SOS Rio Jo­a­nes

Correio da Bahia - - Front Page - PAU­LO C­MA­RA É VEREADOR DE SAL­VA­DOR

A si­gla SOS, que se tor­nou um pe­di­do de so­cor­ro re­co­nhe­ci­do in­ter­na­ci­o­nal­men­te, foi a for­ma de co­mu­ni­ca­ção cri­a­da pe­la Os­cip Rio Lim­po pa­ra bus­car os ca­mi­nhos da re­vi­ta­li­za­ção da Ba­cia Hi­dro­grá­fi­ca do Rio Jo­a­nes e se cons­ti­tuiu em te­ma de ses­são es­pe­ci­al na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Sal­va­dor, no úl­ti­mo dia 6. A ba­cia es­tá in­se­ri­da na APA Jo­a­nes-Ipi­tan­ga, res­pon­den­do pe­lo abas­te­ci­men­to de 40% da água de três dos se­te mu­ni­cí­pi­os da Re­gião Me­tro­po­li­ta­na. A si­tu­a­ção do Rio Jo­a­nes é si­mi­lar a mui­tos ca­sos no Bra­sil. Am­pli­an­do a vi­são pe­la Bahia, en­con­tra­mos a Ba­cia do Rio Sa­li­tre, aflu­en­te do Rio São Fran­cis­co que ba­nha no­ve cidades, e a Ba­cia do Rio Al­ma­da, no Sul do es­ta­do, abran­gen­do oi­to mu­ni­cí­pi­os tam­bém em es­ta­do de de­gra­da­ção.

Co­mo se­cre­tá­rio de As­sun­tos Fe­de­ra­ti­vos da Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca, car­go ocu­pa­do até mar­ço des­te ano, pu­de co­or­de­nar a Con­fe­rên­cia de Au­to­ri­da­des Lo­cais e Re­gi­o­nais no 8º Fó­rum Mun­di­al da Água, em Bra­sí­lia. Na oca­sião, co­nhe­ci o Pro­gra­ma Cul­ti­van­do Água Boa, pre­mi­a­do in­ter­na­ci­o­nal­men­te, que, com o apoio da Itai­pu Bi­na­ci­o­nal, atu­ou na Ba­cia Hi­dro­grá­fi­ca do Rio Pa­ra­ná com 29 mu­ni­cí­pi­os e a po­pu­la­ção em tor­no de um mi­lhão. Em­pre­ga­ram o Tri­ple Bot­tom Li­ne, que sig­ni­fi­ca o tri­pé de sus­ten­ta­bi­li­da­de com as­pec­tos so­ci­ais, am­bi­en­tais e econô­mi­cos. Às mar­gens dos ri­os fi­ca­vam cul­ti­vos de so­ja, sui­no­cul­tu­ra, avi­cul­tu­ra e ou­tros, que con­ta­mi­na­vam os ri­os por agro­tó­xi­cos e es­go­tos. Ho­je, a ba­cia en­con­tra-se re­cu­pe­ra­da. Es­se pro­gra­ma uniu, além do es­for­ço das po­lí­ti­cas pú­bli­cas e da par­ti­ci­pa­ção da so­ci­e­da­de ci­vil or­ga­ni­za­da, a co­mu­ni­da­de lo­cal que foi con­gre­ga­da a en­ten­der que o seu en­vol­vi­men­to e com­pro­me­ti­men­to se­ri­am fun­da­men­tais. Um dos fa­to­res de su­ces­so foi a apli­ca­ção da edu­ca­ção am­bi­en­tal co­mo item mo­bi­li­za­dor pa­ra a ação.

Ci­to es­se exem­plo re­pli­ca­do em ou­tras lo­ca­li­da­des pa­ra di­zer que o mo­vi­men­to SOS Rio Jo­a­nes ca­mi­nha nu­ma tri­lha pro­mis­so­ra e traz es­pe­ran­ça de di­as me­lho­res pa­ra a Re­gião Me­tro­po­li­ta­na. A Car­ta do Rio Jo­a­nes pro­du­zi­da no se­mi­ná­rio do dia 5 de abril des­te ano, re­a­li­za­da pe­la Os­cip Rio Lim­po e com a cu­ra­do­ria do se­cre­tá­rio de Pla­ne­ja­men­to de Lau­ro de Frei­tas, Mau­ro Car­dim, se apre­sen­ta co­mo es­tru­tu­ra fa­ci­li­ta­do­ra pa­ra o al­can­ce dos ob­je­ti­vos. Co­mo vereador de qua­tro man­da­tos, sem­pre es­ti­ve pre­o­cu­pa­do com as ques­tões do meio am­bi­en­te, apre­sen­tan­do o pro­je­to IPTU Ver­de, já em fun­ci­o­na­men­to, cu­ja in­ten­ção é mu­dar o pa­drão das cons­tru­ções de Sal­va­dor na bus­ca de eco­no­mi­zar água e ener­gia.

A ONU apon­ta que até 2050 exis­te a pos­si­bi­li­da­de de que 70% da po­pu­la­ção es­te­ja vi­ven­do nos cen­tros ur­ba­nos, au­men­tan­do em 50% a de­man­da de água e ou­tros ser­vi­ços. Se ho­je ca­mi­nha­mos pa­ra um es­ta­do de fa­lên­cia do ecos­sis­te­ma, o que fa­re­mos em 30 anos com o au­men­to da de­man­da dos ser­vi­ços hí­dri­cos? O iní­cio da so­lu­ção pa­ra re­sol­ver es­sa equa­ção se en­con­tra ho­je e so­mos to­dos res­pon­sá­veis. Pre­ci­sa­mos nos unir e for­ta­le­cer for­man­do elos, pa­ra que a Car­ta do Rio Jo­a­nes não se­ja ape­nas um do­cu­men­to, mas uma re­a­li­da­de.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.