Bate-vol­ta

Correio da Bahia - - Vida - Da­ni­e­la Le­o­ne da­ni­e­la.le­o­ne@re­de­bahia.com.br

O Bra­si­lei­rão es­tá na re­ta fi­nal. Res­tam ape­nas se­te ro­da­das e, pa­ra se man­ter na Sé­rie A, o Vi­tó­ria pre­ci­sa mos­trar efi­ci­ên­cia. O Leão en­trou na ho­ra er­ra­da na zo­na de re­bai­xa­men­to e a mis­são ago­ra é sair de­la o quan­to an­tes. A pri­mei­ra opor­tu­ni­da­de é no do­min­go, às 16h, quan­do re­ce­be o Cru­zei­ro, no Bar­ra­dão.

“Ago­ra to­do jo­go é uma fi­nal e o jo­go con­tra o Cru­zei­ro é uma de­ci­são”, afir­mou o ata­can­te Zé Lo­ve. No do­min­go pas­sa­do, ele e Ki­e­za des­per­di­ça­ram dois pê­nal­tis na der­ro­ta por 1x0 con­tra o Sport, no Re­ci­fe. O re­sul­ta­do fez o Vi­tó­ria en­trar na zo­na de re­bai­xa­men­to. “Nin­guém quer er­rar pê­nal­ti. Nin­guém es­tá ali pa­ra fa­zer sa­ca­na­gem. Eu creio que Ma­grão foi mui­to fe­liz na mi­nha co­bran­ça. A co­bran­ça de Ki­e­za ba­teu na tra­ve. Sor­te. Não fo­mos fe­li­zes”, la­men­tou. “É fo­car no Cru­zei­ro pa­ra fa­zer um bom jo­go e sair da zo­na”, pro­je­tou.

Nes­te Bra­si­lei­rão, o Vi­tó­ria es­te­ve na zo­na de re­bai­xa­men­to cin­co ve­zes e mos­trou po­der de re­a­ção rá­pi­do em to­das elas. Amar­gou a vi­ce-lan­ter­na após a pri­mei­ra ro­da­da em con­sequên­cia da go­le­a­da por 4x1 so­fri­da di­an­te do San­ta Cruz, no Ar­ru­da, no Re­ci­fe, mas ti­rou a cor­da do pes­co­ço já no jo­go se­guin­te e só re­tor­nou ao Z4 na 21ª ro­da­da do cam­pe­o­na­to, quan­do ocu­pou a 17ª po­si­ção de­pois de per­der pa­ra o Fi­guei­ren­se, por 1x0, no Or­lan­do Scar­pel­li. Na sequên­cia, ven­ceu o Co­ri­ti­ba por 3x1 co­mo man­dan­te, no Joia da Prin­ce­sa, em Fei­ra de San­ta­na, e res­pi­rou na 15ª co­lo­ca­ção.

Po­rém, o Leão vol­tou à zo­na nas 23ª e 24ª ro­da­das após der­ro­tas pa­ra Atlé­ti­co-MG, no In­de­pen­dên­cia, e Fla­men­go, no Bar­ra­dão, am­bas pe­lo pla­car de 2x1. Re­cu­pe­rou-se rá­pi­do dos tro­pe­ços e ti­rou a cor­da do pes­co­ço no­va­men­te na 25ª ro­da­da com o triun­fo por 1x0 con­tra o In­ter­na­ci­o­nal, no Bei­ra-Rio, na es­treia do téc­ni­co Ar­gel Fucks.

Sob o co­man­do do no­vo trei­na­dor, es­ta é a pri­mei­ra vez que o ru­bro-ne­gro fi­gu­ra na zo­na. “É um per­de e ga­nha, in­fe­liz­men­te, mas eu te­nho cer­te­za que do­min­go a gen­te vai con­quis­tar a vi­tó­ria e sair des­sa zo­na”, pro­me­te Zé Lo­ve.

O elen­co se re­a­pre­sen­ta ho­je, na To­ca do Leão. O za­guei­ro Ka­nu e os vo­lan­tes Mar­ce­lo e Ama­ral es­tão sus­pen­sos e não en­fren­ta­rão o Cru­zei­ro.

Após cum­prir sus­pen­são, o re­tor­no do ca­pi­tão Wil­li­an Fa­ri­as ao ti­me es­tá con­fir­ma­do. Res­ta sa­ber seu com­pa­nhei­ro de po­si­ção. Qu­em tam­bém po­de re­a­pa­re­cer é o za­guei­ro Vic­tor Ra­mos, que se re­cu­pe­ra de uma con­tu­são no pé.

Com 35 pon­tos, o Vi­tó­ria é o 17º co­lo­ca­do, mas de­pen­de ape­nas de si pa­ra sair da zo­na de re­bai­xa­men­to. Se ga­nhar do Cru­zei­ro, pas­sa o ti­me mi­nei­ro no sal­do de gols e ga­ran­te, no mí­ni­mo, o 16º lu­gar ao fim da pró­xi­ma ro­da­da.

MATEMÁTICA

Só que, pa­ra is­so acon­te­cer, o Vi­tó­ria pre­ci­sa es­pan­tar a má fa­se e re­a­gir. O ti­me co­man­da­do por Ar­gel Fucks foi der­ro­ta­do nas úl­ti­mas três par­ti­das sem mar­car ne­nhum gol. Além de per­der pa­ra o Sport no úl­ti­mo do­min­go, já ha­via la­men­ta­do di­an­te do Grê­mio (1x0), na Fon­te No­va, e da Pon­te Pre­ta (2x0), no Moi­sés Lu­ca­rel­li. Pe­los cál­cu­los do trei­na­dor, o ru­bro-ne­gro pre­ci­sa de mais três triun­fos pa­ra se man­ter na Sé­rie A em 2017, mas Zé Lo­ve pre­fe­re não pen­sar na matemática.

“Acho que não tem que pen­sar mui­to nes­se cál­cu­lo. Tem que pen­sar jo­go a jo­go. Não adi­an­ta fa­zer cál­cu­lo e o re­sul­ta­do não vir. Acho que a gen­te tem que pen­sar no Cru­zei­ro, nos três pon­tos, que eu te­nho cer­te­za que com o tra­ba­lho da se­ma­na e o apoio do tor­ce­dor a gen­te vai con­quis­tar”, pre­ga o ata­can­te.

De acor­do com o de­par­ta­men­to de Matemática da Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral de Mi­nas Ge­rais (UFMG), com 46 pon­tos um ti­me tem ape­nas 2,2% de chan­ce de ser re­bai­xa­do. Com 45, a chan­ce é de 9%. Com 44 pon­tos, a chan­ce de cair já au­men­ta pa­ra 25%.

Leão não pas­sou mais de du­as ro­da­das no Z4; dá pa­ra sair do­min­go

Vi­tó­ria te­rá qua­tro jo­gos em ca­sa na re­ta fi­nal: é ga­nhar e sair da zo­na

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.