To­da a for­ça do mun­do

Correio da Bahia - - Especial - João Ga­bri­el Gal­dea e Agên­ci­as jo­ao.ga­bri­el@re­de­bahia.com.br

A cor­ren­te de ora­ções e ho­me­na­gens no mun­do da bo­la em me­mó­ria das ví­ti­mas do voo da LaMia que trans­por­ta­va a de­le­ga­ção da Cha­pe­co­en­se, na ma­dru­ga­da de ter­ça-fei­ra, con­ti­nu­ou on­tem, com al­guns dos prin­ci­pais clu­bes do pla­ne­ta en­vi­an­do men­sa­gens de for­ça a fa­mi­li­a­res e tor­ce­do­res da agre­mi­a­ção ca­ta­ri­nen­se.

Em jo­go vá­li­do pe­la Co­pa do Rei, na Es­pa­nha, contra o Le­o­ne­sa, os jo­ga­do­res do Re­al Ma­drid en­tra­ram em cam­po com a fra­se “To­dos So­mos Cha­pe­co­en­se” na ca­mi­se­ta. Com os atle­tas dos dois ti­mes per­fi­la­dos no meio-cam­po, no San­ti­a­go Ber­na­béu, foi tam­bém res­pei­ta­do, an­tes do api­to ini­ci­al, um mi­nu­to de si­lên­cio.

O Man­ches­ter Uni­ted, da In­gla­ter­ra, tam­bém ho­me­na­ge­ou as ví­ti­mas an­tes do jo­go contra o West Ham, pe­la Co­pa da Li­ga, em seu tra­di­ci­o­nal es­tá­dio. “Old Traf­ford, on­tem (ter­ça) a co­mu­ni­da­de do fu­te­bol foi atin­gi­da com a no­tí­cia do avião que caiu com a equi­pe bra­si­lei­ra Cha­pe­co­en­se. E, nes­ta noi­te, nós lem­bra­re­mos de­les. Um pe­río­do de si­lên­cio co­me­ça­rá e ter­mi­na­rá ao api­to do juiz”, pe­diu o lo­cu­tor. Na sequên­cia, a tor­ci­da aplau­diu a ati­tu­de.

Pe­lo mes­mo tor­neio, o Ar­se­nal tam­bém en­con­trou uma for­ma de pres­tar ho­me­na­gens às ví­ti­mas. O ata­can­te es­pa­nhol Lu­cas Pé­rez e o za­guei­ro bra­si­lei­ro Ga­bri­el Pau­lis­ta (ex-Vi­tó­ria) en­tra­ram em cam­po com uma fai­xa ver­de com a ins­cri­ção “#ForçaChape”, hash­tag que ga­nhou as re­des so­ci­ais após o de­sas­tre aé­reo em Me­del­lín, na Colôm­bia.

GOL E CAR­TÃO

O Pa­ris Saint-Ger­main, que tem vá­ri­os bra­si­lei­ros no elen­co, foi mais lon­ge. Além do mi­nu­to de si­lên­cio na par­ti­da contra o An­gers, pe­lo Cam­pe­o­na­to Fran­cês, o ti­me es­ten­deu uma ban­dei­ra do Bra­sil na área téc­ni­ca, e os tor­ce­do­res tam­bém le­va­ram fai­xas em ho­me­na­gem à Cha­pe.

Além do tri­bu­to do clu­be, on­de jo­gam Mar­qui­nhos, Maxwell, Lu­cas, Thiago Sil­va e Thiago Mot­ta, o uru­guaio Edin­son Ca­va­ni tam­bém fez ques­tão de pas­sar sua men­sa­gem ao ti­me de San­ta Ca­ta­ri­na. Na eta­pa fi­nal da par­ti­da, ao mar­car o se­gun­do gol do PSG, o ata­can­te não se im­por­tou em to­mar um car­tão ama­re­lo, ti­rou sua ca­mi­sa e, por bai­xo, mos­trou que es­ta­va com uma bran­ca. Ne­la, es­cri­to em ver­de a pa­la­vra “fu­er­za” (“for­ça”), bem abai­xo da si­gla da Cha­pe­co­en­se.

Clu­bes eu­ro­peus ho­me­na­gei­am a Cha­pe­co­en­se an­tes de jo­gos

AL­VI­VER­DES

Ou­tros dois clu­bes eu­ro­peus tam­bém se des­ta­ca­ram nas ho­me­na­gens. O fran­cês Saint-Éti­en­ne, al­vi­ver­de co­mo a equi­pe de Cha­pe­có, en­trou em cam­po contra o Olym­pi­que de Mar­se­lha com o es­cu­do da Cha­pe es­tam­pa­do ao la­do do seu, em par­ti­da do cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal.

Tam­bém com o ver­de co­mo uma das co­res prin­ci­pais do es­cu­do, o Spor­ting, de Por­tu­gal, foi ou­tro que guar­dou um mi­nu­to an­tes da par­ti­da contra o Arou­ca, pe­la Co­pa da Li­ga Por­tu­gue­sa, pa­ra lem­brar da tragédia. O tri­bu­to não fi­cou só en­tre as qua­tro li­nhas: no Es­tá­dio Jo­sé Al­va­la­de, os tor­ce­do­res le­va­ram fai­xas em me­mó­ria dos jo­ga­do­res da Cha­pe­co­en­se.

Ca­va­ni, do PSG, mos­tra ca­mi­sa com ho­me­na­gem após gol; le­vou car­tão

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.