Dó­lar dis­pa­ra 4,73%, mai­or al­ta em mais de 8 anos

Correio da Bahia - - Economia -

EFEI­TO TRUMP Dois di­as de­pois das elei­ções pre­si­den­ci­ais nor­te-ame­ri­ca­nas, o dó­lar te­ve a mai­or al­ta diá­ria em oi­to anos e a bol­sa de va­lo­res caiu sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te. O dó­lar co­mer­ci­al su­biu R$ 0,152 (4,73%) e en­cer­rou on­tem sen­do ven­di­do a R$ 3,361. A mo­e­da fe­chou no mai­or va­lor des­de 7 de ju­lho (R$ 3,366). Com is­so, a mo­e­da nor­te-ame­ri­ca­na acu­mu­la al­ta de 4,03% na se­ma­na. No mês, al­can­çou va­lo­ri­za­ção de 5,37% e, no ano, per­das de 14,86%. De­pois de ini­ci­ar o dia em al­ta, o ín­di­ce Ibo­ves­pa, da Bol­sa de Va­lo­res de São Pau­lo, re­ver­teu a tra­je­tó­ria e fe­chou on­tem com que­da de 3,25%, aos 61.201 pon­tos. Além da cau­te­la de in­ves­ti­do­res por con­ta da vi­tó­ria de Do­nald Trump, as pre­o­cu­pa­ções so­bre o fu­tu­ro po­lí­ti­co do pre­si­den­te Mi­chel Te­mer e a au­sên­cia do Ban­co Cen­tral no mer­ca­do de câm­bio tam­bém con­tri­buí­ram pa­ra o de­sem­pe­nho tur­bu­len­to. As ações da Pe­tro­bras, as mais ne­go­ci­a­das, li­de­ra­ram a que­da, com re­cuo de 4,99% nos pa­péis or­di­ná­ri­os (com di­rei­to a vo­to em as­sem­bleia de aci­o­nis­tas) e de 6,91% nos pa­péis pre­fe­ren­ci­ais (com pre­fe­rên­cia na dis­tri­bui­ção de di­vi­den­dos). No mun­do, a Bol­sa de Lon­dres re­cu­ou 1,21%. Em Pa­ris, a que­da foi 0,28%. Nos Es­ta­dos Uni­dos, o ín­di­ce Nas­daq, que en­glo­ba as ações das em­pre­sas de tec­no­lo­gia, caiu 0,81%. Em con­tra­par­ti­da, o ín­di­ce Dow Jo­nes, da Bol­sa de No­va York, fe­chou em al­ta de 1,2%, quar­to dia se­gui­do de al­ta e em ní­vel re­cor­de.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.