24h Ido­so é mor­to na por­ta de ca­sa; ne­ta é ba­le­a­da

Correio da Bahia - - Bahia -

POJUCA En­quan­to se­gu­ra­va sua ne­ta de dois anos no co­lo na por­ta de ca­sa, o ido­so Pe­dro dos San­tos Ra­mos, de 70 anos, foi mor­to com ti­ros em di­ver­sas par­tes do cor­po. O ca­so, que acon­te­ceu na noi­te do úl­ti­mo sá­ba­do (26) na ci­da­de de Pojuca, es­tá sen­do in­ves­ti­ga­do pe­la Po­lí­cia Ci­vil, mas até o fe­cha­men­to des­sa edi­ção nin­guém ha­via si­do pre­so. Se­gun­do a Po­lí­cia Mi­li­tar, o cri­me acon­te­ceu por vol­ta de 22h30 na Rua Ar­nul­fo Simões Cos­ta, no bair­ro Star, Cen­tro de Pojuca. De acor­do com o re­gis­tro po­li­ci­al, Pe­dro ain­da es­ta­va com a cri­an­ça nos bra­ços qu­an­do foi ba­le­a­do. O bo­le­tim de ocor­rên­cia da De­le­ga­cia de Pojuca diz que Pe­dro foi atin­gi­do em “di­ver­sas par­tes do cor­po” . O ido­so foi so­cor­ri­do pa­ra o Hos­pi­tal Mu­ni­ci­pal de Pojuca, mas não re­sis­tiu aos fe­ri­men­tos e mor­reu. A me­ni­na foi le­va­da ime­di­a­ta­men­te ao Hos­pi­tal Ge­ral de Ca­ma­ça­ri (HGC) pe­lo Ser­vi­ço de Aten­di­men­to Mó­vel de Ur­gên­cia (Sa­mu). Ela se­gue in­ter­na­da e seu es­ta­do de saú­de não foi di­vul­ga­do. Se­gun­do um agen­te da de­le­ga­cia, in­for­ma­ções pre­li­mi­na­res dão con­ta que a ví­ti­ma era “um ho­mem de bem” e não ti­nha en­vol­vi­men­to com o cri­me. "Ele era um ho­mem res­pei­ta­do na rua. Nin­guém ti­nha pro­ble­ma com ele por aqui. Os ban­di­dos es­tão sem lei", con­tou Ma­ria Pi­res, co­mer­ci­an­te do bair­ro.

Uma equi­pe da 32ª Com­pa­nhia In­de­pen­den­te da Po­lí­cia Mi­li­tar (32ª CIPM/Pojuca) es­te­ve no lo­cal, mas não lo­ca­li­zou os sus­pei­tos. Se­gun­do a equi­pe po­li­ci­al, mo­ra­do­res da re­gião con­ta­ram que um gru­po de ho­mens ar­ma­dos che­gou e efe­tu­ou dis­pa­ros con­tra o ido­so. O ca­so é in­ves­ti­ga­do pe­la De­le­ga­cia de Pojuca.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.