24h In­ves­ti­ga­ção apon­ta que mís­sil rus­so der­ru­bou avião na Ucrâ­nia

Correio da Bahia - - Mundo -

IN­CI­DEN­TE DE 2014 Pro­mo­to­res da Ho­lan­da, que in­ves­ti­gam a der­ru­ba­da do avião da Ma­lay­sia Air­li­nes no voo MH17, afir­ma­ram on­tem que o sis­te­ma usa­do pa­ra der­ru­bar a ae­ro­na­ve na Ucrâ­nia em 2014 veio da Rús­sia. A que­da do avião ma­tou as 298 pes­so­as a bor­do. As au­to­ri­da­des ho­lan­de­sas dis­se­ram que um so­fis­ti­ca­do mís­sil Buk foi dis­pa­ra­do a par­tir do les­te da Ucrâ­nia, uma área à épo­ca con­tro­la­da por se­pa­ra­tis­tas pró-Mos­cou. O veí­cu­lo usa­do pa­ra o dis­pa­ro re­tor­nou ao ter­ri­tó­rio rus­so após o in­ci­den­te, dis­se­ram os res­pon­sá­veis. A in­ves­ti­ga­ção cri­mi­nal in­ter­na­ci­o­nal li­de­ra­da pe­la Ho­lan­da é ba­se­a­da em su­as con­clu­sões de co­mu­ni­ca­ções in­ter­cep­ta­das e em ou­tras evi­dên­ci­as, en­tre elas fotos de um lan­ça­dor de mís­seis. O re­la­tó­rio con­clu­si­vo apon­tou que não ha­via ou­tros aviões na re­gião, o que des­car­ta a pos­si­bi­li­da­de de que um avião mi­li­tar te­nha der­ru­ba­do a ae­ro­na­ve co­mer­ci­al. In­ves­ti­ga­do­res já ha­vi­am in­di­ca­do, no ano pas­sa­do, que um “so­fis­ti­ca­do sis­te­ma an­ti­aé­reo” der­ru­bou o Bo­eing 777. O avião par­ti­ra de Ams­ter­dã ru­mo a Ku­a­la Lum­pur, mas caiu no les­te ucra­ni­a­no. Se­pa­ra­tis­tas fa­vo­rá­veis a Mos­cou e tro­pas ucra­ni­a­nas lu­ta­vam pe­lo con­tro­le da re­gião, na­que­la épo­ca. A Ucrâ­nia tem acu­sa­do os mi­li­tan­tes apoi­a­dos pe­la Rús­sia que ope­ra­vam na área on­de o mís­sil foi lan­ça­do. A Rús­sia e os re­bel­des que ela apoia têm afir­ma­do que as for­ças ucra­ni­a­nas fo­ram as res­pon­sá­veis. A Rús­sia ve­tou uma re­so­lu­ção no Con­se­lho de Se­gu­ran­ça da Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das que te­ria cri­a­do um tri­bu­nal cri­mi­nal in­ter­na­ci­o­nal pa­ra in­ves­ti­gar a que­da do avião. Pa­ren­tes das ví­ti­mas mos­tram-se re­vol­ta­dos com o rit­mo len­to da in­ves­ti­ga­ção cri­mi­nal e di­zem que, mais de dois anos após o epi­só­dio, ne­nhum res­pon­sá­vel foi iden­ti­fi­ca­do e jul­ga­do. Um por­ta-voz do Mi­nis­té­rio da De­fe­sa rus­sa, o ma­jor-ge­ne­ral Igor Ko­nashen­kov, acu­sa a Ucrâ­nia de se­gu­rar in­for­ma­ções do ca­so.

Re­la­tó­rio holandês apon­tou que não ha­via ou­tros aviões na re­gião

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.