Re­al de Ro­nal­do dei­xa PSG de Ney­mar per­to da eli­mi­na­ção

Agora - - Vencer - É jor­na­lis­ta, ZL, equi­li­bra­do e pai do Ba­sí­lio

Meu Tuiu­ti, o qui­lom­bo da fa­ve­la, é sen­ti­ne­la da li­ber­ta­ção... Alô, po­vão, ago­ra é fé! A pe­que­na Pa­raí­so do Tuiu­ti fez história, fi­cou ao la­do do po­vo tra­ba­lha­dor, ar­ran­cou na ave­ni­da e na apu­ra­ção gri­tos de “fo­ra, Te­mer” e sur­pre­en­deu com o vi­ce-cam­pe­o­na­to do Car­na­val ca­ri­o­ca, mas, em Ma­dri, não te­ve sur­pre­sa, não. Pre­va­le­ceu a tra­di­ção do Re­al Madrid e a es­tre­la de Cris­ti­a­no Ro­nal­do con­tra o PSG de Ney­mar, 3 a 1, de vi­ra­da.

E fi­cou cla­ro por que só no Bra­sil se dis­cu­te quem é mais jo­ga­dor en­tre Cris­ti­a­no Ro­nal­do e Ney­mar... Em ca­sa e mais acos­tu­ma­do a jo­gos de­ci­si­vos do que o ad­ver­sá­rio, o Re­al Madrid co­me­çou pres­si­o­nan­do, mas não con­se­guiu trans­for­mar o do­mí­nio e a pos­tu­ra em chan­ces cla­ras. A pri­mei­ra, lim­pa, veio só aos 27 mi­nu­tos, após er­ro de pas­se de Ney­mar e con­tra-ata­que pu­xa­do por Marcelo que aca­bou em Cris­ti­a­no Ro­nal­do pa­ran­do em Aréo­la.

Ney­mar? Re­ce­beu o pri- mei­ro ama­re­lo do jogo aos 14 mi­nu­tos... Em sua pri­mei­ra chan­ce, os fran­ce­ses, após jo­ga­da­ça de Mbap­pé, abri­ram o pla­car com Ra­bi­ot. E, com Ca­va­ni, qua­se veio o se­gun­do... No pi­or mo­men­to ma­dri­dis­ta, Cris­ti­a­no Ro­nal­do igua­lou co­bran­do pê­nal­ti e che­gou ao cen­té­si­mo gol pe­lo Re­al na Li­ga dos Campeões!

O Re­al veio mal pa­ra o se­gun­do tem­po, e o PSG do­mi­nou as ações por dois ter­ços da eta­pa, mas não ma­tou. E quan­do um ti­me me­nor não ma­ta, o gran­de apa­re­ce... O Re­al cres­ceu de­pois que o ine­xis­ten­te Ben­ze­ma deu lu­gar a Ba­le. E a ca­mi­sa e a es­tre­la fi­ze­ram di­fe­ren­ça: Cris­ti­a­no Ro­nal­do, de jo­e­lho, de­ci­diu e vi­rou pa­ra o atu­al e mai­or cam­peão eu­ro­peu. E Marcelo, com um go­la­ço, dei­xou o Re­al com um pé na quar­tas!

Na vol­ta, Ney­mar te­rá que jus­ti­fi­car a in­sa­ni­da­de gas­ta em sua con­tra­ta­ção.

Eu sou o Vi­tor Gu­e­des e te­nho um no­me a ze­lar. E ze­lar, cla­ro, vem de ZL. É tu­do nos­so! É nóis na banca!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.