais o mar­cou: 2019. Porquê: Ano que ca­sei com a mi­nha ama­da esposa. Nun­ca es­que­ce­rei es­ta da­ta.

De­pu­ta­do ou mi­nis­tro, qual dos dois car­gos es­co­lhe­ria?

Ne­nhum.

Porquê: Sem in­te­res­se em par­ti­ci­par em po­li­ti­ca ac­ti­va, eter­no in­ves­ti­ga­dor e fa­ci­li­ta­dor de ino­va­ção pa­ra o em­pre­en­de­do­ris­mo ju­ve­nil em Áfri­ca.

O que acha da cor­rup­ção?

Re­sul­ta­do da fal­ta de éti­ca e mo­ra­li­da­de da so­ci­e­da­de.

Ho­mos­se­xu­a­li­da­de: Não te­nho na­da con­tra es­co­lhas se­xu­ais de nin­guém, mas não apoio ne­nhu­ma es­co­lha con­trá­ria aos meus prin­cí­pi­os.

Po­li­ga­mia: Imo­ral. Não acho cor­rec­to. É com­pli­ca­do dar sus­ten­to, prin­ci­pal­men­te aten­ção a du­as ou mais fa­mí­li­as. Di­go que não e nun­ca con­cor­dei com is­so.

 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola