Te­mer age pa­ra evi­tar cri­se en­tre a cú­pu­la do Con­gres­so e o Su­pre­mo

Correio da Bahia - - Brasil -

OPERAÇÃO MÉTIS O pre­si­den­te Mi­chel Te­mer (PMDB) en­trou em cam­po pa­ra evi­tar o agra­va­men­to da cri­se en­tre os po­de­res Le­gis­la­ti­vo e Ju­di­ciá­rio, de­fla­gra­da após as de­cla­ra­ções do pre­si­den­te do Se­na­do, Re­nan Ca­lhei­ros (PMDB-AL), con­tra a de­ci­são ju­di­ci­al que au­to­ri­zou bus­cas e apre­en­sões na Ca­sa. A prin­cí­pio, Te­mer ten­tou agen­dar reu­nião pa­ra ho­je com Re­nan e os pre­si­den­tes da Câ­ma­ra, Ro­dri­go Maia (DEM-RJ), e do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF), Cár­men Lú­cia. Con­tu­do, a mi­nis­tra do STF in­for­mou que não par­ti­ci­pa­rá do en­con­tro por fal­ta de es­pa­ço na agen­da. No iní­cio da ma­nhã de on­tem, a pre­si­den­te do Su­pre­mo en­du­re­ceu o tom ao re­ba­ter as crí­ti­cas de Re­nan ao juiz Val­lis­ney de Sou­za Oli­vei­ra, da 10ª Va­ra da Jus­ti­ça Fe­de­ral de Bra­sí­lia. “On­de um juiz for des­tra­ta­do, eu tam­bém sou”, de­cla­rou. Cár­men Lú­cia de­cla­rou ain­da que o Ju­di­ciá­rio exi­ge res­pei­to dos de­mais po­de­res da Re­pú­bli­ca.

O juiz fe­de­ral au­to­ri­zou na úl­ti­ma sex­ta-fei­ra a pri­são de qua­tro po­li­ci­ais do Se­na­do e o cum­pri­men­to de bus­ca e apre­en­são na se­de da Po­lí­cia Le­gis­la­ti­va no Con­gres­so Na­ci­o­nal. An­te­on­tem, o pre­si­den­te clas­si­fi­cou a operação co­mo ato “fas­cis­ta” e cha­mou Oli­vei­ra de “jui­ze­co”. Du­ran­te ses­são do Con­se­lho Na­ci­o­nal de Jus­ti­ça, on­tem, Cár­men Lú­cia dis­se que “não é ad­mis­sí­vel que qual­quer juiz se­ja di­mi­nuí­do ou des­mo­ra­li­za­do fo­ra dos au­tos”. Em en­tre­vis­ta ao jor­nal Fo­lha de S.Pau­lo, Re­nan evi­tou cri­ar po­lê­mi­cas em tor­no das de­cla­ra­ções da pre­si­den­te do STF. “Con­cor­do com ela, te­nho con­si­de­ra­ção e res­pei­to pe­la mi­nis­tra, que tem to­das as vir­tu­des pa­ra con­du­zir o Ju­di­ciá­rio nes­te mo­men­to de­li­ca­do do país. Mas ava­lio que fal­tou a con­de­na­ção da usur­pa­ção da com­pe­tên­cia do Su­pre­mo pe­la (Jus­ti­ça) de pri­mei­ra ins­tân­cia”, afir­mou. “Ela fez o que lhe ca­be, de­fen­der o Ju­di­ciá­rio, e eu fiz o que me ca­be, de­fen­der o Le­gis­la­ti­vo”, emen­dou. Em de­fe­sa de Re­nan, o pre­si­den­te da Câ­ma­ra afir­mou on­tem que o juiz to­mou uma “de­ci­são equi­vo­ca­da” ao au­to­ri­zar a Operação Métis con­tra a Po­lí­cia do Se­na­do. Após a ma­ni­fes­ta­ção de Ro­dri­go Maia, lí­de­res de par­ti­dos da ba­se e da opo­si­ção na Ca­sa di­vul­ga­ram no­ta em apoio à de­ci­são de Re­nan de apre­sen­tar quei­xa ao Su­pre­mo con­tra a ação da PF. Ape­nas PSDB, DEM, PPS, PSB, Re­de e PSOL não as­si­na­ram o do­cu­men­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.