OGPL co­bra ma­nu­ten­ção de es­tra­das ru­rais

Folha de Londrina - - Geral - Cel­so Fe­li­zar­do Re­por­ta­gem Lo­cal

A má con­ser­va­ção das es­tra­das ru­rais de Lon­dri­na foi te­ma de uma reu­nião or­ga­ni­za­da pe­lo OGPL (Ob­ser­va­tó­rio de Ges­tão Pú­bli­ca de Lon­dri­na), re­a­li­za­da no fim da tar­de des­ta quin­ta (14), no au­di­tó­rio do Sin­co­val (Sin­di­ca­to do Co­mér­cio Va­re­jis­ta de Lon­dri­na e Re­gião). A equi­pe do Ob­ser­va­tó­rio con­vi­dou re­pre­sen­tan­tes das se­cre­ta­ri­as mu­ni­ci­pais de Agri­cul­tu­ra e de Edu­ca­ção pa­ra de­ba­ter o as­sun­to e apre­sen­tar uma so­lu­ção pa­ra o pro­ble­ma.

Dos 800 quilô­me­tros de es­tra­das ru­rais exis­ten­tes em Lon­dri­na, 645 não são pa­vi­men­ta­dos. Des­tes, cer­ca de 100 quilô­me­tros são con­si­de­ra­dos crí­ti­cos. Se­gun­do o en­ge­nhei­ro agrô­no­mo da Se­cre­ta­ria de Agri­cul­tu­ra, Ro­dri­go de Me­ne­zes Tri­guei­ro, a fal­ta de ma­qui­ná­ri­os é o prin­ci­pal en­tra­ve pa­ra a re­cu­pe­ra­ção das es­tra­das. O ob­ser­va­tó­rio apon­tou a fal­ta de cro­no­gra­ma de ser­vi­ços, a não exis­tên­cia de um pro­je­to de pre­ven­ção à de­te­ri­o­ra­ção das es­tra­das e in­su­fi­ci­ên­cia de re­cur­sos des­ti­na­dos à Se­cre­ta­ria de Agri­cul­tu­ra.

Mar­cos Sil­vei­ra, ge­ren­te de trans­por­te es­co­lar da Se­cre­ta­ria de Edu­ca­ção, tam­bém expôs o dra­ma de alu­nos que fi­cam sem au­las em di­as de chu­va por con­ta do la­ma­çal. Se­gun­do ele, só no As­sen­ta­men­to Eli Vi­ve, em Ler­ro­vil­le, no ex­tre­mo sul do mu­ni­cí­pio, são 523 alu­nos afe­ta­dos. “Os pro­fes­so­res che­gam até Ler­ro­vil­le, mas não con­se­guem ir até o as­sen­ta­men­to”, con­tou. Ele tam­bém fez ques­ti­o­na­men­tos ao se­cre­tá­rio de Agri­cul­tu­ra, João Men­don­ça, so­bre o pro­ble­ma que, além de Ler­ro­vil­le, afe­ta vá­ri­os dis­tri­tos co­mo Gu­ai­ra­cá, Pai­que­rê e Ire­rê.

Men­don­ça ou­viu os ques­ti­o­na­men­tos e ci­tou cri­se e fal­ta de re­cur­sos que, se­gun­do ele, im­pe­dem de dar mais ce­le­ri­da­de aos ser­vi­ços. “Pla­ne­ja­men­to se faz com di­nhei­ro no bol­so. Es­te ano es­ta­mos tra­ba­lhan­do só no emer­gen­ci­al. A si­tu­a­ção de­ve me­lho­rar a par­tir do ano que vem”, dis­se. Ho­je, oi­to má­qui­nas são usa­das nas es­tra­das ru­rais, mas fre­quen­te­men­te es­tão pa­ra­das em ma­nu­ten­ção. Se­gun­do o se­cre­tá­rio, as con­di­ções ide­ais de­man­da­ri­am ao me­nos qua­tro pa­tru­lhas ru­rais, to­ta­li­zan­do cer­ca de 30 má­qui­nas. Ele se com­pro­me­teu a apre­sen­tar um re­la­tó­rio com a si­tu­a­ção de­ta­lha­da dos pon­tos mais crí­ti­cos de es­tra­das ru­rais.

An­der­son Co­e­lho/16-8-2017

Ire­rê é uma das lo­ca­li­da­des afe­ta­das pe­las más con­di­ções das es­tra­das

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.