Con­de­na­ção de Lu­la

Folha de Londrina - - Política -

Pe­lo que se deu nos úl­ti­mos di­as com Pe­dro Cor­rea e José Dir­ceu, que ti­ve­ram su­as pe­nas am­pli­a­das pe­lo Tri­bu­nal Fe­de­ral da 4ª Re­gião, dá pa­ra per­ce­ber que são es­cas­sas as pers­pec­ti­vas de Lu­la re­ver­ter a sua con­de­na­ção por par­te de Sér­gio Mo­ro. Só um fa­tor o fa­vo­re­ce, em fun­ção de man­ter a can­di­da­tu­ra pre­si­den­ci­al: a de­mo­ra da apre­ci­a­ção de re­cur­sos, o que po­de­ria man­tê-la em vi­gor na pas­sa­gem do tempo e trans­for­má-la em fa­to con­su­ma­do. Is­so é se a pos­sí­vel con­de­na­ção se des­se tar­di­a­men­te.

Fo­ra do go­ver­no, des­de o im­pe­a­ch­ment de Dil­ma Rous­seff, es­cas­sei­am as fon­tes de re­cur­sos pa­ra a

mo­vi­men­ta­ção do par­ti­do, fa­to ple­na­men­te cons­ta­ta­do na pre­cá­ria mo­bi­li­za­ção de su­as for­ças, bem in­fe­ri­or ao ve­ri­fi­ca­do em maio, o que foi cap­ta­do pe­la área de se­gu­ran­ça ao re­du­zir seus efe­ti­vos nas ações pre­ven­ti­vas. Não pe­ga bem pa­ra Lu­la o ima­gi­ná­rio pa­pel de már­tir até por­que a sua ima­gem de pro­le­tá­rio não se ajus­ta a quem tan­to fa­tu­rou no de­cor­rer do tempo com pa­les­tras a em­pre­sá­ri­os ami­gos e in­te­gran­tes do pla­no de ocu­pa­ção na­ci­o­nal e in­ter­na­ci­o­nal da for­ça fra­ter­na.

Vi­sões di­fe­ren­ci­a­das de jul­ga­do­res quan­to à do­si­me­tria pe­nal fa­vo­re­cem re­cur­sos e em­bar­gos co­mo se dá no ca­so de José Dir­ceu, o que é al­ta­men­te in­te­res­san­te pa­ra seus ad­vo­ga­dos. Na li­nha es­ta­tís­ti­ca é ra­ra, co­mo se deu com o te­sou­rei­ro do PT, uma ab­sol­vi­ção e no ca­so ad­mi­ti­da na pre­ca­ri­e­da­de das pro­vas sob o fun­da­men­to de que tu­do se las­tre­ou tão-so­men­te em de­la­ções pre­mi­a­das, o que fir­mou uma ju­ris­pru­dên­cia de ris­co nas ações pu­ni­ti­vas.

De outro lado, a de­ci­são ful­mi­nan­te e unâ­ni­me do STF, por no­ve vo­tos a ze­ro, con­tra a pre­ten­são de Mi­chel Te­mer de dar um car­tão ver­me­lho ao pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca. Ro­dri­go Ja­not, re­ve­la que a Cor­te não está dis­pos­ta a con­ces­sões tão pri­má­ri­as, pos­to que Lu­la te­nha juí­zo do “seu per­se­gui­dor” se­me­lhan­te. Não par­ti­ci­pa­ram da go­le­a­da, os mi­nis­tros Gil­mar Men­des e Luiz Roberto Bar­ro­so.

Por si­nal que, há um pon­to de con­ver­gên­cia cla­rís­si­mo e co­mum à fau­na po­lí­ti­ca, en­tre lu­lis­tas e se­gui­do­res de Mi­chel Te­mer: a ân­sia ma­ni­fes­ta de me­lar a La­va Ja­to. Nem o res­sen­ti­men­to da der­ru­ba­da de Dil­ma, que po­de­ria im­pli­car em re­ta­li­a­ção, ocul­ta es­sa in­ten­ção pre­sen­tes nos dis­cur­sos de que o flu­xo ju­di­ci­al ame­a­ça a JBS co­mo já fez com as gran­des em­prei­tei­ras cei­fan­do em­pre­gos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.