Bahia pre­ci­sa de in­fra­es­tru­tu­ra pa­ra cres­cer jun­to com o Bra­sil

Correio da Bahia - - Economia -

PERS­PEC­TI­VAS Fi­na­li­zar as obras de cons­tru­ção do Por­to Sul e da Fer­ro­via de In­te­gra­ção Oes­te-Les­te (Fi­ol), as­sim co­mo a do no­vo Cen­tro de Con­ven­ções são es­sen­ci­ais pa­ra atrair os no­vos in­ves­ti­men­tos pa­ra a Bahia a par­tir do ano que vem, quan­do um no­vo ci­clo e cres­ci­men­to de­vem co­me­çar no Bra­sil. O di­ag­nós­ti­co nor­te­ou on­tem as dis­cus­sões do III Fó­rum Bahia Econô­mi­ca - A Bahia no No­vo Ci­clo da Eco­no­mia Bra­si­lei­ra, que acon­te­ceu on­tem no Es­pa­ço Ver­de, ane­xo à se­de da Ode­bre­cht na Ave­ni­da Pa­ra­le­la. O even­to, ini­ci­a­ti­va do por­tal Bahia Econô­mi­ca, do eco­no­mis­ta e co­lu­nis­ta do COR­REIO Ar­man­do Avena, te­ve o ob­je­ti­vo de dis­cu­tir a si­tu­a­ção atu­al e o fu­tu­ro da eco­no­mia bai­a­na e so­te­ro­po­li­ta­na reu­nin­do em­pre­sá­ri­os, li­de­ran­ças do se­tor pú­bli­co, pro­fes­so­res uni­ver­si­tá­ri­os e re­pre­sen­tan­tes da so­ci­e­da­de ci­vil. “A Bahia pre­ci­sa se pre­pa­rar em ter­mos de in­fra­es­tru­tu­ra pa­ra que pos­sa­mos en­trar co­mo uma eco­no­mia com­pe­ti­ti­va no ci­clo de cres­ci­men­to econô­mi­co que es­tá co­me­çan­do”, dis­se Avena. A se­cre­tá­ria do Te­sou­ro Na­ci­o­nal, Ana Pau­la Ves­co­vi, foi uma das pa­les­tran­tes. Ela fa­lou so­bre a PEC do te­to dos gas­tos que es­tá pres­tes a ser de­ba­ti­da no Se­na­do. “Es­ta é uma me­di­da dis­ci­pli­na­do­ra, ca­paz de tra­zer de vol­ta a con­fi­an­ça pa­ra que o Bra­sil pos­sa re­tor­nar ao equi­lí­brio, per­mi­tin­do que pos­sa­mos avan­çar nos pró­xi­mos anos”, dis­se. “Por is­so mes­mo que um even­to co­mo es­te é mui­to im­por­tan­te, prin­ci­pal­men­te pe­lo mo­men­to que es­ta­mos vi­ven­do”, com­ple­tou. No pai­nel so­bre tu­ris­mo, o des­ta­que foi a par­ti­ci­pa­ção do ex-se­cre­tá­rio mu­ni­ci­pal Guilherme Bel­lin­ta­ni, que dis­se que a apro­va­ção do PDDU é um avan­ço ru­mo ao de­sen­vol­vi­men­to econô­mi­co. Pa­ra ele, a mu­dan­ça vai vi­a­bi­li­zar ati­vi­da­des econô­mi­cas pró­xi­mas às re­si­dên­ci­as, além de mai­o­res in­ves­ti­men­tos em di­ver­sos bair­ros de Sal­va­dor. Pa­ra o ano que vem, um dos se­to­res que de­vem ser pri­o­ri­za­dos é o tu­ris­mo. Is­so foi o que res­sal­tou a re­pre­sen­tan­te da se­ção bai­a­na da As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra da In­dús­tria Ho­te­lei­ra, Renata Pro­ser­pio, ao con­tar que, em 2016, Sal­va­dor te­ve a me­nor ta­xa mé­dia de ocu­pa­ção ho­te­lei­ra da his­tó­ria (37%).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.