24h Fli­ca 2016 co­me­ça des­ta­can­do pa­pel da his­tó­ria

Correio da Bahia - - Va­ri­e­da­des - RO­BER­TO MIJ­LEJ - O RE­PÓR­TER VI­A­JOU A CON­VI­TE DA ICON­TENT, COR­RE­A­LI­ZA­DO­RA DA FLI­CA

CA­CHO­EI­RA A his­to­ri­a­do­ra e es­cri­to­ra ca­ri­o­ca Mary Del Pri­o­re par­ti­ci­pou da pri­mei­ra me­sa de dis­cus­sões da 6ª edi­ção da Fes­ta Li­te­rá­ria de Ca­cho­ei­ra (Fli­ca), que co­me­çou on­tem, na ci­da­de do Recôn­ca­vo bai­a­no. Del Pri­o­re fa­lou so­bre seu mais re­cen­te li­vro, His­tó­ri­as da Gen­te Bra­si­lei­ra, num ba­te-pa­po con­du­zi­do pe­lo se­cre­tá­rio es­ta­du­al da Cul­tu­ra, Jor­ge Por­tu­gal. Pri­o­re des­ta­cou a im­por­tân­cia dos ín­di­os na for­ma­ção do Bra­sil: “Os ín­di­os ti­nham uma agri­cul­tu­ra avan­ça­da e os por­tu­gue­ses apren­de­ram com eles. O ín­dio en­si­nou os por­tu­gue­ses a des­ven­dar as ma­tas, a bus­car mel na flo­res­ta...”. A edu­ca­ção tam­bém foi te­ma da apre­sen­ta­ção da es­cri­to­ra: “Es­ta é uma la­cu­na enor­me na his­tó­ria do país. Mas apren­di, en­quan­to es­cre­via, que nem to­da sa­be­do­ria es­tá nos li­vros. Quan­do olha­mos pa­ra o pas­sa­do, a gen­te per­ce­be que ti­nha ‘sa­ben­ças’, que eram in­for­ma­ções pas­sa­das pe­los mais ve­lhos aos mais no­vos e es­se sa­ber da tra­di­ção não po­de ser dei­xa­do de la­do”. A his­to­ri­a­do­ra ma­ni­fes­tou-se con­tra as con­di­ções dos pro­fes­so­res no país: “Co­mo no pas­sa­do, o pro­fes­sor con­ti­nua ga­nhan­do um fran­go, meia dú­zia de ovos e um sa­co de fa­ri­nha. Me des­cul­pe os po­lí­ti­cos que es­tão aqui, mas es­sa é uma clas­se que, co­mo sem­pre, con­ti­nua fa­zen­do dis­cur­sos e pro­mes­sas em cam­pa­nhas e não as cum­pre”. O pú­bli­co, for­ma­do em boa par­te por pro­fes­so­res e es­tu­dan­tes, a apoi­ou. A se­gun­da me­sa do dia ho­me­na­ge­ou o cen­te­ná­rio de nas­ci­men­to da es­cri­to­ra Zé­lia Gat­tai. Com me­di­a­ção de Mi­ra Sil­va, uma das cu­ra­do­ras da Fli­qui­nha, a me­sa te­ve a pre­sen­ça de Ma­ria João Ama­do (ne­ta de Zé­lia e Jor­ge Ama­do) e da pes­qui­sa­do­ra Jail­ma Pe­drei­ra, pro­fes­so­ra da Uneb e es­pe­ci­a­lis­ta em Li­te­ra­tu­ra fe­mi­ni­na. Ma­ria João re­lem­brou bons mo­men­tos com os avós e Jail­ma Pe­drei­ra des­ta­cou o exem­plo que Zé­lia é pa­ra as mu­lhe­res: “A lei­tu­ra dos li­vros de­la nos aju­da, é co­mo uma car­ti­lha que nos en­si­na co­mo nos com­por­tar. Mas aju­da tam­bém os ho­mens, mos­tra co­mo eles po­dem apren­der co­mo bo­tar a me­sa, ser com­pa­nhei­ro e par­cei­ro da mu­lher”. Ho­je, a pro­gra­ma­ção da Fli­ca co­me­ça às 10h, com me­sa de­di­ca­da à li­te­ra­tu­ra de fan­ta­sia, com a par­ti­ci­pa­ção do ca­ri­o­ca Edu­ar­do Spohr, au­tor de Fi­lhos do Éden, e a bai­a­na Scar­let Ro­se, que es­cre­veu Fin­lân­dia. Nas me­sas se­guin­tes, es­ta­rão Mil­ton Ha­toum e Ana Ma­ria Ma­cha­do, ho­me­na­ge­a­da des­te ano. Na Fli­qui­nha, no Ci­ne The­a­tro Ca­cho­ei­ra­no, ha­ve­rá con­ta­ção de his­tó­ri­as com Lí­dia Hor­té­lio, às 9h30, e apre­sen­ta­ções mu­si­cais, com des­ta­que pa­ra Car­li­nhos Brown, que es­ta­rá num ba­te-pa­po às 16h30.

Na Fli­qui­nha, a cri­an­ça­da ou­viu his­tó­ri­as con­ta­das por Re­gi­na Cam­pa­na

A his­to­ri­a­do­ra Mary Del Pri­o­re e o se­cre­tá­rio Jor­ge Por­tu­gal: aber­tu­ra

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.