Au­di­ên­ci­as vão dis­cu­tir des­cri­mi­na­li­za­ção no Bra­sil

Correio da Bahia - - Mais -

Em agos­to pró­xi­mo, o Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF)) vai ini­ci­ar as au­di­ên­ci­as pú­bli­cas pa­ra de­ba­ter a ação que pe­de a des­cri­mi­na­li­za­ção do abor­to no Bra­sil. Na con­tra­mão da ini­ci­a­ti­va da Cor­te, no Con­gres­so Na­ci­o­nal avan­çam as pro­pos­tas que que­rem res­trin­gir a in­ter­rup­ção da gra­vi­dez no país até mes­mo na­que­les ca­sos on­de o abor­do já é au­to­ri­za­do por lei.

Atu­al­men­te, o abor­to é con­si­de­ra­do cri­me no Bra­sil e só po­de ser fei­to nos ca­sos de es­tu­pro, risco pa­ra a vi­da da mãe e em fe­tos com anen­ce­fa­lia.

Três mi­nis­tros do STF já se ma­ni­fes­ta­ram a fa­vor da des­cri­mi­na­li­za­ção do abor­to em uma au­di­ên­cia an­te­ri­or so­bre o te­ma. A mi­nis­tra Ro­sa We­ber faz par­te do gru­po a fa­vor e é a re­la­to­ra do ca­so.

En­quan­to is­so, no Con­gres­so, as pro­pos­tas que ten­tam am­pli­ar as si­tu­a­ções em que a in­ter­rup­ção da gra­vi­dez se­jam per­mi­ti­das es­tão pa­ra­das des­de 1989, co­mo re­ve­lou re­por­ta­gem des­ta se­ma­na da BBC Bra­sil.

Ain­da se­gun­do a BBC, re­cen­te­men­te, a pres­são por pro­je­tos que en­du­re­çam as leis con­tra o abor­to au­men­ta na es­tei­ra do cres­ci­men­to da cha­ma­da Ban­ca­da Evan­gé­li­ca, que con­ta com 90 de­pu­ta­dos fe­de­rais.

No fi­nal do ano pas­sa­do, uma co­mis­são da Câ­ma­ra apro­vou pro­pos­ta de emen­da à Cons­ti­tui­ção que es­ta­be­le­ce a pro­te­ção da vi­da “des­de a con­cep­ção”. O tex­to ain­da se­rá vo­ta­do no ple­ná­rio, mas é um re­tro­ces­so em com­pa­ra­ção às leis atu­al­men­te em vi­gor no Bra­sil e à pró­pria le­gis­la­ção de ou­tros paí­ses la­ti­no-ame­ri­ca­nos on­de o abor­to é per­mi­ti­do em al­guns ca­sos (ve­ja qua­dro).

O STF re­ce­be de­man­das de gru­pos que mi­li­tam pe­lo di­rei­to das mu­lhe­res de­ci­di­rem so­bre abor­tar ou não. A apro­va­ção que am­plia os ca­sos per­mi­ti­dos por lei pa­ra in­cluir aque­les que en­vol­vem be­bês com anen­ce­fa­lia é de 2012 e foi re­sul­ta­do da pres­são des­sas mi­li­tân­ci­as.

Em mar­ço, o PSOL en­trou com ação que ar­gu­men­ta que os ar­ti­gos do Có­di­go Pe­nal que proí­bem o abor­to afron­tam a Cons­ti­tui­ção e o di­rei­to das mu­lhe­res à vi­da, dig­ni­da­de e ci­da­da­nia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.