Cha­ma os me­ni­nos

Correio da Bahia - - Front Page - AMAN­DA PAL­MA

Se­tem­bro es­tá aca­ban­do e vo­cê ain­da não co­meu um ca­ru­ru? Ho­je é dia dos san­tos gê­me­os Cos­me e Da­mião e a fes­ta é uma opor­tu­ni­da­de de con­cre­ti­zar o de­se­jo de co­mer co­mi­da de den­dê. O COR­REIO fez um le­van­ta­men­to de on­de se­rá ser­vi­do gra­tui­ta­men­te o ca­ru­ru em Sal­va­dor. Ape­sar dos con­vi­tes es­cas­sos, ain­da exis­tem pes­so­as que se dis­põem a co­zi­nhar pa­ra mui­tas pes­so­as e ofer­tar o man­jar em ca­sa.

Lá no Mer­ca­do das Se­te Por­tas, a par­tir do meio-dia, quem qui­ser po­de pas­sar na Bar­ra­ca Cha­péu de Cou­ro, de An­dré Nery. Ele já es­tá nos pre­pa­ra­ti­vos do ca­ru­ru de 700 qui­a­bos, que já é tra­di­ção há 20 anos. “É pa­ra to­do mun­do que che­gar na fei­ra. Is­so aqui fi­ca cheio de gen­te”, con­ta.

O ca­ru­ru ofe­re­ci­do por ele, que é ba­ba­lo­ri­xá, é com­ple­to: tem aca­ra­jé, va­ta­pá, inha­me, fa­ro­fa, mi­lho bran­co, pi­po­ca, ba­ta­ta do­ce, fei­jão fra­di­nho, ovos e ra­pa­du­ra. A de­vo­ção pe­los san­tos gê­me­os co­me­çou por cau­sa do seu nas­ci­men­to. An­dré veio ao mun­do no dia 28, um dia de­pois que a mãe de­le co­meu o ca­ru­ru.

“Ela co­meu no dia 26, aí te­ve uma dor de bar­ri­ga no dia 27 e eu só nas­ci dia 28. Aí veio a de­vo­ção. Des­de pe­que­no mi­nha mãe ofe­re­cia por mim e de­pois eu mes­mo co­me­cei a fa­zer”, lem­bra.

Tam­bém ao meio-dia, na Ci­da­de No­va, o apo­sen­ta­do Bra­sil­to Ar­can­jo Ro­dri­gues, 67, vai pro­mo­ver mais um ano da tra­di­ção que já du­ra qua­se 40 anos. Ago­ra, em ta­ma­nho re­du­zi­do, por cau­sa de pro­ble­mas fa­mi­li­a­res. “Es­te ano vou fa­zer com 500 qui­a­bos. Mi­nha mu­lher es­tá do­en­te, per­di mi­nha mãe e ago­ra mi­nha fi­lha es­tá as­su­min­do pa­ra aju­dar”, ex­pli­ca Bra­sil­to, que cos­tu­ma­va fa­zer a fes­ta com 2 mil qui­a­bos.

Mas em Na­za­ré, a tra­di­ção da Fa­mí­lia Maia con­ti­nua do mes­mo ta­ma­nho. Cin­co ir­mãs co­me­ça­ram on­tem a cor­tar os

Ca­ru­ru de Bra­sil­to Ro­dri­gues Rua Dois de Fe­ve­rei­ro, s/n, Ci­da­de No­va, 12h 2 mil qui­a­bos que vão com­por o pra­to. E a fi­la é gran­de pa­ra quem de­se­ja fi­lar a boia.

“Qual­quer pes­soa que en­tre na fi­la co­me o ca­ru­ru. É uma fi­la qua­se igual à do SUS. A gen­te não con­se­gue sa­ber quan­tos co­mem”, brin­ca a re­cep­ci­o­nis­ta Cás­sia Ma­ria de Santana Maia, 54. Mas é tu­do or­ga­ni­za­do, sem tu­mul­to.

Ela, jun­to com as ir­mãs, man­tém a tra­di­ção que co­me­çou com a avó, há mais de 50 anos. “Co­me­çou an­tes de eu nas­cer. A gen­te faz é man­ter a tra­di­ção. Mi­nhas fi­lhas, as so­bri­nhas já es­tão co­me­çan­do e par­ti­ci­pam tam­bém”, ci­ta. O di­nhei­ro é ar­re­ca­da­do com ami­gos que sa­bem e que­rem aju­dar a man­ter a tra­di­ção. “Ca­da um dá o quan­to po­de, a gen­te se jun­ta e faz”.

Che­gan­do no En­ge­nho Ve­lho de Bro­tas, o ca­ru­ru da pro­fes­so­ra Ja­ci­ra Ce­draz, 76, tam­bém já é co­nhe­ci­do. Há mais de 30 anos, ela faz a ale­gria de quem pas­sa pe­lo fi­nal de li­nha do bair­ro na noi­te do dia 27. Lá, tu­do é fei­to co­mo man­da a tra­di­ção. “É um ca­ru­ru de pro­mes­sa mes­mo, eu fa­ço o ca­ru­ru dos se­te me­ni­nos. Pri­mei­ro é ser­vi­do pa­ra os san­tos, de­pois pa­ra os me­ni­nos, que co­mem jun­tos, com as mãos e de­pois é ser­vi­do pa­ra to­dos”, ex­pli­ca.

A pro­gra­ma­ção re­li­gi­o­sa em ho­me­na­gem a São Cos­me e São Da­mião co­me­çou on­tem, na pa­ró­quia que le­va o no­me dos san­tos, na Li­ber­da­de. Ho­je tem mis­sa às 6h, 7h, 10h, 12h, 15h30 e 18h no lo­cal. O pon­to al­to da fes­ta se­rá a mis­sa das 8h30, pre­si­di­da pe­lo ar­ce­bis­po de Sal­va­dor e pri­maz do Bra­sil, dom Mu­ri­lo Kri­e­ger. Às 17h, acon­te­ce­rá uma pro­cis­são, que sai­rá da ma­triz, pas­sa­rá pe­la Es­tra­da da Li­ber­da­de, e re­tor­na­rá pa­ra a igre­ja. Por cau­sa da co­me­mo­ra­ção, o trá­fe­go se­rá in­ter­di­ta­do na Rua Li­ma e Sil­va (tre­cho da Rua Pe­ro Vaz ao Lar­go da So­le­da­de), en­tre 13h e 18h30.

An­dré Nery ofe­re­ce ca­ru­ru com 700 qui­a­bos em sua lo­ja, no Mer­ca­do das Se­te Por­tas, ho­je

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.