CLÁU­DIO HUM­BER­TO

Im­bas­sahy mal é cum­pri­men­ta­do pe­los lí­de­res de par­ti­dos go­ver­nis­tas

Folha de Londrina - - Primeira Página -

Agres­são é com­prar uma re­fi­na­ria su­ca­te­a­da por R$ 1 bi­lhão”

Ro­ber­to Jef­fer­son co­men­ta acu­sa­ções con­tra a ope­ra­ção da PF na casa de um fi­lho de Lu­la

Im­bas­sahy vi­ra mos­ca mor­ta no nú­cleo do po­der

Des­pres­ti­gi­a­do, até por­que é acu­sa­do de não hon­rar o que com­bi­na, e ca­da vez mais iso­la­do, o mi­nis­tro Antô­nio Im­bas­sahy (Se­cre­ta­ria de Go­ver­no) mal é cum­pri­men­ta­do pe­los lí­de­res de par­ti­dos go­ver­nis­tas. E qua­se todos se­guem o exem­plo do lí­der do PP, de­pu­ta­do co­mo Arthur Li­ra (PP-AL): se têm al­go a tra­tar com o go­ver­no, pro­cu­ram des­pa­char di­re­ta­men­te com o mi­nis­tro Eliseu Pa­di­lha (Casa Ci­vil), que re­sol­ve.

Até os tu­ca­nos

Se an­tes ape­nas os tu­ca­nos eram os úni­cos a fa­lar bem de Im­bas­sahy, ho­je em dia nem mes­mo os po­lí­ti­cos do PSDB pou­pam-lhe de­sa­fo­ros.

Es­ta­bi­li­da­de Mi­nis­tro quem? A Bahia é o meu país Em meio à tra­gé­dia, Ja­naú­ba re­cla­ma seu museu

Ja­naú­ba (MG), que vi­ve a tra­gé­dia na cre­che, mar­cou a vi­da de três pre­si­den­tes. Em 1988, ao fi­nal de uma vi­si­ta pre­si­den­ci­al, pe­diu a José Sar­ney o seu par de sa­pa­tos pa­ra o Museu de Ja­naú­ba. Sar­ney vol­tou pa­ra Brasília usan­do mei­as. Dois anos de­pois, um ci­clis­ta de Ja­naú­ba in­ter­rom­peu a cor­ri­da do en­tão pre­si­den­te Fer­nan­do Col­lor pa­ra pe­dir seu par de tênis. No ano se­guin­te, Ita­mar Fran­co ce­de­ria sua gra­va­ta.

O pre­fei­to dos sa­pa­tos O ho­mem da bi­ke Ca­dê o museu? Nada a re­cla­mar ‘Po­de­mos’ gas­tar

Mi­chel Te­mer se afei­ço­ou a Im­bas­sahy, por isso não o de­mi­te. Mas o mi­nis­tro bai­a­no já não jo­ga pa­pel re­le­van­te na ar­ti­cu­la­ção po­lí­ti­ca.

An­to­nio Im­bas­sahy vi­ve o pi­or dos mun­dos, se­gun­do fon­te do Pla­nal­to: seus au­xi­li­a­res não o res­pei­tam e até to­mam de­ci­sões sem con­sul­tá-lo.

Im­bas­sahy se em­pol­gou no car­go e pri­o­ri­zou seu pro­je­to de dis­pu­tar o go­ver­no da Bahia, em 2018. Ir­ri­ta­do, o “cen­trão” rom­peu com ele.

Di­ri­gen­te de co­o­pe­ra­ti­va do Va­le do Go­ru­tu­ba, Edil­son Bran­dão ob­te­ve os sa­pa­tos de Sar­ney. Elei­to pre­fei­to 4 anos de­pois, mor­reu no car­go.

Os tênis de Col­lor e a gra­va­ta de Ita­mar fo­ram con­quis­tas do ci­clis­ta José Car­los Pereira Bra­ga, de Ja­naú­ba, que vi­a­jou de bi­ke até Brasília.

O Museu de Ja­naú­ba ja­mais foi cons­truí­do. E a ci­da­de ain­da quer sa­ber on­de fo­ram pa­rar os sa­pa­tos, o par de tênis e a gra­va­ta ilus­tres.

O go­ver­no fe­de­ral pa­gou R$ 406,8 mi­lhões em diá­ri­as a ser­vi­do­res, fo­ra o sa­lá­rio, nos pri­mei­ros no­ve me­ses de 2017. Qua­se 200 mil dos mais de 630 mil fun­ci­o­ná­ri­os re­ce­be­ram um pa­ga­men­to de diá­ria.

Os 18 de­pu­ta­dos da ban­ca­da do an­ti­go PTN, atu­al “Po­de­mos”, já pe­di­ram o res­sar­ci­men­to de 27.025 no­tas fis­cais na atu­al le­gis­la­tu­ra, des­de 2015, cor­res­pon­den­tes a R$ 18,6 mi­lhões. Tu­do por nos­sa con­ta.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.