24h Bol­sa Fa­mí­lia vai ter re­a­jus­te mai­or que in­fla­ção

Correio da Bahia - - Economia -

BE­NE­FÍ­CIO O go­ver­no fe­de­ral pre­ten­de dar au­men­to re­al pa­ra o be­ne­fí­cio do Bol­sa Fa­mí­lia em 2018, um ano elei­to­ral, se­gun­do afir­mou on­tem o mi­nis­tro do De­sen­vol­vi­men­to So­ci­al, Os­mar Ter­ra. O re­a­jus­te de­ve sair en­tre mar­ço ou abril. “Es­se ano pró­xi­mo de­ve ter um re­a­jus­te do Bol­sa Fa­mí­lia, de in­fla­ção e mais um pou­co. A re­du­ção da in­fla­ção tam­bém aju­da. O Bol­sa Fa­mí­lia fi­cou dois anos sem re­a­jus­te an­tes de en­trar­mos no go­ver­no, com in­fla­ção de

10% ao ano, o que pra­ti­ca­men­te co­meu 25% do va­lor”, afir­mou Ter­ra.

O mi­nis­tro fa­lou so­bre o as­sun­to du­ran­te o lan­ça­men­to do Pro­gra­ma Emer­gen­ci­al de Ações So­ci­ais pa­ra o Es­ta­do do Rio de Janeiro e Mu­ni­cí­pi­os, nu­ma uni­da­de da Ma­ri­nha do Bra­sil na Ave­ni­da Bra­sil, Zo­na Nor­te do Rio. Em 2016, o Bol­sa Fa­mí­lia te­ve re­a­jus­te de 12,5%, com o va­lor mé­dio do be­ne­fí­cio pas­san­do de R$ 162,07 pa­ra R$ 182,31. Es­te ano, o go­ver­no che­gou a co­gi­tar um no­vo au­men­to de 5% pa­ra o pro­gra- ma, mas o ajus­te aca­bou sen­do sus­pen­so por cau­sa de pro­ble­mas com as con­tas pú­bli­cas. Além da es­cas­sez de re­cur­sos, uma ala do go­ver­no con­si­de­rou que a cri­se po­lí­ti­ca “es­con­de­ria” o anún­cio do re­a­jus­te do be­ne­fí­cio.

Pa­ra o mi­nis­tro, o orçamento do pró­xi­mo ano se­rá su­fi­ci­en­te pa­ra man­ter o re­a­jus­te. Ter­ra cal­cu­lou que o orçamento do Mi­nis­té­rio do De­sen­vol­vi­men­to So­ci­al fi­ca­rá em R$ 91 bi­lhões em 2018, aci­ma do que foi fi­xa­do pa­ra o ano de 2017, in­cluin­do gas­tos com o INSS e o Be­ne­fí­cio de Pres­ta­ção Con­ti­nu­a­da (BPC), que es­tá sob a al­ça­da do ór­gão. Se­gun­do ele, hou­ve economia de re­cur­sos com re­vi­sões nos gas­tos com au­xí­lio-do­en­ça. So­men­te nes­te ano, a economia che­gou aos R$ 5 bi­lhões.

“Até o fim do ano que vem, vão ser R$ 19 bi­lhões, nu­ma po­pu­la­ção de 1,7 mi­lhão de pes­so­as que es­ta­vam re­ce­ben­do au­xí­lio-do­en­ça in­de­vi­da­men­te há mais de dois anos”, cal­cu­lou o mi­nis­tro Os­mar Ter­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.