Se­cre­tá­rio re­gi­o­nal de Edu­ca­ção do Co­di­norp

In­clu­são de dis­ci­pli­nas e mais ho­ras de for­ma­ção con­ti­nu­a­da pa­ra pro­fes­so­res es­tão en­tre os itens que de­vem ser im­plan­ta­dos nas dez ci­da­des da re­gião de Lon­dri­na

Folha de Londrina - - Cidades - Micaela Ori­ka­sa Re­por­ta­gem Lo­cal

Ase­cre­ta­ria re­gi­o­nal de Edu­ca­ção do Co­di­norp (Con­sór­cio de De­sen­vol­vi­men­to e Ino­va­ção do Nor­te do Pa­ra­ná) quer im­plan­tar ain­da em 2018 par­te de um pla­no de en­si­no re­gi­o­na­li­za­do, aten­den­do an­te­ci­pa­da­men­te as re­gras da BNCC (Ba­se Na­ci­o­nal Co­mum Cur­ri­cu­lar). A pro­pos­ta en­vol­ve os dez mu­ni­cí­pi­os do Con­sór­cio (Ca­fe­a­ra, Cen­te­ná­rio do Sul, Flo­res­tó­po­lis, Gu­a­ra­ci, Ja­gua­pi­tã, Lu­pi­o­nó­po­lis, Mi­ra­sel­va, Po­re­ca­tu, Prado Fer­rei­ra e Be­la Vis­ta do Pa­raí­so) e se­rá ela­bo­ra­da com a aju­da de uma equi­pe téc­ni­ca do Ins­ti­tu­to Ayr­ton Sen­na e, na fa­se de im­plan­ta­ção, te­rá o apoio do MEC (Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção).

A prin­cí­pio, o cur­rí­cu­lo re­gi­o­nal pro­põe a in­clu­são de no­vas dis­ci­pli­nas e mais ho­ras de for­ma­ção con­ti­nu­a­da dos pro­fes­so­res, im­pac­tan­do cer­ca de oi­to mil alu­nos des­de a edu­ca­ção in­fan­til até o fun­da­men­tal 1 (até o 5º ano). “Te­re­mos a in­clu­são de ma­té­ri­as que ho­je não exis­tem na re­de, mas que são ele­men­ta­res ao nos­so ver, co­mo lín­gua es­tran­gei­ra e no­ções de ma­te­má­ti­ca apli­ca­da e ro­bó­ti­ca. A ideia é pre­pa­rá-los pa­ra que te­nham gos­to pe­la al­fa­be­ti­za­ção e in­te­lec­tu­a­li­za­ção”, ex­pli­ca o se­cre­tá­rio re­gi­o­nal de Edu­ca­ção, Amau­ri Mon­ge Fernandes.

No­me­a­do há cer­ca de dois me­ses, Fernandes ocu­pa um car­go iné­di­to no País, com a in­ten­ção de ar­ti­cu­lar ações em edu­ca­ção no Co­di­norp. “Os se­cre­tá­ri­os mu­ni­ci­pais de Edu­ca­ção são man­ti­dos com as mes­mas fun­ções. O ob­je­ti­vo é que eles te­nham aces­so à in­for­ma­ção pa­ra bus­ca­rem me­lho­res re­sul­ta­dos nos con­vê­ni­os com o MEC e o pró­prio Es­ta­do”, afir­ma.

CA­PA­CI­TA­ÇÃO

O pla­no da SRE (Se­cre­ta­ria Re­gi­o­nal de Edu­ca­ção) é que par­te do no­vo cur­rí­cu­lo se­ja im­plan­ta­do nas 46 es­co­las já no se­gun­do se­mes­tre des­te ano. Is­so se da­rá com a for­ma­ção con­ti­nu­a­da de cer­ca de 700 pro­fes­so­res, pas­san­do de 60h pa­ra 160h. “Ou se­ja, 40 ho­ras a mais do que o re­co­men­da­do ho­je pe­lo MEC”, sa­li­en­ta.

