Eu­ro­pa quer cri­ar uma ação mi­li­tar con­jun­ta

Correio da Bahia - - Mundo -

APA­RA­TO BÉLICO O blo­co eu­ro­peu, lan­çou ofi­ci­al­men­te, on­tem, em Bru­xe­las (Bél­gi­ca) um pro­gra­ma de co­o­pe­ra­ção de defesa e in­ves­ti­men­to mi­li­tar con­jun­to pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to de pro­je­tos que aju­dem os paí­ses-mem­bro a en­fren­ta­rem de­sa­fi­os em segurança. Os mi­nis­tros das Re­la­ções Ex­te­ri­o­res e da Defesa do blo­co as­si­na­ram um do­cu­men­to que lan­ça­ram as ba­ses pa­ra uma fu­tu­ra união da defesa eu­ro­peia. Se­gun­do os lí­de­res, a de­ci­são de cri­ar uma ‘co­a­li­são’ de defesa vi­sa tor­nar a União Eu­ro­peia me­nos de­pen­den­te dos Estados Uni­dos e for­ta­le­cer a co­o­pe­ra­ção en­tre par­cei­ros eu­ro­peus em pro­je­tos mi­li­ta­res. Dos 28 Estados-mem­bro da UE, ape­nas cin­co não se ins­cre­ve­ram no pro­gra­ma co­nhe­ci­do co­mo Co­o­pe­ra­ção Es­tru­tu­ra­da Per­ma­nen­te (Pes­co, na si­gla em in­glês). O Rei­no Uni­do e a Di­na­mar­ca. O Rei­no Uni­do por­que pre­ten­de dei­xar a UE em 2019 e a Di­na­mar­ca por­que não par­ti­ci­pa da po­lí­ti­ca eu­ro­peia co­mum de segurança e defesa A che­fe de po­lí­ti­ca ex­ter­na da UE, Fe­de­ri­ca Moghe­ri­ni, dis­se que os paí­ses já apre­sen­ta­ram mais de 50 pro­je­tos con­jun­tos nos campos de defesa e ope­ra­ções mi­li­ta­res. Ela afir­mou que o Pes­co, apoi­a­do pe­lo fun­do de defesa da UE, "per­mi­ti­rá que os Estados-mem­bros aju­dem a economia da Eu­ro­pa e, des­sa for­ma, atin­jam a la­cu­na de produção que te­mos". "É im­por­tan­te pa­ra nós as­su­mir uma po­si­ção in­de­pen­den­te, prin­ci­pal­men­te após a elei­ção do pre­si­den­te dos EUA (Do­nald Trump). As­sim, se hou­ver uma cri­se no nos­so bair­ro, de­ve­mos ser ca­pa­zes de agir", dis­se a mi­nis­tra da Defesa ale­mã, Ur­su­la van der Leyen. Com a as­si­na­tu­ra do do­cu­men­to, os 23 paí­ses eu­ro­peus tam­bém se com­pro­me­te­ram a res­pei­tar 20 con­di­ções es­pe­cí­fi­cas pa­ra a sua par­ti­ci­pa­ção na fu­tu­ra união de defesa, in­cluin­do um au­men­to pe­rió­di­co das des­pe­sas mi­li­ta­res, a par­ti­ci­pa­ção em pro­je­tos mi­li­ta­res con­jun­tos e o con­tri­bu­to dos sol­da­dos pa­ra a forças de re­a­ção rá­pi­da da UE. Es­ses úl­ti­mos gru­pos fo­ram cri­a­dos em 2007, com o no­me de Com­bat Groups (Gru­pos de Com­ba­te), mas até ago­ra eles nun­ca en­tra­ram em ação.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.