Te­mor de uso po­lí­ti­co faz ONU se ‘blin­dar’ con­tra Lu­la

Correio da Bahia - - Brasil -

RE­CUR­SO A Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das (ONU), pa­ra ten­tar evi­tar o uso po­lí­ti­co de su­as ins­ti­tui­ções, in­for­mou on­tem que ape­nas re­gis­trou a qu­ei­xa do ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va – sem jul­gar o mé­ri­to do pe­di­do – de que o Es­ta­do bra­si­lei­ro vi­o­lou ga­ran­ti­as do pe­tis­ta na Ope­ra­ção La­va Ja­to. An­te­on­tem, o Al­to-Co­mis­sa­ri­a­do da ONU pa­ra Di­rei­tos Hu­ma­nos acei­tou exa­mi­nar o ca­so e a de­ci­são foi co­me­mo­ra­da pe­la de­fe­sa de Lu­la. Em um co­mu­ni­ca­do di­vul­ga­do na quar­ta-fei­ra, 26, os ad­vo­ga­dos de Lu­la in­di­ca­ram que a ONU ha­via re­gis­tra­do e acei­ta­do em um “pri­mei­ro juí­zo de ad­mis­si­bi­li­da­de” a qu­ei­xa. On­tem, no en­tan­to, a en­ti­da­de afir­mou que a de­ci­são foi ape­nas um “re­gis­tro”, pro­ces­so bu­ro­crá­ti­co pa­ra cum­prir uma “for­ma­li­da­de”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.