Sta­tus ge­ra­rá mais avan­ços na ca­deia de suí­nos

Folha de Londrina - - Folha Rural - Fá­bio Ga­li­ot­to Re­por­ta­gem Lo­cal

Aob­ten­ção do sta­tus de área li­vre da af­to­sa sem va­ci­na­ção jun­to à OIE (Or­ga­ni­za­ção Mundial de Saú­de Ani­mal) per­mi­ti­rá ao Pa­ra­ná o aces­so ao mer­ca­do com­pra­dor de car­ne suí­na de 102 paí­ses, se­gun­do a Ada­par (Agên­cia de De­fe­sa Agro­pe­cuá­ria do Pa­ra­ná). Al­guns de­les es­tão tam­bém en­tre os prin­ci­pais con­su­mi­do­res e são os que pa­gam me­lhor por es­se ti­po de pro­teí­na, co­mo Es­ta­dos Uni­dos, União Eu­ro­peia, Ja­pão e Co­reia do Sul. Com is­so, a ex­pec­ta­ti­va no Es­ta­do é a ala­van­ca­gem co­mo um to­do do se­tor pro­du­ti­vo.

O pre­si­den­te da APS (As­so­ci­a­ção Pa­ra­na­en­se de Sui­no­cul­to­res), Ja­cir Da­ri­va, acre­di­ta que as van­ta­gens po­dem de­mo­rar al­guns anos, mas apa­re­ce­rão. “Lo­go te­re­mos gran­des em­pre­sas de ge­né­ti­ca se ins­ta­lan­do no Es­ta­do pa­ra re­ven­der pa­ra o res­tan­te do País, co­mo acon­te­ceu com San­ta Ca­ta­ri­na”, diz.

Ele con­si­de­ra que as van­ta­gens que os ex­por­ta­do­res te­rão ao con­quis­tar no­vos cli­en­tes te­rão im­pac­to na re­mu­ne­ra­ção dos criadores. “Quan­do a in­dús­tria vai bem, os pro­du­to­res vão jun­to. E te­re­mos a van­ta­gem de co­lo­car nos­so pro­du­to em um mer­ca­do mais exi­gen­te, va­lo­ri­za­do, com o re­co­nhe­ci­men­to de que nos­so tra­ba­lho é de qua­li­da­de”, diz Da­ri­va.

O sui­no­cul­tor pa­ra­na­en­se, ain­da afir­ma, sa­be que pre­ci­sa pro­te­ger a gran­ja co­mo se fos­se a pró­pria ca­sa, mas que é pre­ci­so avan­çar. “Ou acon­te­ce aqui­lo que ti­ve­mos co­ma Rús­sia, que ve­tou nos­sa car­ne ape­sar de ser de qua­li­da­de”, diz o pre­si­den­te da APS, so­bre em­bar­gos pas­sa­dos.

Da mes­ma for­ma, o di­re­tor exe­cu­ti­vo da Fri­me­sa Co­o­pe­ra­ti­va Cen­tral, Eli­as Zy­dek, es­pe­ra uma gran­de vi­ra­da pa­ra to­da a ca­deia da sui­no­cul­tu­ra no Es­ta­do. “Se­rão novas op­ções de es­co­a­men­to de pro­du­tos e de pre­ços mais al­tos, por­que paí­ses co­mo Ja­pão e Co­reia pa­gam a mais pe­la qua­li­da­de que exi­gem”, diz.

Zy­dek diz que o se­tor es­tá “an­si­o­so” pe­lo fim da va­ci­na­ção con­tra af­to­sa e pre­vê que, em três anos, o Pa­ra­ná se­rá o mai­or pro­du­tor de car­ne suí­na do Bra­sil. “Ho­je ex­por­ta­mos 15% do que pro­du­zi­mos e po­de­mos pas­sar fa­cil­men­te a 25% as­sim que a OIE emi­tir o cer­ti­fi­ca­do fi­nal, o que de­ve ocor­rer lá por me­a­dos de 2020”, diz, ao ci­tar o pe­río­do ne­ces­sá­rio sem a imu­ni­za­ção. “De US$ 10 mi­lhões ex­por­ta­dos ao mês, pas­sa­re­mos a US$ 20 mi­lhões no curto prazo.”

DA­DOS ECONÔMICOS De acor­do com o De­ral (De­par­ta­men­to de Eco­no­mia Rural) da Se­ab (Se­cre­ta­ria de Es­ta­do da Agri­cul­tu­ra e Abas­te­ci­men­to), o Pa­ra­ná pro­du­ziu 828 mil to­ne­la­das de car­ne suí­na em 2017, ou 21,3% das 3,8 mi­lhões de to­ne­la­das de to­do o País. San­ta Ca­ta­ri­na, que ob­te­ve a cer­ti­fi­ca­ção pa­ra ex­por­tar pa­ra os Es­ta­dos Uni­dos e o Ja­pão em 2013, é res­pon­sá­vel por 26,8% do vo­lu­me, com 1 mi­lhão de to­ne­la­das.

Con­tu­do, o re­ba­nho pa­ra­na­en­se é o mai­or, com 7,1 mi­lhões de ca­be­ças, ou 17,8% do to­tal na­ci­o­nal. O es­ta­do vi­zi­nho é o se­gun­do co­lo­ca­do, com 6,8 mi­lhões, ou 17,2%, se­gun­do o De­ral.

Es­sa di­fe­ren­ça ocor­re por­que exis­tem 62 mil pro­pri­e­da­des no Pa­ra­ná com suí­nos e ape­nas 6 mil des­tas fa­zem a ex­plo­ra­ção comercial, se­gun­do a Ada­par. O res­tan­te é cri­a­ção pa­ra sub­sis­tên­cia ou “de fun­do de quin­tal”. “São 800 mil to­ne­la­das de car­ne suí­na em so­men­te 6 mil pro­pri­e­da­des. Pa­ra se ter uma ideia, são 20 mil pro­pri­e­da­des na avi­cul­tu­ra”, diz o di­re­tor pre­si­den­te da Ada­par, Iná­cio Afon­so Kro­etz.

Na com­pa­ra­ção com bo­vi­nos, são 182 mil re­gis­tros de áre­as ru­rais com ao me­nos uma uni­da­de de ga­do ou bú­fa­lo, ci­ta Kro­etz. “O per­cen­tu­al de ga­do que é trans­por­ta­do en­tre es­ta­dos em re­la­ção ao re­ba­nho é in­sig­ni­fi­can­te, em­bo­ra sai­ba­mos que pa­ra quem vi­ve dis­so sig­ni­fi­ca mui­ta coi­sa”, com­ple­ta. (F.G.)

Três anos após o fim da va­ci­na­ção de af­to­sa, o Pa­ra­ná se­rá o mai­or pro­du­tor de car­ne suí­na do Bra­sil, pro­je­ta es­pe­ci­a­lis­ta

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.