Livraria de to­dos

Correio da Bahia - - Front Page - MA­RIA LANDEIRO

On­tem, na ca­sa nú­me­ro 12, da Rua Tei­xei­ra de Bar­ros, em Bro­tas, um ca­mi­nhão era abas­te­ci­do com uma car­ga va­li­o­sa. Na ma­nhã de ho­je, o car­re­ga­men­to de 50 mil li­vros es­tá sen­do trans­por­ta­do pa­ra Ca­cho­ei­ra, no Recôn­ca­vo, pa­ra ser dis­tri­buí­do gra­tui­ta­men­te du­ran­te a 6ª edi­ção da Fes­ta Li­te­rá­ria in­ter­na­ci­o­nal de Ca­cho­ei­ra (Fli­ca).

A ação faz par­te do pro­je­to Ler na Pra­ça, fun­da­do há 18 anos pe­lo ex-es­co­tei­ro Lá­za­ro Plan­zo, 54. “O ca­mi­nhão vai na fren­te e eu vou de car­ro, fa­zen­do uma tri­lha li­te­rá­ria, dis­tri­buin­do li­vros por mais de 30 pon­tos no ca­mi­nho pa­ra Ca­cho­ei­ra”, con­tou ele.

A es­po­sa, Ro­sé­lia San­des, 39, lem­bra que no ano pas­sa­do não deu pa­ra quem quis: “Fo­mos com três kom­bis só de li­vro, e não deu pra to­do mun­do”. A tri­lha li­te­rá­ria in­clui ci­da­des co­mo Simões Fi­lho, Can­dei­as, São Se­bas­tião e San­to Ama­ro.

Na ca­sa de Lá­za­ro, o acer­vo de mais de 100 mil vo­lu­mes tem edi­ções ra­ras e tam­bém su­ces­sos. To­dos fo­ram do­a­dos a ele, que re­pas­sa a qual­quer um que pas­se por lá. A es­tu­dan­te Dé­bo­ra Cris­ti­na, 20, se pre­pa­ra pa­ra o ves­ti­bu­lar e sem­pre vem pe­gar li­vros no vi­zi­nho. “Aqui tem mais va­ri­e­da­de que qual­quer livraria”, brin­ca.

E pen­sar que tu­do co­me­çou com uma boa ação exi­gi­da pe­lo che­fe dos es­co­tei­ros. “Co­mo es­co­tei­ros, sem­pre te­mos que fa­zer uma boa ação, e um dia so­nhei com meu che­fe me co­bran­do is­so. Eu ti­nha vá­ri­as revistas em ca­sa e dis­tri­buí pa­ra as pes­so­as na pra­ça, de­pois co­me­cei a com­prar li­vros e en­tão vi­e­ram as do­a­ções”, ex­pli­ca.

Com tan­tas op­ções à mão, Lá­za­ro não es­con­de que seus pre­fe­ri­dos são os épi­cos e fi­lo­só­fi­cos. “Gos­to de ler coi­sas de an­tes de Cris­to: Só­cra­tes, Pla­tão... Pra mim, li­vro bom é o que me faz cho­rar”.

O pro­je­to Ler na Pra­ça é re­gis­tra­do no Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção, mas ain­da não tem ne­nhum apoio go­ver­na­men­tal. “A mi­nha mai­or dor são os po­de­res pú­bli­cos não fa­ze­rem es­se ti­po de po­lí­ti­ca”, re­cla­ma Lá­za­ro, que man­tém a ini­ci­a­ti­va atra­vés de edi­tais e da ren­da pró­pria. Com apoio, tu­do mu­da­ria. “Po­de­ria ca­ta­lo­gar e guar­dar em lo­cal apro­pri­a­do”, la­men­ta.

Ape­nas das di­fi­cul­da­des, Lá­za­ro Plan­zo se de­cla­ra um homem mi­li­o­ná­rio. “Eu sem­pre gos­tei de ler, mas não ti­nha di­nhei­ro pa­ra com­prar li­vros. Ho­je leio to­do ti­po de coi­sa sem pa­gar na­da e ain­da dou pa­ra os ou­tros”.

Fun­da­do há 18 anos, pe­lo ex-es­co­tei­ro Lá­za­ro Plan­zo, 54, o pro­je­to Ler na Pra­ça reú­ne 100 mil vo­lu­mes que são dis­tri­bui­dos gra­tui­ta­men­te pa­ra quem ti­ver in­te­res­se em li­te­ra­tu­ra

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.