O gru­po CCR e o ae­ro­por­to de Sal­va­dor

Correio da Bahia - - Mais -

Após anun­ci­ar rei­te­ra­da­men­te que ti­nha in­te­res­se em par­ti­ci­par do lei­lão do Ae­ro­por­to In­ter­na­ci­o­nal De­pu­ta­do Luís Edu­ar­do Ma­ga­lhães, o gru­po CCR in­for­mou es­ta se­ma­na que po­de não par­ti­ci­par da dis­pu­ta. Em en­tre­vis­ta à im­pren­sa, o pre­si­den­te da CCR, Re­na­to Va­le, re­cla­mou das con­di­ções do lei­lão, das es­ta­tís­ti­cas apre­sen­ta­das no edi­tal e das di­fi­cul­da­des pa­ra ob­ter li­cen­ça am­bi­en­tal pa­ra cons­tru­ção da se­gun­da pis­ta pre­vis­ta pa­ra re­gião de du­nas. A re­cla­ma­ção não pro­ce­de. Mes­mo não le­van­do em con­ta a que­da da de­man­da ve­ri­fi­ca­da nos úl­ti­mos dois anos, co­mo ci­tou o pre­si­den­te da CCR, a es­ti­ma­ti­va de ex­pan­são de 4,55% ao ano no nú­me­ro de pas­sa­gei­ros de 2016 em di­an­te é mais que fac­tí­vel e de­ve ser bem mai­or se o país vol­tar a cres­cer. Aliás, en­tre

2007 e 2015, a mo­vi­men­ta­ção de pas­sa­gei­ros no ae­ro­por­to de Sal­va­dor cres­ceu mais de 50%. Quan­to à se­gun­da pis­ta, o no­vo mo­de­lo de con­ces­são não fi­xa­rá da­ta pa­ra a sua cons­tru­ção, mas sim um ga­ti­lho de de­man­da, que vai de­ter­mi­nar quan­do a pis­ta de­ve co­me­çar a ser cons­truí­da, o que é pés­si­mo pa­ra Sal­va­dor – pois a exis­tên­cia da pis­ta por si só ten­de­ria a am­pli­ar o nú­me­ro de vo­os – e óti­mo pa­ra o gru­po CCR.

Por ou­tro la­do, di­fi­cil­men­te a em­pre­sa dei­xa­rá de en­trar no lei­lão, já que cons­trói e ope­ra o me­trô de Sal­va­dor, cu­ja li­nha ter­mi­na exa­ta­men­te no ae­ro­por­to. Aliás, a re­la­ção en­tre a CCR e o lei­lão do ae­ro­por­to po­de ser de­fi­ni­da nu­ma fra­se: quem des­de­nha quer com­prar.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.