Or­ga­ni­za­ção de­nun­cia vi­o­lên­cia da po­lí­cia es­pa­nho­la

Correio da Bahia - - Mundo -

ES­PA­NHA A or­ga­ni­za­ção Hu­man Rights Wat­ch acu­sou o go­ver­no es­pa­nhol, on­tem, de uso ex­ces­si­vo da for­ça pa­ra im­pe­dir o ple­bis­ci­to se­pa­ra­tis­ta ca­ta­lão de 1º de outubro. Qua­se 900 fi­ca­ram fe­ri­dos, se­gun­do Bar­ce­lo­na. A in­ves­ti­ga­ção do gru­po hu­ma­ni­tá­rio in­cluiu en­tre­vis­tas com tes­te­mu­nhas e aná­li­se de evi­dên­ci­as em ví­de­os, fo­to­gra­fi­as e pron­tuá­ri­os mé­di­cos em três ci­da­des ca­ta­lãs: Gi­ro­na, Ai­gua­vi­va e Fo­nol­lo­sa. A acu­sa­ção é di­re­ci­o­na­da a du­as for­ças po­li­ci­ais es­pa­nho­las, a Po­lí­cia Na­ci­o­nal e a Guar­da Ci­vil. Não há men­ções à po­li­cia re­gi­o­nal ca­ta­lã, osMos­sos d'Es­qua­dra. A Po­lí­cia Na­ci­o­nal é a for­ça es­pa­nho­la que atua em to­do o ter­ri­tó­rio. A Guar­da Ci­vil, por sua vez, es­tá li­ga­da ao Mi­nis­té­rio da De­fe­sa e tem atri­bui­ções mi­li­ta­res. "A po­lí­cia po­de até ter ti­do a lei a seu la­do, pa­ra cum­prir or­dens ju­di­ci­ais, mas isso não lhe da­va o di­rei­to de usar a vi­o­lên­cia con­tra ma­ni­fes­tan­tes pa­cí­fi­cos", afir­mou o in­ves­ti­ga­dor Kar­tik Raj, da Hu­man Rights Wat­ch. O ple­bis­ci­to de 1º de outubro foi con­si­de­ra­do ile­gal pelo Tri­bu­nal Cons­ti­tu­ci­o­nal. O go­ver­no es­pa­nhol tam­pou­co re­co­nhe­ce o re­sul­ta­do, em que 90% dos elei­to­res vo­ta­ram no "sim" —ape­sar de só 43% do elei­to­ra­do ter par­ti­ci­pa­do des­sa con­sul­ta. O re­la­tó­rio da Hu­man Rights Wat­ch coin­ci­diu com o fe­ri­a­do de 12 de outubro, em que es­pa­nhóis ce­le­bram sua fes­ta na­ci­o­nal. A edi­ção des­te ano foi re­a­li­za­da em meio à cri­se ca­ta­lã —com mul­ti­dões de elei­to­res di­zen­do não se sen­tir es­pa­nhóis. O rei Fe­li­pe 6º par­ti­ci­pou de um des­fi­le, no qual es­te­ve pre­sen­te também o pre­miê con­ser­va­dor, Ma­ri­a­no Ra­joy. O pre­si­den­te ca­ta­lão, Car­les Puig­de­mont, não es­ta­va ali. Puig­de­mont de­cla­rou a se­pa­ra­ção da Ca­ta­lu­nha no úl­ti­mo dia 10. Em se­gui­da, pe­diu que a pro­cla­ma­ção fos­se tem­po­ra­ri­a­men­te sus­pen­sa du­ran­te o diá­lo­go com Ma­dri. A ma­no­bra con­fun­diu to­do o país, no qual não fi­cou cla­ro se os ca­ta­lães es­ta­vam se se­pa­ran­do ou não. Nes­se sen­ti­do, o pre­miê Ra­joy pe­diu for­mal­men­te que Puig­de­mont es­cla­re­ça se hou­ve de fa­to uma se­ces­são. O pra­zo pa­ra a res­pos­ta é a pró­xi­ma segunda-feira (16). Se o pre­si­den­te ca­ta­lão con­fir­mar a se­pa­ra­ção, ele te­rá até a quinta-feira (19) pa­ra vol­tar atrás no ges­to. Ca­so a Ca­ta­lu­nha per­sis­ta em sua de­cla­ra­ção de in­de­pen­dên­cia, Ma­dri pla­ne­ja le­var adi­an­te o cha­ma­do Ar­ti­go 155, que pre­vê a sus­pen­são tem­po­rá­ria da au­to­no­mia ca­ta­lã e a con­vo­ca­ção de elei­ções an­te­ci­pa­das.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.