Ta­xas de ju­ros apre­sen­tam 1ª re­du­ção em dois anos

Correio da Bahia - - Economia -

QUE­DA Após 24 ele­va­ções con­se­cu­ti­vas, as ta­xas de ju­ros das ope­ra­ções de cré­di­to caí­ram pa­ra a pes­soa fí­si­ca em ou­tu­bro de 2016. A ta­xa de ju­ros mé­dia ge­ral pa­ra pes­soa fí­si­ca apre­sen­tou uma re­du­ção de 0,04 pon­to per­cen­tu­al no mês (1,14 pon­to per­cen­tu­al no ano) cor­res­pon­den­te a uma re­du­ção de 0,49% no mês (0,72% em 12 me­ses), pas­san­do de 8,24% ao mês (158,61% ao ano) em se­tem­bro/2016 pa­ra 8,20% ao mês (157,47% ao ano) em ou­tu­bro de 2016, sen­do es­ta a me­nor ta­xa de ju­ros des­de agos­to de 2016. Pa­ra o di­re­tor-exe­cu­ti­vo de Es­tu­dos e Pes­qui­sas Econô­mi­cas da As­so­ci­a­ção Na­ci­o­nal dos Exe­cu­ti­vos de Fi­nan­ças, Ad­mi­nis­tra­ção e Con­ta­bi­li­da­de (Ane­fac), Mi­guel de Oli­vei­ra, as re­du­ções das ta­xas são atri­buí­das à que­da da ta­xa bá­si­ca de ju­ros (Se­lic) pro­mo­vi­da pe­lo Ban­co Cen­tral em sua úl­ti­ma reu­nião do Co­mi­tê de Po­lí­ti­ca Mo­ne­tá­ria (Co­pom) e à ex­pec­ta­ti­va com re­la­ção a no­vas re­du­ções fren­te ao ce­ná­rio de in­fla­ção me­nor. “Ten­do em vis­ta a me­lho­ra das ex­pec­ta­ti­vas quan­to à re­du­ção da in­fla­ção, bem co­mo na me­lho­ra fis­cal, de­ve­re­mos ter no­vas re­du­ções da ta­xa bá­si­ca de ju­ros, o que di­mi­nui o cus­to de cap­ta­ção dos ban­cos, pos­si­bi­li­tan­do no­vas re­du­ções das ta­xas de ju­ros nas ope­ra­ções de cré­di­to”, pon­tu­ou Oli­vei­ra. Das seis li­nhas de cré­di­to pes­qui­sa­das, só uma de­las te­ve sua ta­xa de ju­ros ele­va­da no mês (che­que es­pe­ci­al). As ou­tras cin­co (ju­ros do co­mér­cio, car­tão de cré­di­to ro­ta­ti­vo, CDC Ban­cos - fi­nan­ci­a­men­to de veí­cu­los, em­prés­ti­mo pes­so­al - ban­cos e em­prés­ti­mo pes­so­al - fi­nan­cei­ras) apre­sen­ta­ram re­du­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.