Re­du­zir pa­ra ca­ber

Correio da Bahia - - Mais - Aman­da Pal­ma aman­da.pal­ma@re­de­bahia.com.br

O pre­fei­to ACM Ne­to anun­ci­ou que vai fa­zer “mu­dan­ças pro­fun­das” na es­tru­tu­ra da no­va ges­tão da pre­fei­tu­ra, a par­tir do pró­xi­mo ano, quan­do ini­cia seu se­gun­do man­da­to. En­tre as al­te­ra­ções, anun­ci­a­das on­tem pe­la ma­nhã no Pa­lá­cio Tho­mé de Sou­za, es­tá pre­vis­ta a re­du­ção do nú­me­ro de em­pre­ga­dos ter­cei­ri­za­dos, que po­dem ser subs­ti­tuí­dos por tra­ba­lha­do­res con­tra­ta­dos por re­gi­me es­pe­ci­al (Re­da) ou car­gos de con­fi­an­ça.

“Um dos pon­tos que nos pre­o­cu­pa mui­to é o ter­cei­ri­za­do. O cus­to da ter­cei­ri­za­ção no Bra­sil é ab­sur­do. Va­mos ana­li­sar de que ma­nei­ra po­de­mos re­du­zir, sem pre­ju­di­car o fun­ci­o­na­men­to da ad­mi­nis­tra­ção, ve­ri­fi­car o me­lhor ins­tru­men­to de con­tra­ta­ção. Tal­vez se­ja au­men­tar o nú­me­ro de Re­da e de car­gos de con­fi­an­ça”, afir­mou.

NE­CES­SI­DA­DE

Con­for­me o pre­fei­to, a mu­dan­ça é ne­ces­sá­ria pa­ra ga­ran­tir a re­du­ção de cus­tos e a ma­nu­ten­ção dos in­ves­ti­men­tos da pre­fei­tu­ra. Ne­to afir­ma que a ar­re­ca­da­ção vem cain­do nos úl­ti­mos me­ses e as des­pe­sas em al­gu­mas áre­as ti­ve­ram au­men­to e, por is­so, a ad­mi­nis­tra­ção mu­ni­ci­pal pre­ci­sa equi­li­brar as con­tas.

Se­gun­do o pre­fei­to, se­tem­bro foi o pi­or mês do ano em ar­re­ca­da­ção na pre­fei­tu­ra, prin­ci­pal­men­te no que­si­to das trans­fe­rên­ci­as es­ta­du­ais e fe­de­rais. “Te­mos 15 me­ses con­se­cu­ti­vos de que­das. Em 2016, te­mos uma que­da com­pa­ran­do com 2015 e uma du­pla que­da em re­la­ção a 2014. To­dos os pre­fei­tos e go­ver­nos es­tão nes­sa si­tu­a­ção”, co­men­tou.

En­tre as áre­as que pro­vo­ca­ram acrés­ci­mo nas des­pe­sas, o pre­fei­to des­ta­cou o au­men­to de in­ves­ti­men­tos nas áre­as de saú­de e edu­ca­ção. “Saí­mos de 22,5% pa­ra 28% na edu­ca­ção, e de 15% pa­ra 20% na saú­de. São cus­tos que se in­cor­po­ram às des­pe­sas mu­ni­ci­pais e que de­pois não sa­em mais e is­so nos obri­ga a pro­mo­ver economia em ou­tras áre­as”, de­ta­lhou.

Pre­fei­to anun­cia me­di­das pa­ra en­fren­tar cri­se e se­guir in­ves­tin­do

TRI­BU­TOS E REDESENHO Ape­sar do es­for­ço pa­ra con­se­guir equi­li­brar as con­tas, ele diz que não pre­ten­de au­men­tar im­pos­tos. “A pri­o­ri, es­ta­mos des­car­tan­do qual­quer hi­pó­te­se de au­men­to de tri­bu­tos, e exis­tem me­ca­nis­mos de mo­der­ni­za­ção e aper­fei­ço­a­men­to da área fa­zen­dá­ria que es­ta­mos ana­li­san­do”, dis­se.

Um gru­po de tra­ba­lho, co­or­de­na­do pe­lo ex-che­fe da Ca­sa Ci­vil Luiz Car­re­ra, es­tá fa­zen­do reu­niões se­ma­nais pa­ra de­fi­nir as mu­dan­ças. Ao fi­nal, o redesenho da pre­fei­tu­ra ser­vi­rá co­mo ba­se pa­ra um pro­je­to de lei que se­rá en­ca­mi­nha­do pa­ra vo­ta­ção na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal na se­gun­da quin­ze­na de no­vem­bro. Car­re­ra não

Pre­fei­to ex­pli­ca ações pa­ra me­lho­rar fi­nan­ças e ga­ran­tir in­ves­ti­men­tos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.