Tex­to da re­for­ma da pre­vi­dên­cia es­ta­rá pron­to ho­je, diz Pa­di­lha

Correio da Bahia - - Economia -

GO­VER­NO A equi­pe do go­ver­no res­pon­sá­vel pe­la pro­pos­ta da re­for­ma da Pre­vi­dên­cia de­ve con­cluir o tex­to ho­je, in­cluin­do as ob­ser­va­ções fei­tas pe­lo pre­si­den­te Mi­chel Te­mer em dois en­con­tros ocor­ri­dos na úl­ti­ma ter­ça-fei­ra. Se­gun­do o mi­nis­tro-che­fe da Ca­sa Ci­vil, Eli­seu Pa­di­lha, após es­ta úl­ti­ma re­vi­são, Te­mer de­ve dar iní­cio às con­ver­sas com cen­trais sin­di­cais e li­de­ran­ças par­ti­dá­ri­as na Câ­ma­ra e no Se­na­do. “Vi­rá an­tes do re­ces­so (do fi­nal do ano), mas vo­ta­ção

[da re­for­ma na Câ­ma­ra] é cer­to que não te­re­mos. O má­xi­mo que po­de­ría­mos so­nhar era ter na CCJ [Co­mis­são de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça] a vo­ta­ção da ad­mis­si­bi­li­da­de [da pro­pos­ta]”, dis­se, du­ran­te lan­ça­men­to do li­vro dos 50 anos do PMDB, re­a­li­za­do na Câ­ma­ra. O avan­ço do tex­to na CCJ tam­bém de­pen­de do ca­len­dá­rio de ne­go­ci­a­ções que se­rá de­fi­ni­do por Te­mer. Pa­di­lha afir­mou que o go­ver­no tam­bém es­tá con­fi­an­te na agen­da acer­ta­da pe­lo pre­si­den­te do Se­na­do Re­nan Ca­lhei­ros, que pre­vê a apro­va­ção da pro­pos­ta de emen­da à Cons­ti­tui­ção (PEC) 55, que de­fi­ne o te­to de gas­tos pú­bli­cos pa­ra os pró­xi­mos 20 anos, an­tes do en­cer­ra­men­to das ati­vi­da­des le­gis­la­ti­vas es­te ano. O mi­nis­tro Eli­seu Pa­di­lha (Ca­sa Ci­vil) de­fen­deu uma re­for­ma “res­pon­sá­vel” nas re­gras de apo­sen­ta­do­ria e be­ne­fí­ci­os pre­vi­den­ciá­ri­os. “A re­for­ma se­rá du­ra, da­dos os pa­drões que nos en­con­tra­mos. Nós fi­ca­mos mui­to tem­po sem cui­dar dis­so”, dis­se à Fo­lha de S. Pau­lo. Pa­di­lha re­a­fir­mou que o go­ver­no vai pro­por ida­de mí­ni­ma de 65 anos pa­ra aces­sar a Pre­vi­dên­cia. “Va­mos fa­zer a re­for­ma le­van­do o Bra­sil no ru­mo que o mun­do já an­dou”, afir­mou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.