Vo­ta­ção de MP da Re­for­ma Tra­ba­lhis­ta ain­da não co­me­çou a tra­mi­tar

Edi­ção da Me­di­da Pro­vi­só­ria, que tem va­li­da­de até 22 de fe­ve­rei­ro, foi um com­pro­mis­so de Te­mer com os se­na­do­res, in­sa­tis­fei­tos com al­guns pon­tos apro­va­dos na Câ­ma­ra

Folha de Londrina - - Economia & Negócios - Agên­cia Bra­sil Bra­sí­lia -

A pou­cos di­as de per­der a va­li­da­de - no dia 22 de fe­ve­rei­ro -, a me­di­da pro­vi­só­ria que al­te­ra pon­tos da Re­for­ma Tra­ba­lhis­ta (MP 808/2017) nem se­quer te­ve os mem­bros da co­mis­são es­pe­ci­al mis­ta de­sig­na­dos, pa­ra a pri­mei­ra eta­pa de tra­mi­ta­ção da ma­té­ria.

O pre­si­den­te de­ve­rá ser o se­na­dor Ben­di­to de Li­ra (PPAL). Já o re­la­tor se­rá um de­pu­ta­do. Ini­ci­al­men­te, a ideia era que Ro­gé­rio Ma­ri­nho (PSDB-RN), que foi o re­la­tor da re­for­ma na Câ­ma­ra, tam­bém fos­se o da MP, mas as con­ver­sas não avan­ça­ram.

“In­fe­liz­men­te, qual­quer per­gun­ta em re­la­ção a es­se te­ma tem que ser di­ri­gi­da ao pre­si­den­te do Con­gres­so Na­ci­o­nal [Eu­ní­cio Oli­vei­ra]. As me­di­das pro­vi­só­ri­as são con­gres­su­ais [Câ­ma­ra e Se­na­do, com co­mis­sões mis­tas] e des­de que a me­di­da veio pa­ra o Con­gres­so, dia 14 de no­vem­bro, até ago­ra o pre­si­den­te ain­da não ace­nou de que for­ma es­sa co­mis­são iria fun­ci­o­nar. Vá­ri­os par­ti­dos já de­sig­na­ram mem­bros, mes­mo as­sim o pre­si­den­te ain­da não de­fi­niu o fun­ci­o­na­men­to da co­mis­são. Eu fui in­di­ca­do pe­lo lí­der do go­ver­no co­mo re­la­tor, mas a ro­ti­na, a li­tur­gia é de pri­mei­ro ele­ger o pre­si­den­te, que se­rá al­guém do Se­na­do”, ex­pli­cou Ma­ri­nho à Agên­cia Bra­sil.

O de­pu­ta­do lem­brou que o pre­si­den­te ge­ral­men­te aca­ta a de­sig­na­ção fei­ta pe­la li­de­ran­ça do go­ver­no que

é fru­to de um con­sen­so e de um ro­dí­zio en­tre os par­ti­dos. “Não te­nho mais ex­pec­ta­ti­va so­bre is­so não, já era pra es­tar fun­ci­o­nan­do, não vou ago­ra fa­zer prog­nós­ti­co, va­mos aguar­dar o que o pre­si­den­te do Con­gres­so vai de­ci­dir”, dis­se o de­pu­ta­do.

ACOR­DO

A edi­ção da MP foi um com­pro­mis­so do pre­si­den­te Mi­chel Te­mer com os se­na­do­res, que es­ta­vam in­sa­tis­fei­tos com al­guns pon­tos da re­for­ma apro­va­da na Câ­ma­ra. O acor­do ga­ran­tiu que o tex­to fos­se apro­va­do pe­lo Se­na­do sem al­te­ra­ções, pa­ra que a ma­té­ria não ti­ves­se de ser ana­li­sa­da mais uma vez pe­los de­pu­ta­dos, pois o go­ver­no ti­nha pres­sa.

O atra­so na ins­ta­la­ção da

co­mis­são acon­te­ce por­que o pre­si­den­te do Se­na­do e do Con­gres­so, Eu­ní­cio Oli­vei­ra (MDB-CE), bus­ca ga­ran­tir que as mo­di­fi­ca­ções acer­ta­das com Te­mer se­jam man­ti­das na MP. Já Ma­ri­nho in­di­cou an­te­ri­or­men­te que

Mar­cos Bran­dão/Se­na­do Fe­de­ral

Atra­so ocor­re por­que o pre­si­den­te do Se­na­do e do Con­gres­so, Eu­ní­cio Oli­vei­ra (MDB-CE), bus­ca ga­ran­tir que as mo­di­fi­ca­ções acer­ta­das com o go­ver­no se­jam man­ti­das na MP

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.