San­gue no olho

Correio da Bahia - - Esporte - Fer­nan­da Va­re­la fer­nan­da.va­re­la@re­de­bahia.com.br

Lo­go quan­do o Bahia va­ci­lou e per­mi­tiu que o CRB em­pa­tas­se o jo­go da ro­da­da pas­sa­da, dois as­sun­tos mo­vi­men­ta­ram as re­des so­ci­ais e de ami­gos: o pê­nal­ti in­fan­til de Tin­ga e a de­cla­ra­ção de Her­na­ne que, an­tes da par­ti­da, dis­se que “um pon­to não se­ria ruim”. Mas o em­pa­te não foi na­da bom, já que o Bahia ven­cia por 2x0, ti­nha um jo­ga­dor a mais e caiu de quar­to pa­ra sex­to lu­gar.

Coin­ci­dên­cia ou não, um jo­ga­dor em es­pe­ci­al não es­ta­va em cam­po nes­se jo­go: o la­te­ral Edu­ar­do. Sus­pen­so, ele deu lu­gar a Tin­ga e ad­mi­tiu que fi­cou cha­te­a­do com o que acon­te­ceu em Ma­ceió. “Is­so me­xeu com a gen­te. To­do mun­do fi­cou mui­to cha­te­a­do pe­lo que acon­te­ceu, mas is­so tu­do só nos dá for­ça”, ava­lia Edu­ar­do, que re­tor­na­rá ao ti­me na pró­xi­ma ro­da­da, quan­do o Bahia en­fren­ta­rá o Cri­ciú­ma, sex­ta, às 19h15, na Fon­te No­va.

Não é só a ha­bi­li­da­de de Edu­ar­do que vai agre­gar ao ti­me. Se­gun­do o jo­ga­dor, ele é ex­tre­ma­men­te com­pe­ti­ti­vo den­tro das qu­a­tro li­nhas, in­gre­di­en­te fun­da­men­tal pa­ra o tri­co­lor so­mar os três pon­tos e, se os ad­ver­sá­ri­os aju­da­rem, vol­tar ao G4. “Não gos­to de per­der nem em cus­pe à dis­tân­cia”, ilus­tra.

Mas até for­ça de von­ta­de pre­ci­sa ser do­sa­da. No ca­so de Edu­ar­do, a eu­fo­ria cus­tou seis car­tões ama­re­los nos no­ve jo­gos em que atu­ou pe­lo Bahia, o que lhe ren­deu du­as sus­pen­sões. “No meu ca­so, é mui­ta von­ta­de. Di­mi­nuir um pou­co a an­si­e­da­de. Não gos­to de per­der, por is­so, aca­bo exa­ge­ran­do. Mas é a pri­mei­ra vez que is­so acon­te­ce, to­mar tan­to car­tão em pou­co tem­po”, con­ta.

“Sem­pre jo­guei mais da me­ta­de dos jo­gos sem fi­car sus­pen­so por on­de eu pas­sei. Ano pas­sa­do, jo­guei 28 jo­gos pe­lo Atlé­ti­co Pa­ra­na­en­se e fi­quei sus­pen­so uma vez. Sem­pre ti­ve bom apro­vei­ta­men­to. Te­nho que man­ter a tran­qui­li­da­de, me adap­tar aos cri­té­ri­os da ar­bi­tra­gem e to­mar me­nos car­tões, por­que is­so po­de atra­pa­lhar o de­sem­pe­nho da equi­pe”, com­ple­ta o la­te­ral.

...mas nem tan­to. Per­fil com­pe­ti­ti­vo de Edu­ar­do ren­deu du­as sus­pen­sões

TREI­NO

On­tem, o téc­ni­co Gu­to Fer­rei­ra es­bo­çou o ti­me que en­fren­ta­rá o Cri­ciú­ma com ape­nas uma mu­dan­ça: Edu­ar­do na va­ga de Tin­ga. Com is­so, o tri­co­lor de­ve en­trar em cam­po com Mu­ri­el; Edu­ar­do, Tiago, Jack­son e Moi­sés; Ju­ni­nho, Luiz Antô­nio e Ca­já; Edi­gar Ju­nio, Al­la­no e Her­na­ne.

Edu­ar­do dis­pu­tou no­ve par­ti­das pe­lo Bahia e já le­vou seis car­tões ama­re­los; la­te­ral-di­rei­to é ti­tu­lar, mas pre­ci­sa con­tro­lar o ner­vo­sis­mo em cam­po

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.