A ca­pa­ci­ta­ção acon­te­ce­rá pre­sen­ci­al­men­te e em EaD (En­si­no a Dis­tân­cia). “O Co­di­norp Edu­ca­ção pre­pa­ra um pro­ces­so li­ci­ta­tó­rio pa­ra con­tra­tar uma em­pre­sa. Es­pe­ra­mos que is­so ocor­ra lo­go, mas se não der tem­po, te­mos a ca­pa­ci­ta­ção que o Nú­cleo Re­gi­o­nal de Edu­ca­ção pro­põe anu­al­men­te, co­mo um iní­cio”, res­pon­de.

Fernandes diz que a ca­pa­ci­ta­ção se­rá acom­pa­nha­da, uma vez que os pro­fes­so­res se­rão obri­ga­dos a cum­prir uma car­ga ho­rá­ria mí­ni­ma pa­ra pon­tu­ar na ava­li­a­ção anu­al. O pro­je­to ain­da in­clui a for­ma­ção de 60h de apro­xi­ma­da­men­te 300 ges­to­res.

“Qu­e­re­mos in­ves­tir em um pre­pa­ro di­fe­ren­te, ho­lís­ti­co, o que tam­bém é de­ter­mi­na­do pe­la ba­se na­ci­o­nal, is­to é, en­vol­ver mais ar­tes, mú­si­ca, pro­pos­ta de vi­da”, res­sal­ta.

Pa­ra im­plan­tar o cur­rí­cu­lo re­gi­o­nal, o Co­di­norp Edu­ca­ção con­ta­rá com o apoio da ini­ci­a­ti­va pri­va­da. De acor­do com o se­cre­tá­rio, a Fun­da­ção Le­mann e o Si­co­ob do Pa­ra­ná já de­mons­tra­ram in­te­res­se em aju­dar.

DE­SA­FI­OS

O se­cre­tá­rio re­gi­o­nal co­men­ta que no di­ag­nós­ti­co de ca­da mu­ni­cí­pio irão trans­pa­re­cer tam­bém as di­fi­cul­da­des da edu­ca­ção, além da saú­de fi­nan­cei­ra. Em uma vi­são ge­ral, ele afir­ma que o mai­or de­sa­fio se­rá re­du­zir as fi­las das cre­ches e me­lho­rar as ins­ta­la­ções fí­si­cas das uni­da­des es­co­la­res.

“Acre­di­to que uma so­lu­ção ini­ci­al se­rá aju­dar os mu­ni­cí­pi­os a mon­tar um pla­no de ma­nu­ten­ção os­ten­si­va. Va­mos pe­gar o que ca­da mu­ni­cí­pio gas­ta, jun­tar em uma ces­ta só e con­tra­tar uma for­ma me­lhor pa­ra a ma­nu­ten­ção”, diz.

Con­si­de­ran­do um mé­dio e lon­go pra­zo, Fernandes ci­ta ain­da a im­plan­ta­ção do en­si­no in­te­gral em to­dos os mu­ni­cí­pi­os, a mo­der­ni­za­ção do sis­te­ma pe­da­gó­gi­co por meio de pla­ta­for­mas co­mo o Go­o­gle for Edu­ca­ti­on e Le­go for Edu­ca­ti­on, e a ava­li­a­ção for­ma­ti­va des­de a edu­ca­ção in­fan­til.

“A ideia é di­vi­dir a sa­la em gru­pos vi­san­do o apren­di­za­do li­ne­ar. São me­to­do­lo­gi­as es­pe­cí­fi­cas, in­te­ra­ti­vas e in­clu­si­vas, pois os que es­tão me­lho­res, aju­dam os que não es­tão tão bem. E quem vai ava­li­ar e ins­truir tu­do is­so se­rão os pro­fes­so­res pre­pa­ra­dos na for­ma­ção con­ti­nu­a­da”, com­ple­ta.

“Qu­e­re­mos in­ves­tir em um pre­pa­ro di­fe­ren­te” Meu 48º ano de vi­da se­rá pas­sa­do no va­gão-res­tau­ran­te em que se ser­ve ape­nas água da bi­ca”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.